Menino e relacionamento menino

Se você quer um relacionamento maduro e não se arrepender de sua decisão, esse artigo é para você. A diferença entre um menino e um Homem vai muito mais além da idade que ele tem. Aliás, existem muitos Homens de 25 anos e meninos de 48. 3.3 / 5 ( 18 v ) Título: O Menino e Cata-Vento Autor: Leide Freitas Coleção: Alfabetização na Idade Certa Instituição: SEDUC-CE Ano: 2018 – 1ª Edição Nº de Páginas: 028 ISBN: 978-85-8171-204-8 Tipo: Livro Digital Formato: .pdf Licença: Gratuito DescriçãoNum sertão quase sem fim, onde a chuva era pouca. E o vento nunca acabava, […] Baixe estes Vetor grátis sobre Perfil e relacionamento social de menina e menino, e descubra mais de 7 Milhões de recursos gráficos profissionais no Freepik Existem uma infinidade de diferenças que podem ser apontadas e que revelam se estamos namorando um homem ou um menino. E a maioria delas são tão escancaradas que só escolhe namorar um menino quem decide, mesmo que inconsciente, mergulhar em eterno descontentamento. A lista contém os melhores, novos e mais adequados 'filmes sobre relacionamento menino homem' ordenados por relevância. O sistema de recomendação escolheu filmes e séries de realista, grave, tocando, suspense, sombrio e perturbador sobre / em que / com enredo relacionamento menino homem, adolescente, amizade, Garoto, vingança, assassinato, amigos, juventude, relação mãe filho e ... Um menino ou é carente ou impossível de segurar. Um homem sempre faz tempo para você, e ao mesmo tempo, certifica-se de ter uma vida fora do seu relacionamento. Um menino só está interessado em beleza. Um homem aprecia sua beleza física, mas é mais atraído por sua personalidade. Um menino acha que já sabe tudo. Publicado em: amizades, masculino e feminino, relacionamento Marcado como: amizade entre garoto e garota, amizade entre homem e mulher, amizades sinceras, friends forever, melhores amigos, menina e menino A Polícia Civil do Pará, por meio da Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) e Delegacia Especializada no Atendimento a Criança e ao Adolescente (DEACA), deu cumprimento na tarde desta quinta-feira (03) a um mandado de prisão e apreensão a um suspeito investigado pelo crime de exploração sexual e estupro de vulnerável, em Breves, município do Arquipélago do Marajó. Afinal, o relacionamento entre um homem e um menino é de simples amizade, ou existem aspectos mais característicos nesta relação? Da parte do menino, este vê num homem a quem deposita confiança: - Um ideal acerca do que ele próprio deseja ser. - Alguém para confiar seus sonhos, planos e aspirações. - A aceitação e… A cantora Daniela Araújo revelou, durante uma live musical, nesta quinta-feira (27), que está grávida de um menino. – É menino e o nome dele é Lucca, com dois C’s. Meu sonho era isso que tá acontecendo, adorando a Deus, mesmo com tudo que aconteceu, e com minha família – disse ela com o ...

Mds ser bissexual é mto confuso aaaaaaaa

2020.09.26 07:58 SpaceshipFive Mds ser bissexual é mto confuso aaaaaaaa

Eu finalmente entendi que sinto atração por ambos os sexos. Compreendi certos comportamentos que tinha durante a adolescência e infância quando me deparava com nudez feminina, demonstração de afeto entre garotas, etc. Claro que devido à forte repressão, nunca cheguei a desenvolver sentimentos ou romance com alguém do mesmo sexo. A paquera era limitada aos meninos e consequentemente os relacionamentos.
Atualmente estou num namoro de dois anos com um rapaz que amo muito, ele me aceitou e me acolheu quando comentei sobre a minha atração por mulheres e tem me apoiado muito. Mas ainda é péssima a sensação de saber que você limitou tanto suas vontades a ponto de não ter tido nenhuma experiência "profunda". Beijei uma menina uma vez, sem compromisso, só vontade.
Muita pouca gente sabe disso. Por enquanto, só falei pro meu namorado, uma amiga (que é bissexual e entende muito de todo o conflito interno que sinto) e minha psicóloga. Mas gostaria de um dia poder me manifestar, sabe? Dias atrás foi dia do orgulho bi e eu não pude fazer nada. Eu sinto que nunca vou conseguir dizer "sou bissexual" e se um dia isso acontecer, ninguém vai acreditar em mim e não vou ser levada à sério.
Eu não vou terminar meu relacionamento saudável só pra me envolver com garotas e provar minha bissexualidade. Não quero de jeito nenhum isso. Mas é tão estranho saber que eu sinto tesão e por alguém do mesmo sexo sem nunca ter tido nada muito profundo.
Mais estranha ainda é essa sensação de que provavelmente nunca vou ter essa experiência de me envolver com uma garota e finalmente dar vazão a essa vontade.
Faz sentido?
submitted by SpaceshipFive to arco_iris [link] [comments]


2020.09.26 03:46 amyciax Me sinto sufocada...

Bom, estou escrevendo pois preciso desabafar e não tenho ninguém e nem confio em alguém. Já faz 1 ano que me sinto inútil, puta, boba etc.. Meu problema é o amor, só me machuca. Tudo começou há exatamente 1 ano e 9 meses, me apaixonei pelo motorista de ônibus que passava perto de onde eu estudava, ele sempre me encarava me retrovisor...Um dia teve um evento na escola em que eu estudava e eu fui falar com ele para perguntar horário e daí começamos a conversar e ficar cada vez mais próximos, o tempo foi passando e eu queria algo a mais, porém nunca comentei nada, uns 6 meses depois eu descobri que ela tinha esposa, quando eu descobri foi um "choque" tão grande e eu chorei muito, mas muito mesmo...Depois disso nunca mais fui a mesma, eu fui me encontrar com ele depois de 1 semana, perguntei a ele sobre sua esposa e ele tentou se explicar de todas ás formas, disse várias coisas fofas, conseguiu me manipular, e eu desculpei ele... Ele me pediu em namoro e eu aceitei, ele era muito ciumento comigo, eu não podia falar de outros meninos, elogiar, conversar com outros meninos que ele já mandava eu me respeitar falava que isso era coisa de puta, várias coisas do gênero e cada vez eu me sentia mal, sufocada por não poder contar dele pros meus amigos/família e magoada por ele querer me controlar e me esconder de quase todos, mas eu não conseguia me afastar dele, sempre que tentava dava errado e eu voltava para ele. Quando foi um tempo depois ele trocou de linha e eu não encontrei mais ele, conversávamos apenas por mensagem, um dia a mulher dele me ligou várias vezes de madrugada e várias mensagens me xingando de tudo que é nome, eu me senti muito pior do que eu já estava, ela me contou que ele disse que eu era só uma rapariga dele, depois ele tentou se explicar para mim e reclamou que eu mandei os print da minha conversa com ele para ela, acreditei nele mais uma vez e lá vou eu de novo, mas para o alivio de algumas pessoas e meu também, eu não fiquei com ele consegui ver a burrice que eu estava fazendo. Com o tempo fui me recuperando, passou 2 meses e eu ainda amava ele, tentei outros caras, mas não rolava. Eu comecei a esquecer ele depois de ter conhecido um menino da barbearia aqui perto onde moro, faz um tempinho que eu conheço ele, mas só tínhamos conversado quando fui cortar o cabelo lá. Começamos a ficar próximos e aí nós ficamos, mas foi muito rápido, ele queria me encontrar na casa dele, mas enrolei ele e nem fui... Quando foi na outra semana, eu desconfiei que ele tinha namorada pq ele se preocupava dms com as pessoas que iria me ver, então eu ignorei esse fato e fui lá para barbearia perguntar se ele tinha namorada, mas quando cheguei lá, perdi a coragem de perguntar, então ficamos dnv no banheiro, ele queria algo a mais, mas não facilitei para ele, depois quando já estava perto das 19hrs, fui embora cheguei em casa e fui pesquisar o instagram dele, e tinha lá na bio dele o @ dela e essa menina eu vi ela pessoalmente uma vez quando fui lá, na hora que vi eu fiquei chocada não acreditei que estava acontecendo tudo dnv, eu entrei em desespero e chorei muitoo, eu acho que eu gosto dele, mas vou tentar de tudo para não cair no papinho dele.. Eu estou tão magoada, pq sempre são pessoas que já estão em relacionamentos? Pq todos os homens só tem segundas intenções comigo? Eu não aguento mais... Pode parecer drama, mas isso me machuca muito e me faz muito mal, eu sou bastante ansiosa e emotiva, acho que isso pode me levar para uma depressão...
submitted by amyciax to desabafos [link] [comments]


2020.09.25 22:10 AJGolias Prazer em provocar Parte 2

Para contextualizar aqui esta a primeira parte do relato.

À algumas semanas estamos trabalhando a toque de caixa, devido a pandemia os estagiários foram dispensados, então o serviço debruçou sobre nos...
Como relatei em outra postagem, estava em grande duvida se minha chefe estava me provocando, por um tempo me afastei e dediquei ao trabalho, mas ela continuou indo ao trabalho da mesma forma usual de sempre, eu apenas me mantive distante, ate a decisão da empresa em demitir os estagiários e agora divide a sala eu a chefe e uma supervisora.
A supervisora ja é uma mulher de mais idade, tem seus cinquenta e poucos anos, mas pelo que vemos foi uma mulher bem vivida, inclusive ela conta coisas que ela fez na adolescência em Niterói-RJ e isso acabou abrindo a janela para de vez em quando elas relatarem aspectos da vida pessoal e amorosa.
Agora a pouco conversando com ela, ela me perguntou sobre a chefe... "AJ e você e a chefe, como é o relacionamento de voces"
respondi que era meramente profissional, ela riu e disse "disso eu sei, mas o que voce pensa dela"
pensei em relatar o ocorrido mas não disse nada, apenas falei "ela é um mulherão da porra né? sorte do homem que navega nestes mares" eu aproveitei o ponto e perguntei.... "porque, ela falou algo de mim?"
ela riu, olhou para os lados e disse, "foi porque um dia ela me perguntou algumas coisas sobre voce", então perguntei sorrateiramente "quais coisas".
"ela me perguntou como é seu relacionamento com outras funcionarias, se você é mais saidinho, ou introspectivo, ela me contou que te viu umas vezes olhando para o decote dela, rsrs eu falei que todos os homens do andar ja devem ter olhado, ela tem um corpo bonito ne AJ"
concordei com a cabeça, fiz uma cara de "é pois é ne?" então vi ali a chance de tirar mais umas informações.
"homem é difícil né? tem dia que a gente tenta disfarçar mas não dá" foi então que ela soltou.... "eu acho que ela gosta que você olhe pra ela...segunda feira quando vc soltou aquele "nossa" ela ficou bem mais radiante o dia inteiro.
Nessa segunda que ela relatou ela veio com uma saia... um salto não muito alto, e uma camisa social que estava bem mais solta do que o normal, cabelos amarrados apenas por um coqui.. e o oculus, nem preciso relatar aqui o que esse tipo de vestimenta faz com um homem.... neste dia foi quase impossível não olhar o decote e a saia que ela estava usando que estava justa, mas não vulgar, e provavelmente ela não estava de calcinha, porque não marcava....deus que bunda linda, quando ela entrou na sala eu soltei um "nossa" que eu queria ter dito a mim apenas mentalmente mas escapou.
Na hora do almoço decidi pedir alguma comida e comer ali mesmo, para minha surpresa ela fez o mesmo, só que eu fiquei na varanda do escritório, e ela na copa, depois disso decidi ir ao terraço para fumar um cigarro, sentei acendi, e fiquei olhando para aquele sol escaldante que estava fazendo... de repente a porta abre, e la vem ela de cabelo solto, senta do meu lado e fala...."que coisa feia menino, fumando... vou contar pra todo mundo (maioria das pessoas do escritório não sabem que eu fumo, e fumo raramente) então ela me pediu um trago tirou os pés do salto, ABRIU MAIS DOIS FUCKING BOTOES DA CAMISA DANDO PARA VER ATE A PARTE INTERNA E PARTE DO SUTIAN, nesta hora eu quase engasguei com a fumaça, fiquei de todas as cores possíveis, acho que ela viu e disse, "me desculpe AJ, mas esta muito calor, mas nessa idade você já viu mulheres com decotes né?" e riu... ali conversamos um pouco sobre as coisas do trabalho, sobre estarmos trabalhando muito, mas eu não conseguia não olhar para os seios dela, maravilhosos, e ela tinha uma marquinha de bronzeamento, decidi ser um pouco mais saidinho e disse, "e pelo jeito a senhorita estava pegando um sol né?" ai ela "eu não sou tão fã não, mas este aqui ficou bom" pensei que ela iria dar uma puxada na camisa pra eu ver mas não fez, comecei a ter uma ereção então levantei com a desculpa de esticar um pouco, só que ela disse que era uma boa ideia, chegou ate o parapeito e deu uma alongada, ali na minha frente, descendo mais do habitual vi todo o decote, depois ela ficou de costa e alongou de novo, nessa hora dei uma respirada funda.... e ela riu e disse, "AJ, você não anda vacinando não?" entendi a referencia e disse... "tem umas coisas que não importa o quanto de remédio você tome, nunca será o bastante" então ela falou que tendia a concordar comigo. e que poderia ser males sociais da pandemia, aproveitei o gancho e fui saber mais sobre a historia dela, ela não se abriu tanto mas disse que tinha arranjado um "boy magia" mas ela achava que não tinha futuro, quase perguntei o motivo de ela separar, mas decidi deixar para outra ocasião, então ela sentou, fiquei olhando para aquele decote por alguns breves segundos antes de ela fechar o decote e colocar o sapato e ajeitar o coque, então fomos voltar ao escritório, quando o elevador chegou ela disse, "entre primeiro" achei estranho e fui... então ela falou, não vou ficar importunando o seu subconsciente, nesta hora tive a redenção e disse... "too late my lady, too late" ela abriu um sorriso de estranhez mas com satisfação apertou o numero pra descer, o que ocorreu é que ali estava com uma ereção monstra, e comecei a suar... então ela me perguntou se eu estava bem, eu disse que estava, e quando olhei para baixo, minha calça estava marcada grotescamente por causa da ereção, ela viu, fez uma cara de satisfação e disse... olha você esta precisando urgentemente de diversão... e deu uma risada gostosa, chegou no andar falei para ela apertar o botão S1 da garagem porque não poderia entrar ali daquela forma, ela apertou o botão e desembarcou... e eu fui para a garagem.... chegando na garagem pensei seriamente em ir no banheiro que tem ali e fazer 5x1, mas me controlei, respirei, então ela liga falando que podia subir que não tinha quase ninguém no departamento....então voltei ao escritório, o resto do dia ela ficava rindo do nada, com uma cara lerda, e foi embora mais cedo dizendo que precisava ir a academia.....
A supervisora não sabe desse ocorrido, e provavelmente apenas o porteiro viu a gente no elevador....
Ri porque a supervisora soltou um "cavalo amarrado sonha com pastar em local diferente" e realmente é isso, ela realmente gosta de provocar e deve se sentir maravilhosa com tudo isso.....
Assim que aparecer algo relevante eu posto aqui, me desculpem o relato longo, mas é isso ai.
submitted by AJGolias to sexualidade [link] [comments]


2020.09.23 00:47 odlavinroinuj Tô com o saco muito cheio de tudo. Cadê você, Cthulhu?

Queria saber por onde começar meu desabafo, os pontos principais são falsas amizades, espiritualidade e força de vontade, deixa eu tentar organizar as ideias.
A raiva que existe dentro de mim parece não caber no mundo. Desde pequeno, eu sempre fui muito bonzinho com todos ao meu redor, não tinha maldade nenhuma. Com isso, os abusados se aproveitavam da minha boa vontade e eu só fui perceber isso depois virar homem (tenho 27 anos, percebi que era bonzinho demais quando tinha 25). Nego que andava comigo desde a época da escola, só fazia me criticar negativamente, tentar me diminuir para que eles pudessem parecer maiores, e até eu mesmo às vezes blasfemava contra mim mesmo, a fim de agradar quem me cercava. Só de pensar em tudo isso, a raiva começa a borbulhar. Agora, não consigo confiar em ninguém além de mim mesmo. Talvez seja esse o aprendizado que devo levar dessa vivência, né Renato?
Sobre espiritualidade, é uma área que não tenho muito conhecimento, mas tenho sentimento. Tem tanta coisa na minha vida que parecia que daria tão certo, mas por qualquer circunstância alheia a mim, deixou de acontecer. Relacionamentos, empreendimentos, mínimos momentos que eram para ser agradáveis, nunca existiram. E o pior é que tudo parece se derivar das falsas amizades que me cercavam, que nunca quiseram me ver bem. Se eu for contar os detalhes de tudo que aconteceu, dá um livro, quiçá uma trilogia, mas vou tentar resumir. Eu tinha boa fama entre as garotas, quase um príncipe. Nessa época, eu ficava com uma das garotas mais gostosas da cidade (desculpe pelo adjetivo, mas 'linda' não se encaixaria tão bem). Eis que as "amizades" começam a me tirar do meu caminho, me levaram em puteiro durante esse tempo, me embriagaram e fizeram eu ficar com transsexual, enfim, deu pra entender? Imaginem o menino bonzinho, que nunca sonhava ir em zona, sendo influenciado por esses pedaços de bosta, sendo desvirtuado por ser inocente demais e não imaginar a maldade alheia. Minha boa fama na cidade acabou, me fizeram pensar que eu era 'putão', mas era um TROUXÃO. Imaginem a raiva dentro de mim, após analisar todo esse histórico, e ainda faltou os detalhes (vou guardar pro livro :P).
Sobre força de vontade, é o que manda na vida, né? Fui demitido sem justa causa no começo de Março, e desde então procuro fazer o que realmente quero da vida, que é trabalhar com música, seja como produtor ou como artista. Mas viver de música no Brasil é um sonho muito alto, ainda mais pra quem é de família conservadora, que só queria um filho engenheiro, igual a minha. Então to agregando o design gráfico e outras mídias (vídeos etc) para ver se amplio meu atendimento. Com o dinheiro do acerto, comecei a montar um home studio e com o seguro-desemprego, tirei uns meses pra produzir o meu primeiro álbum com músicas autorais (quem quiser conferir: https://hermesomensageiro.bandcamp.com , considerem como uma demo, vocais foram gravados dentro do guarda-roupa). 100% produzido por mim, baixo batera e master feitos digitalmente. O fato é que eu não tenho amigos, parece que nunca tive. Desde quando saí de casa pra trabalhar, em 2015, fui me tornando uma pessoa solitária, e me acostumei com a solitude. A fim de tentar escapar um pouco da solidão, fui pro Tinder, mas lá nunca deu muito certo, eu chego a suspeitar que tem até algo no quesito espiritual, porque as poucas combinações que aparecem custam a me responder, só ignoram minhas mensagens (vê se a carcaça tá muito ruim: https://tinder.com/@hermesomensageiro) Eu lembro de uma frase que vi no filme 'Into the Wild', "Happiness only real when shared", e vou compartilhar a minha com quem? Parece que ninguém quer me dar oportunidade.
Eu não sei se precisava ter escrito isso tudo, talvez fosse só ter perguntado: alguém conhece um pai de santo bom de serviço pela região de Belo Horizonte? Sei que eu tô cansado das coisas darem errado na minha vida. Quero e vou fazer tudo que for preciso pra dar certo, se for preciso invocar Cthulhu, cês me perdoem pela destruição :P
Agradeço pela atenção, ótima noite pra nós _/\_
submitted by odlavinroinuj to desabafos [link] [comments]


2020.09.22 19:39 zerasoviet Como se preparar para uma conversa que vai pôr fim a um relacionamento que você quer manter?

Ontem eu havia feito um relato aqui sobre um relacionamento que eu tô tendo com uma menina que, apesar de dizer que me ama e ter dito que me quer por perto, acha que só gosta de meninas (pra deixar claro, eu sou um cara). O fato é que eu amo muito ela, como nunca havia amado alguém antes; uma das pessoas mais incríveis que já conheci. Ela tá passando por um processo de confusão e crise por ter que repensar sua sexualidade, mas percebo que as coisas tão se encaminhando para ela compreender que é lésbica e não bi (Ou temporariamente lésbica, explico mais pra frente). O que acontece é que hoje ela disse que a gente precisa conversar, e eu tenho certeza que é pra gente terminar.
Cara, eu imagino como deve ser fudido perceber que sua sexualidade não tá resolvida. Na verdade, nunca tá, né? A gente pode sempre se surpreender. Mas enfim, esses momentos de crise são fodas, e consigo ver que não tá sendo fácil pra ela. Mas algumas coisas me deixam encabulado, talvez pelo fato da gente aprender a conceber as relações pelo filtro do machismo e, consequentemente, não saber lidar direito com a rejeição. Vamos ao ponto, na primeira vez que ela disse que talvez só goste de meninas - que, por sinal, foi há dois dias - ela também me disse que eu não sou o primeiro cara com quem ela passou por isso, e que quando tá com meninos sente falta de meninas e vice-versa. Mas o que fode minha cabeça nisso tudo é que ela já namorou por muito tempo, mais de um ano, com homens, e pelo que sei não teve nesses relacionamentos duradouros a crise da sexualidade; O que me faz pensar: será que ela realmente gosta de mim? Tipo, se fosse um amor de verdade, a sexualidade não seria um coisa tão grande assim, mas posso estar totalmente enganado. Aí surgem aquelas inseguranças de que eu não sou bom o suficiente, de que se eu tivesse feito algo diferente (não sei o quê) não estaríamos nessa situação; como se a cada passo que eu dou perco ela mais e mais, a gente começa a rever e a duvidar de tudo em nós e na nossa capacidade de amar e se fazer amado.
Enfim, ela vem em casa hoje ou amanhã para a gente conversar. E enquanto aguardo minha ansiedade parece que vai me matar. Eu tô fazendo o exercício de me preparar para o pior e entender que esse é o fim de um ciclo na minha vida, mas lá no fundo tem aquela parte da gente que acredita ilusoriamente que tudo vai dar certo, eu queria poder matar essa parte. É triste, a sensação de incapacidade e o vazio que eu tô sentindo é muito grande, tô perdendo a pessoa que mais amei na vida e não posso fazer nada, só sei chorar. Muita confusão e ideia errada na minha cabeça, por mais que eu pense racionalmente que essas coisas tão fora do nosso controle, não consigo entender certas coisas. Até então nosso relacionamento tava ótimo em todos os sentidos (ele só durou 6 meses), e há dois dias ela me fala isso, sem ter dado nenhuma pista antes. Eu sei que essas coisas não vêm do nada na gente, mas ela fez parecer pra mim que sim, como se tivesse tentado manter isso escondido nela. O que me deixa mais frustado e triste ainda, porque ela escondeu de mim que não tava sendo feliz e me fez acreditar que sim.
Dado tudo o que falei acho que não tem uma resposta pra essa pergunta do título, só me resta aguardar. Mas colocar esses pensamentos pra fora já ajuda a gente e muito. Quero aproveitar pra dizer que vocês dessa comunidade São incríveis, uma rede de pessoas se ajudando de uma forma muito linda. É isso, perdão se o desabafo foi prolixo e insosso. Mas lembremos a importância de passar pelo luto e que na vida nada é pra sempre, que as coisas sempre passa e recomeçar é nossa forma de estar no mundo.
Beijos e abraços!
submitted by zerasoviet to desabafos [link] [comments]


2020.09.22 00:15 zerasoviet Ela disse que me ama mas acho que só gosta estritamente de meninas

Correção do título: é "acha", e não "acho"
Olá! Essa é minha primeira vez fazendo um relato no Reddit, peço perdão se o texto ficar confuso e prolixo. Afinal a situação toda tá confusa pra mim também.
Eu estou ficando com uma moça desde março desse ano. Na verdade, quando nos conhecemos, ficamos pouco tempo juntos presencialmente, pois eu tive que ir para a casa dos meus pais no interior nesse contexto de pandemia e isolamento; já que a faculdade paralisou as atividades etc. Ficamos 5 meses afastados conversando praticamente todos os dias, e mesmo longe um do outro criamos uma conexão muito forte e eu me apaixonei completamente por ela. E o melhor de tudo nesse ponto é que foi recíproco, a primeira vez que a gente disse que se ama foi pelo whatsapp haha. Pois bem, na primeira semana de agosto eu voltei temporiamente pra cidade onde moro, exclusivamente por ela. Estávamos totalmente desolados com o fato de que provavelmente só iríamos nos ver em 2021, e sabe-se lá em qual mês. Então conversamos e planejamos minha vinda pra cá com o mínimo de riscos, pensando na redução de danos nessa furada de quarentena; eu moro só e ela mora a 10 min a pé daqui. E desde então foi tudo maravilhoso, passamos esses dois meses juntos matando toda a saudade, e nosso relacionamento estava ótimo em todos os sentidos, eu já considerava confiante que a gente tinha tacitamente começado a namorar.
No entanto, ontem meu mundo desmoronou. Já na hora de ir pra casa, pois tinha que resolver coisas do trabalho, ela disse que me ama, mas acha que gosta estritamente só de meninas. Até então ela achava que era bi, e jurava que isso tava bem resolvido nela. E o mais foda disso pra mim é que ela já namorou por mais de um ano com dois caras. E por mais que eu saiba que isso não tem a ver diretamente comigo, tendo a ficar paranóico com o fato de ter sido na minha vez que ela se tocou de que não gosta de caras. Eu cheguei a dizer isso pra ela, e o que ela respondeu foi que já falou isso pra outro cara, e que quando tá com meninos sente falta das meninas e quando tá com meninas sente falta dos meninos. Ela aparentemente tá bem confusa e frustrada com tudo isso, mas tô com muitas pulgas atrás da orelha. Tipo, como alguém pode amar você mas pelo jeito não sente atração pelo seu gênero ou meio que se cansou temporariamente do seu gênero??? Nesse mesmo dia a gente chorou, eu só consegui dizer pra ela poucas frases, que queria que ela ficasse bem e se resolvesse e que ia doer em mim pra passar mas que passaria. Tempos depois de lágrimas sem nos olharmos e tocarmos, ela veio até mim e me abraçou, a gente deitou abraçados e nos beijamos. Ela disse que não quer ficar longe de mim. Acabou dormindo aqui, dormimos abraçados e hoje de manhã eu cheguei a fazer sexo oral e ela teve um orgasmo. Mas tem uma coisa muito estranha e quebrada entre a gente agora. Eu tô totalmente confuso, sem saber o que fazer, e isso se intensifica porque ela tá me dando informações que acho serem contraditórias entre si. Me pergunto se ela diz que me ama só por dizer, sem ser de verdade. Também me pergunto se ela só me quer por perto pra servir de muleta emocional dela, ou me deixar em stand by enquanto se decide. E olha, eu consigo imaginar o quanto é difícil pra alguém passar por uma crise com sua sexualidade, mas eu não tenho condições nenhuma de ajudar ela, e nem de ser amigo dela. Eu tô quebrado e frustrado.
Provavelmente volto pro interior na semana que vem, e acredito que não vamos nos falar mais. Eu não sei se ela quer conversar comigo mais sobre isso, ela não é do tipo que se abre assim. Mas eu vou tentar uma conversa final pra gente resolver tudo isso.
Enfim, perdão pelo relato longo, mas me sinto um pouco melhor só de ter colocado isso pra fora.
submitted by zerasoviet to desabafos [link] [comments]


2020.09.21 21:37 erossama Encontrei alguém mas ela mora longe

Bom... Eu encontrei um menino num app de relacionamento e provavelmente ele está interessado em mim acho que pela primeira vez acho que pode dar certo já que sla não tenho tanta auto estima e ele me chamou de bonito kkk o problema é que ele mora 2 horas daqui oque seria bom fazer nessa situação?? Eu queria tentar algo mas aaaaa
submitted by erossama to desabafos [link] [comments]


2020.09.19 21:37 niallwhore Meu ex namorado estragou tudo e esse foi o maior favor que ele já me fez!

Segura que lá vem o textão com meu relato e uma mensagenzinha motivacional pra quem ta sofrendo por quem não te merece. :}
Esse ano eu conheci um rapaz por quem me apaixonei muito. A gente namorou por 5 meses e tivemos um relacionamento extremamente abusivo: ele me acusava constantemente de traição, não queria passar os finais de semana comigo, me agredia verbalmente, era obcecado com instagram e vivia brigando comigo por coisas fúteis relacionadas a redes sociais, não deixava eu ter amigos, não me avisava com antecedência quando ele ia sair pra visitar a amiga dele, sempre brigava comigo, ficava bravo quando eu comprava coisas pra mim, colocava palavras na minha boca, não confiava em mim nunca, ficou do lado do cara que me abusou psicologica e fisicamente - ao invés de acreditar em mim, ele ficava jogando essa história na minha cara como se eu tivesse culpa, além de tudo ele tinha CIÚMES do cara que me abusou. Enfim, comi o pão que o diabo amassou.
Foram 5 meses levando porrada, até que um dia ele desistiu de mim e terminou comigo. A justificativa dele era que eu ficaria melhor sem ele - ao invés de tentar trabalhar as coisas que estavam ruins, ele decidiu fugir. Ele terminou comigo umas 10 vezes enquanto a gente namorava e depois voltava atrás, mas essa última vez eu fui forte, peguei as palavras dele, aceitei o término e não voltei atrás.
Lidar com esse término tem sido extremamente difícil, porque eu ainda o amo demais, eu sinto falta dele todos os dias. Porém, desde que ele terminou comigo eu me apeguei aos meus amigos que se importam comigo, me reaproximei dessas pessoas e aprendi a ser um bom amigo novamente e estar ali pra eles.
Perder o direito de ter amigos quando eu namorei me fez valorizar muito mais as minhas amizades. É muito ruim e assustador não ter ninguém.
Estou passando por maus bocados, mas eu fico muito feliz de ver que não estou sozinho, sabe? De ter meus amigos e minha mãe me apoiando e me fazendo sentir como uma pessoa boa novamente (porque quando eu namorava ele fazia acusações tão graves sobre mim que saí me sentindo o pior monstro do mundo).
É bom demais desabafar com as pessoas próximas e não ouvir como resposta um “fica tranquilo que vai dar tudo certo” ou não me culparem por estar me sentindo mal e brigarem comigo igual meu ex fazia.
Eu estou podendo jogar videogame de novo, e não fico mais triste de passar os domingos sozinho, porque afinal eu estou solteiro, e ta tudo bem. Além de tudo, todo o espaço vazio que o fim do relacionamento deixou, eu estou usando para desenvolver projetos pessoais e profissionais, inclusive tenho uma amiga que ta me apoiando e me inspirando muito a explorar cada vez mais os meus potenciais.
Meu ex se arrependeu muito de ter terminado comigo e deixou claro várias vezes que faria de tudo pra me recuperar. Ele me disse que mudou, que se voltássemos a namorar tudo seria diferente, etc. Por mais atrativo que isso fosse, porque eu ainda o amava (e ainda o amo), eu fui forte e sempre tentava lembrar de tudo que eu fui forçado a deixar de lado porque ele mandou. Sem contar que o fato de ele ter me culpabilizado e me feito lembrar tantas vezes do abuso que sofri foi algo que eu não consegui perdoar.
Enfim, as semanas foram passando e depois de tantos surtos, indiretas injustas sobre mim que ele ficava postando nas redes sociais, entre outras coisas como o fato de ele ter ido brigar com uma amiga minha porque ela deu unfollow nele no instagram e de ele ter seguido um conhecido meu e dado block nele em sequência, as coisas foram acalmando um pouco. Ele parecia realmente estar mudando, e obvio que isso mexeu com meu coraçãozin de gado.
Embora não tivesse sido o bastante pra eu voltar pra ele, foi algo que me fez não querer afastar e tirar ele da minha vida. Eu deixei uma janelinha aberta pra ele entrar, caso se comportasse. E depois de vários dias que a gente estava se dando bem, eu decidi que iria acompanhar ele em um exame que ele ia fazer e ele falou que queria que eu fosse junto.
Eu fui acompanhá-lo e na hora de ir embora, ele disse que queria voltar pra mim e tal. Então eu conversei com ele durante horas com a maior honestidade sobre tudo que eu tava sentindo, e eu concluí a conversa dizendo a ele que se eu realmente sou o amor da vida dele e se ele realmente estivesse mudando, o tempo eventualmente iria mostrar e a gente iria acabar ficando juntos se fosse para ser. Ele disse que estava disposto a deixar o tempo mostrar que ele estava falando a verdade, então embora a gente não tenha decidido se afastar de vez nem voltar, a possibilidade tava ali no ar caso ele quisesse agarrar.
A conversa foi na quarta-feira. Quinta-feira eu segui no instagram um amigo de longa data com quem eu havia perdido contato. Em um plot twist bizarro, meu ex uma duas horas depois desse follow veio querer tirar satisfação comigo referente a este amigo que eu segui. Sendo que a gente tinha conversado sobre como esse tipo de comportamento dele era nocivo um dia antes.
Mano, eu fiquei puto com ele e me permiti surtar e falar o quanto que ele foi invasivo e o quanto essa situação foi fodida. Eu fiquei tão irritado com o que ele fez que não queria mais falar com ele. Ele me ligou algumas vezes durante a madrugada e mandou inúmeras mensagens implorando pelo perdão. Mas eu precisava ficar sozinho pra processar tudo aquilo.
É, galera, quando a gente ta apaixonado a gente é trouxa o bastante pra se decepcionar com a pessoa mesmo ela ja tendo vacilado com você inúmeras vezes antes.
Beleza né, no dia seguinte descubro que ele seguiu outro amigo meu com quem não tenho mais contato no instagram (e meu ex morria de ciúmes desse menino, porque nós já fomos muito próximos como amigos e tinha algumas fotos com ele no meu instagram). Além de ele ter dado follow no menino, eles trocaram vários likes em fotos. Eu vi aquilo e decidi que iria retirar meu ex das minhas redes sociais, eu chorei muito muito mesmo, mas beleza.
Menos de uma hora depois meu ex começou a me ligar de novo e implorar pra eu conversar com ele, porque ele não iria aguentar me perder e que precisava de mim. Eu primeiro tive que mandar uma foto minha chorando pra ver se ele acordava pra vida de que ele foi longe demais e depois fui bem grosseiro ao pedir para ele me deixar quieto. Ele disse que iria me deixar quieto, mas implorou pra eu não sumir de vez e encerrou com um “te amo, até”.
Depois dessa conversa fui conversar com esse meu amigo que ele seguiu no instagram, e o meu amigo disse que tinha conversado com meu ex pra tirar essa história a limpo (pra ver se ele ainda tava namorando comigo e tals) e meu amigo falou que meu ex disse que já tínhamos terminado e ele não queria mais ter nada a ver comigo. Além disso, meu ex falou sobre mim com deboche pra ele, como se o relacionamento tivesse dado errado e acabado por minha culpa.
Bom, gente, eu tinha tudo pra ficar arrasado com isso tudo, porque uns minutos antes o menino tava implorando por mim enquanto ele dava em cima de alguém que eu conheço e já fez parte da minha vida. Ele me acusou de traição durante 5 meses, e quem se provou um grande mentiroso e um traidor do mais baixo nível foi ele. Ontem eu finalmente entendi que ele tentava constantemente me diminuir e dizer que eu sou péssima pessoa, porque na verdade era ele quem fazia tudo isso e ele só estava projetando essas coisas em mim.
No final das contas, embora eu esteja muito triste, eu estou muito grato por ele ter estragado tudo e ter mostrado quem ele realmente é. Imaginem que merda se eu tivesse acreditado nele e voltado pra ele? Fico imaginando quantos chifres que eu levei durante esse relacionamento e fico muito feliz que todo esse abuso acabou.
Eu não estou contente, mas eu estou extremamente satisfeito que estou aprendendo a viver minha vida sem ele e me recuperando de um monte de merdas que aconteceram na minha vida (até antes mesmo de eu ter conhecido ele) ao lado dos amigos que se importam comigo e da minha família. Estou extremamente carente, mas eu nunca vou me submeter a voltar com alguém que me traiu dessa forma e ter esse conhecimento é tudo de bom, é libertador saber que quem mais apontou pra mim é a pessoa que mais fez as cagadas que falava que eu fazia.
Tudo isso pra eu dizer, meus amigos, que tudo bem sofrer por amor. Sua vida vale muito mais que um relacionamento abusivo ou alguém que te ilude. Se você ta malzão ou malzona porque seu amor te maltrata, te humilha, trai ou mente pra você, aprenda a se amar em primeiro lugar porque você tem potencial de fazer coisas incríveis! Onde há vida, há potencial.
Se você ta se sentindo sozinho se apegue aos seus amigos, se não tem amigos se apegue a sua família. Vai conhecer gente nova, às vezes perder uma pessoa nos faz sentir que estamos perdendo o nosso mundo, mas nós ainda teremos um universo inteiro para explorar.
submitted by niallwhore to desabafos [link] [comments]


2020.09.19 07:10 WealthImportant Sou bixessual??

Tenho 19 anos e todos os meus relacionamentos sérios foram com garotos, inclusive, estou em um no momento... Mas acontece que eu só consigo me fantasiar com outra mulher e não fico animada quando vejo um corpo masculino, mas com um feminino sim. Até o momento só transei com homens e até que gostei, e além disso eu sou apaixonada pelo meu atual namorado.
Bom, eu não sei se isso é algo puramente sexual ou pode ser mais que isso. O problema é que eu nunca me apaixonei ou me envolvi com mulheres. Como sofri bullying pela maior parte das garotas da minha turma no ensino fundamental, eu me fechei completamente e só interagi com meninos até os meus 17 anos.
O que acham? Isso é só uma coisa sexual ou pode ser além disso?
submitted by WealthImportant to sexualidade [link] [comments]


2020.09.17 19:47 blastoise2021 Sou gay e estou precisando de ajuda

Vi uma postagem na internet, aleatoriamente, sobre o caso de um menino de 20 anos no Canadá que perdeu sua virgindade com um cara do Grindr. Pareceu muito com a minha história e me atormenta até hoje: Aos 20 anos, em um dia de muito tesão, instalei o Grindr, encontrei um cara, a gente bateu um papo e ele me persuadiu a me encontrar com ele (ele fazia jogos psicológicos sobre não viver a minha vida e essas coisas, ele é psicólogo). Eu aceitei (então teve meu consentimento), ele veio me pegar na minha casa, fomos ao motel e ficamos, doía muito, eu estava com muito medo e tesão ao mesmo tempo, então ocorreu "tudo bem". Uma semana depois fui para a casa dele, já fizemos sexo novamente, porém dessa vez ele ejaculou dentro de mim sem meu consentimento, talvez por saber que eu era virgem. Nessa época eu tinha 0 amigos gays, não tinha muita informação sobre sexo, então confiei nele, aliás nem sabia que existia PrEP e afins. Isso foi em fevereiro de 2018. Em setembro de 2018 eu fiz um exame de HIV, deu negativo. Tive outros parceiros ao longo de alguns meses, novamente em setembro de 2019 fiz outro exame de HIV e deu negativo. Porém, como sou traumatizado por essa minha primeira experiência, as vezes esses pensamentos voltam à minha cabeça e me torturam. Nunca idealizei tirar a virgindade assim, pensei que fosse um momento mágico, mas só me trouxe ansiedade em ter flashes disso. Eu, paranóico, fiz exame de HIV agora em agosto, depois de mais de um ano sem fazer absolutamente nenhum sexo, esse comprei pela internet e fiz em casa mesmo, negativo novamente. Eu fico com bastante medo, afinal, ele gozou em mim sem consentimento, se eu soubesse que ele ia gozar JAMAIS teria deixado... Então... Alguém sabe como eu tirar esses pensamentos ruins da cabeça e parar de pensar que estou contaminado com alguma coisa? Eu fico preocupado, estou totalmente bem, fiz três exames, todos em longos prazos após os relacionamentos e todos deram negativo, mas mesmo assim continuo paranóico, isso é decorrente do trauma da minha primeira vez? Alguém tem alguma dica de como excluir essa minha primeira vez da minha mente e achar que isso nunca existiu?
submitted by blastoise2021 to sexualidade [link] [comments]


2020.09.17 01:37 Denin1x Se não é depressão é quase isso

Hoje eu dormi a tarde, poucas vezes eu faço isso, e nas vezes que eu faço ou eu tô muito pra baixo ou eu tô exausto mesmo. Eu não fiz nada o dia inteiro, tinha marcado na agenda de estudar, não sei, não tô com vontade.
Também não quero sair de casa, as pessoas me olham estranho, não sei se é porque sou negro ou feio, talvez um pouco dos dois, meus amigos me chamam e eu invento sempre uma desculpa pra não sair. Meus amigos são mais bonitos que eu, sempre ouço as meninas elogiando eles e eu nunca fui elogiado, não cobro, talvez eu seja realmente feio e elas não querem mentir, tudo bem. Eu já estive na listinha dos " top meninos mais feios da sala ", poxa, se eu pudesse eu não seria feio, quem vai querer isso pra si? Eu não pedi pra nascer assim, eu até já me peguei querendo estar no corpo do meu colega branco, dos olhos verdes, cabelo loiro, ele se vestia bem, era bonito, tenho que admitir. Mesmo com isso tudo eu não me acho feio, eu até gosto de mim, da minha aparência, mas eu não posso dizer o mesmo das outras pessoas, deve ter um motivo pra sempre que vão falar o que acham de mim cortarem o assunto né. Sei muito bem que eu não devo ligar pra o que pensam de mim e tals, mas poxa, todo mundo pensa assim? Então deve ter algo errado né.
As vezes eu não consigo sair de casa, quando chego na porta, percebo que tem muita gente, vão me ver, ver minha feiúra, eu dou meia volta vou pro meu quarto e deito na cama, digo que não vou sair, sei lá, invento algo na hora.
Quando eu acordei hoje a tarde me veio uma sensação estranha, já tinha sentido isso antes, me veio uns pensamentos do nada, do tipo: — cara, já escureceu, eu tô dormindo, deitado, tô quase que nem um moribundo, não tô aproveitando a vida, se bem que eu sou um merda, não tenho mais muito papo, acho que notam quando eu vou rir pra simpatizar e o riso sai todo forçado, labios tremendo como se fosse chorar, por isso o papo morga na hora e a conversa acaba.
Sei que tudo isso é minha culpa, meu pensamento e minha baixa auto-estima, mas cara, é algo lá no fundo, não existe mudança de rotina que mude, eu nem tenho mais aqueles pensamentos de morte ou algo do tipo, gosto da minha vida, mas talvez assim seja pior, viver uma vida sem aproveitá-la, como uma criança muito pobre que olha um tênis bonito que ele tanto deseja na vitrine de uma loja.
Eu já sumi da vida de várias pessoas, nunca acredito que alguém goste realmente de mim, e mesmo que fosse verdade, o que eu faria? Eu só faço merda com quem eu gosto, é melhor me manter afastado.
Falando em vida, eu já não vejo mais graça nas coisas, piadas que meus amigos fazem eu rio pra não sair como chato, não gosto mais de fazer fofoquinha sobre outras pessoas, falar sobre relacionamentos, metas, estudos, sei lá, nada mais tem graça. Eu até tenho alguns sonhos mas fico pensando as vezes eles perdem o sentido, tipo, por que eu quero trabalhar? Tá, é pra fazer coisas que gosto, mas por que fazer algo que eu gosto? A vida só é isso? Manter a cabeça ocupada com coisas que gosta até que uma hora você morre?
Eu gostava de quando era criança, parece que tudo tinha mais cor, mais brilho, o sol parecia estar sorrindo pra mim, quando assistia os desenhos eu parecia estar naquele mundo, emoções intensas, paixões. Hoje nada disso tem graça, como se tudo tivesse perdido o brilho, como se eu tivesse fazendo hora extra na terra, o sol morreu, desenhos nem tem mais graça, não sinto mais aquela paixão por alguém, e dizem que eu sou frio pra caramba.
É como se eu tivesse sabido a história de um filme sem assistir, não vai ter o gosto de mistério, eu sei como acaba, 7 palmos a baixo da terra no cemitério da cidade.
submitted by Denin1x to desabafos [link] [comments]


2020.09.15 07:26 ketlyn007 Eu sou babaca por me afastar do meu melhor amigo e da namorada dele?

Olá para todo mundo que está a ler, sou de Goiás então se quiser pode ler com o sotaque goiano. Essa é uma história recente então caso falte informações é por isso.
Eu sempre fui muito apegada com o meu melhor amigo/vizinho, nossas mães se conheceram antes do nosso nascimento (essa informação pode ser útil) então a gente se via muito e acabamos nós tornando próximos, eu contava sobre TUDO que acontecia na minha vida, até coisas extremamente pessoais como menstruação e paixonites, e esse meu amigo que chamarei de Rainaro nunca falava sobre os sentimentos dele e da saúde mental, coisa que eu já estranhava porque no meu ponto de vista éramos super amigos, porém eu deixei pra la, até que em uma das nossas conversas ele menciona uma tal de Lolitta e fala que está gostando dela, e eu como uma boa amiga fiquei feliz porque era a primeira vez que o Rainaro me contava sobre um relacionamento sério, parabenizei ele e peguei o número da menina que conseguiu fazer ele se endireitar para virar amiga e ficar próxima, nós nos falamos por mensagem durante meses e como o Rainaro fez uma festa (antes do coronga) convidou nós duas para nos conhecemos pessoalmente, foi maravilhoso (pelo menos no meu ponto de vista)
Ps: nesse meio tempo criei algumas amizades em comum com a Lolitta e minha amizade com o Rainaro não estava indo bem por causa dos ciúmes obsessivos da namorada dele, coisa que me chateou muito já que ele sempre foi meu porto seguro
Até que uns dias atrás uma amiga dela, a Carls me mandou a seguinte mensagem: olha eu tô cansada de ver isso então vou te contar, quando a Lolitta e o Rainaro começaram a namorar ela fez um grupo só pra falar mal de ti e dizia coisas do tipo "ela só fica perto da gente porque quer acabar com o meu relacionamento" "ele quer nos afastar porque gosta do Rainaro" "eu quero que vocês se aproximem dela pra saber se ela gosta do Rainaro"
E eu me senti traída pelo fato de sempre ter tentado ser a pessoa mais gentil possível pra ver a felicidade do meu amigo e ela falar aquelas e muitas outras coisas.
E a minha amiga ainda disse que ela só mudou de ideia quando me viu pessoalmente mas ainda falava que eu gostava daquele menino, então eu decidi falar com ela sobre esse assunto e ela falou que era mentira, que estavam me manipulando e as desculpas mais clichês possíveis. Só não mostrei os prints pra ela por causa dessa minha amiga Carls, só bloqueei ela e me afastei de qualquer assunto que envolta ela.
Sobre o Rainaro: ele soube sobre isso e falou que eu magoei a Lolitta e que "eu não liguei pros sentimentos dela " ainda disse que eu só me importava comigo mesma, e que nossas amizade não era a mesma, que eu nunca tava nos momentos ruins e mais um monte de coisa que me deixou bem triste. Hoje não nós falamos mais e ele finge que nem me conhece e eu faço o mesmo, já que na nossa amizades mesmo sem estar errada eu que tinha que pedir desculpas, não vou mais ferir meu orgulho por alguém que não se importa comigo.
Desculpem o textão
Então turma, eu sou a babaca?
submitted by ketlyn007 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.09.15 04:31 Humble_Author4284 melhor amigo?

Vai ser um pouco longo, so avisandokk
Bom, tudo começou em 2017 quando eu me mudei de cidade e escola, tudo novo. Mas logo no segundo dia ja consegui fazer amizades e taus com 2 meninas (vamos chama-las de mile e ana) e um menino (vamos chama-lo de gabriel). Eles eram super gente boa e me acolheram da melhor forma possivel.
Em 2018 esse nosso grupinho foi se afastando mais quando a mile saiu da escola e a ana começou a ficar mais com as outras amizades dela, mas isso não impedia da gente ainda se falar. Com tudo isso, naquela epoca eu e o gabriel nos aproximamos muito e faziamos tudo juntos, conversavamos sobre tudo, saiamos juntos, era muito foda ter aquela sensação te ter so eu e ele conversando sobre coisas que so eu e ele entendiamos.
Em 2019 a nossa amizade continuou a mesma, mas começamos a ficar mais junto porque a outra ana mudou de sala para ficar com as amigas dela. A gente tava super de boa com isso e taus, mas a gente começou a se afastar um pouco dela, mas nada impedia a gente de dar um oi pelos corredores.
Em março de 2019 eu tive que voltar para a cidade que eu tinha vindo antes de ir para essa, e obviamente eu fiquei muito abalado pq de tanto eu e o gabriel ficarmos juntos, a gente não se preocupou tanto em expandir o nosso circulo social.
(alguns fatos sobre ele que eu esqueci de citar: ele nunca foi muito de sair de casa e nós íamos call todos os dias depois da escola. Não sei se isso vai fazer alguma diferença no futuro da historia mas fizer ta ai)
Continuando.
Obviamente foi otimo voltar pra minha cidade onde eu ja conhecia muitas pessoas que eu tinha crescido junto, e eu ainda ia estudar na mesma escola que eu tinha estudado no passado, então todos os meus antigos amigos estavam la. Mas como o tempo é foda, tudo muda ne. Algumas pessoas não foram mais as mesmas comigo, algumas foram, mas isso é normal.
Desde o começo quando eu voltei eu me sentia meio deslocado naquele ambiente pois algumas pessoas tinhas novas amizades, e eu sou muito timido pra chegar em alguem e falar um oi (tanto que eu demorei 1 semana pra começar a falar com alguem la e ainda era alguem que eu ja conhecia). Mas sempre que eu chegava da escola eu sempre conversava com o gabriel e desabafavamos sobre como as nossas vidas são solitarias e tristes (draminhas).
A nossa relação continuou assim por um tempo, ate que como o de costume a gente foi se afastando um pouco, mas eu sempre tentava mandar um oi e começar uma conversa (ponto importante que eu sempre que mandava o primeiro oi. ele literalmente só meu mandou 1 mensagem pra conversar pq ele tava entediado)
No começo eu obviamente estranhei pq segundo ele eu era o unico amigo dele (pq ele disse que todas as pessoas que falavam com a gente na epoca não falavam mais com ele). Então na minha mente eu imaginava que eu precisava sempre mandar mensagem pq ele dizia que ngm falava com ele (e eu tbm n).
Com o tempo ele começou a não me responder mais e eu ficava sempre muito incomodado com isso, mas sempre que ele respondia mesmo que só um pouco eu ja me satisfazia e "perdoava" ele (as famosas migalhas).
Eu fui me acostumando com isso por um tempo, até que a quarentena começou e literalmente eu só conversava com 2 pessoas (ele e uma outra amiga de outro estado que não vem ao caso na historia). Ou seja, pra eu manter a minha mente sociavel com alguem eu tinha que depender dele que não me respondia só raramente, e dela que é muito ocupada.
Tinham umas epocas que era quase previsto, quando a gente começava a conversar e talvez ir uma call, a gente ficava nesse fluxo por uma semana mais ou menos, e depois disso eu ja sabia que ele ia ficar um bom tempo sem falar comigo de novo.
Eu sei que você pode estar pensando por exemplo que ele quer espaço essas coisa, e eu sei disso, todo mundo precisa eu respeito, tanto que quando eu sei que ele vai passar esse tempo sem falar eu nem tento mandar. Mas recentemente a gente marcou de ver a minha serie favorita, e na hora que ele aceitou ver eu fiquei na maior euforia do mundo, pq 1- eu consegui convencer ele a falar comigo por um tempo; e 2- alguem no mundo tbm ia conhecer essa serie pq quase ninguem no brasil conhece; e 3- que ele tinha realmente gostado da serie quando eu mandei o trailer; mas voltando.
A gente tinha marcado pro dia seguinte assistir, mas não marcamos a hora, então quando chegou o dia eu perguntei pra ele quando eu poderia ligar pra ele e a gente começar a assistir, mas ai se passaram 1, 2, 5 horas e ele não respondeu, eu pensei q sla, ele tava ocupado ou não poderia ver a mensagem, mas no dia seguinte que eu fui ver, ele tinha visualizado e não tinha falado nada. Eu sei, eu juro que é sla, ele pode não poder assistir naquela hora, ou ate não quisesse mesmo, mas custava pelo menos ele responder "não vai dar"?
Eu tinha aceitado ele não falar comigo por um tempo essas coisas, mas eu realmente tinha ficado muito animado na noite anterior (muito mesmo), e ele só ignorou a mensagem.
As vezes eu penso que ele não precisa mais de mim ou coisa do tipo pq ele me disse que comçou a falar todos os dias com um ex amigo nosso e q ele tava gostando dele, eu ovbiamente fiquei feliz por ele (ate pq os antigos relacionamentos dele não foram uns dos melhores, e aparentemente esse cara tbm tava gostando dele ent eu tava de boa), mas eu só me pego imaginando que agr que ele tem ele ele não precisa mais de mim e taus (pq quando ele me disse que tava gostando dele e que ele tava conversando munto com ele por um tempo foi quando ele comçou a realmente se afastar). Eu não sei.
Eu sei se você conseguem me entender, até eu mesmo to me achando meio deplorável lendo isso, mas eu só queria saber se eu que to enchendo o saco ou as minhas paranoias estão certas.
(Mesmo que doa, se for o caso, me digam se eu to errado, pq eu não consigo me auto julgar sem pensar que é coisa da minha cabeça)
submitted by Humble_Author4284 to desabafos [link] [comments]


2020.09.14 04:43 offthetraks Minha irmã está acabando com minha sanidade mental por um motivo fútil.

Bom, minha irmã faz parte de movimentos negros e da militância mais ativa tem alguns anos e eu apoio ela. Apesar de ser negra de pele mais clara sofri muito bullying na escola e minha auto estima é horrível. Na adolescência foi uns dos piores momentos, eu era invisível, me sentia um lixo perto das pessoas, me sentia feia e indesejada com poucos amigos, até fiquei com alguns meninos, mas nunca fui assumida por ninguém.
Acabei tendo um relacionamento horrível nesse período com um guri que "namorava comigo nas escuras" e fazia várias merdas, mas eu aceitava pq nunca tinha tido namorado e tinha problemas comigo mesma. Minha irma não tinha problemas com ele por que ele era pardo. Criei coragem e coloquei um fim nisso.
Ano passado me envolvi em um projeto de design pelo meu estágio e conheci o W, um guri muito gente boa e respeitoso. Pulando um pouco, acabei me envolvendo com o W e hoje namoramos. Ele me respeita, me apresentou para a família, me ama e não tem vergonha de mim.
Porém ele é branco, branco e loiro ainda e minha irmã odeia isso, disse q ele é o opressor e só tem fetiche em mim, ela não quer nem conhecer ele e fica debochando o tempo todo. Parece que minha relação com ela se resume a isso agora e dói pra caralho e eu não aguento mais, todo dia ela faz piadinha, um dia desses disse que eu durmo com o inimigo.
Eu me sinto muito mal, com muita raiva, eu não sei mais o que eu faço pra isso parar, pois moro com ela e meu pai e não tenho condições de sair de casa agora. Acabo passando vários dias na casa do meu namorado mas não quero ser inconveniente também, ainda mais na quarentena.
submitted by offthetraks to desabafos [link] [comments]


2020.09.13 22:39 TravsTravinho Por que as pessoas têm medo de assumir um namoro? Por que é tão difícil mergulhar no amor e aproveitar os bons momentos?

Eu (20H) conheci esse menino (19H) no Tinder faz alguns meses, acho que há uns 4 ou 5 pra ser mais exato. Ele é bem bonitinho e é o meu tipo rs, mora em uma cidade que fica meia-hora de estrada da minha. Eu me divido entre morar aqui e em outra cidade (300km de distância) onde faço faculdade, e ele faz faculdade do outro lado do Brasil. Ambos estamos de volta nas nossas cidades natais por conta da quarentena em 2020 e das aulas estarem rolando online.
Nós conversamos alguns dias sem parar por mensagem, eventualmente esquecemos um pouco, mas depois voltamos a conversar por ter dado um segundo match no Tinder, daí fui bem direto, já que nunca consigo um date nesse raio de aplicativo e resolvi chamá-lo pra sair (isso em Julho). Saímos, ele veio pra cá, e como eu tenho carro a gente começou a dar bastante rolê por aqui, e depois eu sempre levo ele de volta na cidade dele, ficamos sempre batendo papo até de madrugada no carro. Contudo, ele não pode ficar aqui em casa e nem eu posso ficar na casa dele, porque ambos estamos ficando na casa dos pais.
A maneira que achamos de ter um momento foi a de irmos para a cidade onde faço faculdade, lá eu tenho minha casa e podemos passar um tempinho mais íntimos. Acho que no nosso quarto date fomos passar uns 4 dias lá. De qualquer forma é meio caro, e pegar um avião pra cidade dele não é uma opção também, pelo menos não agora com o preço das passagens. Normalmente fazemos sexo no carro perto da casa dele, e sim, eu sei, é triste a vida do gay que não pode ter intimidade com alguém.
De qualquer forma toda semana a gente se encontra, ele não tem tanta grana e acaba que eu pago muitas coisas pra ele. Durante o mês de Agosto, entre a viagem pra minha cidade, idas e voltas da cidade dele, restaurantes e gasolina eu acabei gastando 2.100 reais!!! Eu não sou rico nem nada, eu só ganho uma boa bolsa de 1.500 reais pela faculdade, que não tenho usado pra nada esse ano (to na casa dos meus pais desde Março) e tenho um tantão desses meses todos guardado na poupança para viajar ano que vem.
Estamos muito bem até então, passamos noites e noites conversando no Discord, vendo Netflix juntos. Ele já sabe muito sobre a minha vida, sobre meus relacionamentos passados, meus amigos, minha família e eu sei sobre o dele, incluindo o péssimo passado que ele teve com um ex-namorado abusivo. Ele me diz que sempre foi um inocente apaixonado, e se jogou muito facilmente nesse relacionamento com o ex, o que gerou muitos traumas, crises de pânico, rolou traição e mais um monte de coisas bem pesadas que não quero falar aqui.
Eu sou um cara bem de boa, ele diz que eu sou um príncipe, que nunca conheceu alguém que o tratasse tão bem, que fosse tão inteligente, atencioso. Acho que parte disso é que nos meus relacionamentos passados eu aprendi a me importar muito com quem eu amo, e realmente, eu sempre faço muitos elogios pra ele, tento fazer ele se sentir seguro, e por mais que ele tenha dificuldades de acreditar que alguém realmente gosta dele, sempre gosto de afirmar como ele é importante, autossuficiente, e merece tudo de bom no mundo, que ninguém mais pode fazer com ele o que o ex fez. Eu sou o tipo de namorado que mostra o quanto gosta e se importa desde coisas pequenas, como abrir a porta do carro , até imaginar que eu me jogaria na frente de um tiro por quem eu amo, e eu o amo. Amo muito, nunca conheci alguém assim, e eu sei quando é paixão e quando é amor, sou novo, mas eu sempre fui meio precoce rs e precisei amadurecer muito cedo na vida.
Ele disse que me ama primeiro, não sei, eu aprendi a não admitir isso tão cedo, ver onde estou pisando e ver se realmente há reciprocidade. Posso tecer mil elogios mas só digo que amo quando tenho certeza. Tudo parece muito perfeito (exceto pelo dinheiro rs), mas ele não quer namorar, ele tem medo, muito medo. Medo de se entregar e fazerem de novo com ele o que ele sofreu, medo de que algum príncipe como eu resolva mudar meu jeito repentinamente e vire um monstro, usando da dependência emocional dele como arma, chantageando, traindo, etc. Medo de voltar para a cidade da faculdade dele e estar preso em um relacionamento com alguém há quase três mil quilômetros de distância, por mais que eu não veja problema em voar até lá para vê-lo. Medo da palavra “namorado”.
Sério, a gente já faz tudo que um casal de namorados faria, talvez seja meio cedo, mas ele diz que não quer ficar com outras pessoas além de mim, e eu digo o mesmo, ele diz que me ama e que não vê o dia dele sem falar comigo, que não consegue ficar longe de mim por muito tempo e já morre de saudade quando a gente se despede, ficamos conversando no carro, ouvindo música, mostrando qualquer coisa no celular um pro outro até a bateria acabar e perdermos noção do tempo. Já cheguei em casa 5h da manhã uma vez sem saber que horas eram ou por quanto tempo ficamos juntos. Ontem assistimos um filme em call pelo Discord e eu assisti ele dormir por umas duas horas enquanto eu estudava para uma prova que fiz hoje cedo, e quando ele acordou no meio da noite disse que não queria desligar, que queria dormir sentindo como se estivesse comigo, abraçando o travesseiro. Mesmo assim, ele não quer me chamar de namorado.
Mas, se o sentimento que eu sinto por ele é tão bom e puro, se nosso amor é tão saudável e cresce cada dia mais, por que precisamos nos segurar e não nos jogar no amor? Como pode uma pessoa traumatizar outra a ponto de alguém ter tanto medo de uma palavra?
submitted by TravsTravinho to desabafos [link] [comments]


2020.09.06 04:58 sayqueline Sou babaca por terminar uma amizade de mais de 10 anos?

Ola turma :/
Essa história é recente e me perturba um pouco e envolve uma amiga, vou chamá-la de Gabi.
Tenho um quarteto de amigas que conheço desde meus 7~8 anos (atualmente tenho 19 anos), n me recordo ao certo. São eu e a Gabi e mais duas meninas.
Há 6 anos mais ou menos, todas nós estávamos na mesma sala, nisso, tinha um menino que gostava muuuito da Gabi e eu virei melhor amiga desse menino, vamos chamá-lo de Paulo.
Enfim, o tempo foi passando e eu fui tentando ajeitar ele pra ela e vice versa, gostaria muito de ver eles juntos, pois eu achava que eles combinavam bem. Eu chamava eles pra vir em casa e segurava vela e coisas do tipo.
Passou um tempo e finalmente eles assumiram. E eu fiquei muito feliz por eles.
1 ano e alguns meses depois, eles terminaram. E eu, como a melhor amiga e as meninas do grupinho, fomos questionar, julgar e ajudar a situação dela.
Contou todos os detalhes de como o Paulo estava agindo diferente e como o namoro ficou estranho, até o término. Me senti meio mal pois eles eram bem amigos e eu influenciei no namoro dos dois. Tecnicamente, eu sentia uma parcela da culpa, apesar de ela negar o fato.
Uns dias atras, o Paulo me chamou no whatsapp (lembrando q eu ja fui melhor amiga dele) e começou a desabafar cmg, contar como ele estava triste e com raiva de ela não se arrepender da decisão. Eu fiquei conversando e acalmando ele (sabendo de todos os detalhes que a Gabi me contou) e dizendo pra seguir em frente.
Me senti um pouco triste e nervosa e acabei chamando a Gabi e disse pra ela que o Paulo me chamou. Claro, ela quis a conversa e eu encaminhei mais de 400 mensagens. Ela começou a ler um pouco e ja disse pra eu ficar do lado dele pq ele estava certíssimo, pra concordar com tudo oq ele disse (querendo dizer que eu acreditava mais nele doq nela). Logicamente, meu sangue ferveu e eu comecei a entrar em choque, pois a minha intenção era ajudar ele apenas, ja que ele ja foi meu amigo. Por ele ter me chamado, provavelmente eu era a unica amiga dele no momento, nao queria que ele ficasse mais mal.
Foi difícil pra eu ter q ler isso dela, pois eu era amiga dos dois e no começo ela disse q eu n deveria desfazer a amizade que tinha com o paulo por causa do relacionamento falho deles.
Eu nao consegui pensar direito, mandei mensagens de desculpas pra Gabi e bloqueei os dois no mesmo instante, pois nao queria mais me envolver no assunto, nao queria piorar as coisas, e pra mim, fugir era a melhor opção.
Ela me chamou em outra rede social pedindo pra que eu desbloqueasse ela, mas meu maldito orgulho se recusou, acabei dizendo algumas bobagens como, "que eu era a culpada pelos dois hj serem estranhos e nao amigos, por eu ser a amiga excluida do quarteto" e coisas do tipo e fui sincera, disse q "nao queria mais saber de qualquer envolvimento dos dois no quesito relacionamento" e pedi para que parasse de enviar msgs desse tipo pra mim. Logicamente, ela respondeu friamente q eu nunca fui amiga dela.
E a conversa se encerrou. Não nos falamos desde então.
Sou babaca por ter acabado com essa "amizade"?
submitted by sayqueline to TurmaFeira [link] [comments]


2020.09.02 17:49 _Emiko_ Sou babaca por falar que a minha ex deve terminar com o atual namorado porque ela não esta feliz de verdade?

Olá luba :D, como está?e as gatinhas elas estão bem? :), sou capixaba, então não tenho sotaque, mas usamos muitas palavras como "gastura"(de se sentir desconfortável) e "bota" (de colocar algo) e várias outras palavras que esquecikk
Você pode já estar pensando que "não, você não é a babaca" ou talvez esteja falando que eu sou sim, mas leia atentamente a história, pois ela pode dividir opiniões facilmente
Essa história aconteceu recentemente (essa semana podemos dizer? k) Começou quando eu voltei a falar com a minha ex depois de muito tempo, e saber sobre o motivo ela ter me abandonado antes (alguns meses atrás tinha tentando voltar com ela, porém ela muito insegura por causa da minha infantilidade que eu tinha quando namorávamos, ela meio que "fugiu" e ficou com outra pessoa, mesmo me dando esperanças de que ia voltar comigo na epóca)
Enfim, vamos chamar ela de "Carmen" (é quase o nome real dela mas blz)
A Carmen voltou a falar comigo, porém ela disse que estava num relacionamento com um cara, e que não ia terminar com ele, porque ele ajudou ela muito com os problemas dela até ai eu fiquei de boa com isso, se ela estava feliz é claro (mesmo eu chorando todas as noites sabendo que ela não ia voltar...não por agora...)
enfim, conversa vai, conversa vem, CONVERSA ESTRANHA.... e conversa, constrangedora? chegamos no assunto do namoro dela, perguntei se eles já... (tu sabe....) ela disse que não pois ele estava em tratamento, blz e eu perguntei se ela realmente amava ele
ela disse que não, que me amava ainda, e que estava com ele por tudo que ele fez por ela, e que não podia abandonar ele sem motivo
eu perguntei se ela estava feliz com aquilo
ela disse que "estava", mas que faltava algo (amor, neh, amor)
eu fiquei pasma com aquilo, ela estava com ele por RECONHECIMENTO? e que talvez nem estava tão feliz? falei pra ela conversar com ele sobre os sentimentos deles e chegarem a um acordo, porém ela teimou e disse que não iria fazer isso. enquanto isso, ela me chamava de bebê, que sentia minha falta, que gostava de mim, pediu nudes algumas vezes, e ainda por cima, me dava a ideia de eu VIRAR AMANTE DELA (o que eu não aceitei claro, eu estava perdidamente apaixonada por ela, mas não ao ponto de virar segunda opção dela) o que a deixou bem surpresa, foi eu não ter aceitado. eu estava ficando com esperanças de que ela iria voltar, por causa dessas coisas que ela falava comigo, ela estava realmente me iludindo
teve uma hora que eu confessei que tava mal por ela estar num relacionamento, e que eu ainda a amava muito. sabe oque ela fez? ME MANDOU FICAR COM UM MENINO (mesmo ela sabendo que sou LÉSBICA) e insistiu pra mim fazer isso, como se pra ela, um p*u resolve todos os problemas de carência
eu fiquei muito mal, ficamos um dia sem se falar, até ela chegar pra mim e ser direta comigo (um detalhe, foi tudo por whatsapp pois ela mora no RJ e eu no ES) disse que não ia terminar com ele, por tudo que ele fez pra ela, e que se fosse pra gente parar de se falar por que eu estava mal, ela faria
MAS EU FIQUEI COM ÓDIO REAL, eu comecei a tacar uns "então você prefere parar de falar com uma pessoa que realmente gosta, pra ficar com um cara que você nem ama? e ainda me dando expectativa falando que me ama, me chamando de bebê e me propondo ser sua amante?" continuei:
"você prefere não ter sua própria felicidade com a pessoa que realmente gosta, por causa desse cara?"
"se for pra ser assim carmen, então é melhor pararmos de se falar mesmo, porque eu ao contrário de você, quero ser feliz com quem eu amo de verdade, e não viver uma mentira" eu a bloqueei depois disso
logo depois, meu pai que falava com ela também, me disse que ela disse pra ele que ainda estava com o cara, pois ele está fazendo tratamento de câncer, e ela não pode abandonar ele, e que esta com ele por dó (isso mesmo que ela disse) e que na verdade, gosta dele como um irmão. eu disse que não ligava, e eu realmente não ligo.
eu tenho dó do cara, porque ele ta amando ela sozinho. Eu fico triste em saber que ele ta com câncer e vivendo uma ilusão com uma pessoa que não o ama como um namorado, e sim ama outra pessoa, e que se ele soubesse disso, ele se acharia um peso pras pessoas.
enfim, eu sou a babaca por ficar puta e parar de falar com ela, ou eu devia simplesmente ter aceitado e continuado a falar com ela como se não fosse nada pra mim?
(eu até enviaria prints, mas meio que eu já exclui o contato dela)
submitted by _Emiko_ to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.30 02:32 querocafune parece fanfic mas eu juro que aconteceu

vou contar o filme que minha vida virou...
Pro contexto: eu acabei de voltar de um intercâmbio de 8meses em Wellington, na Nova Zelândia
Então, conheci esse menino na minha escola, numa aula feita pra que pessoas do mesmo ano escolar se relacionem, era uma aula de meia hora que acontecia duas vezes por semana, então não tínhamos muito contato, mas sempre sentava com ele e os amigos dele nesse tempo. Como eu era estudante internacional, não tinha muitas amizades além dos brasileiros que estavam na mesma situação que eu, então eu achava um máximo ter esse grupinho pra conversar. Enfim, entramos em lockdown em março, e as aulas online começaram, e essa aula parou de acontecer. Eu tentava fazer amizade com pessoas de outras aulas por mensagem, mas ninguém continuava a conversa... até que depois de algumas semanas eu e esse menino, começamos a conversar pelo instagram, conversávamos a cada 2 dias, mais ou menos, sobre coisas bem aleatórias, mas era alguém com quem conversar. E eu sempre fui muito devagar pra relacionamentos românticos né, mas resolvi investir nele e ver no que dava. Eu tentava flertar, mas além da falta de experiência tinha o fator idioma, flertar em inglês é uma coisa assim... complicada kkkk
Passamos 2 meses de quarentena e as coisas começaram a reabrir, obrigado Nova Zelândia!! E acabei chamando ele pra sairmos quando pudéssemos. Fomos tomar um café, e como sou do Brasil tive que honrar o estereótipo e chegar 1hora depois do combinado, me culpei muito por isso, mas no final das contas passamos um tempo bem legal juntos, mas não rolou nada. Mais ou menos uma semana depois sugeri que saíssemos de novo, e acabamos indo pro “cable car”, basicamente um carrinho que sobe um morro, mas que é um dos lugares turísticos da cidade, junto com o jardim botânico que fica no topo desse morro. Eu, na inocência, me arrumei pra encontrar ele, quando chego lá ele tinha levado uma garrafinha de água, preparado pra dar uma caminhada kkkk andamos igual notícia ruim, e eu sempre fingindo costume e não mostrando que eu estava a beira do desmaio... Obviamente, não conseguimos conversar muito, mas cada experiência é uma experiência. No final, quando já não tinha mais subidas ou descidas de morro tentei jogar um charme, um elogio, mas ele não captou minhas mensagens, um tempo depois ele disse que tinha dever de casa e foi embora na vespa dele kkkkk
Continuei persistente, porque apesar de tudo eu gostava das nossas conversas e de passar tempo com ele, e mesmo que não desse certo, seria uma amizade de um outro país, eu não tinha o que perder.
Foi aí que fomos nesse museu, “te papa”, que tem exposições interativas e é super interessante, mas eu já tinha ido lá no mínimo umas 3 vezes, então eu estava com bastante foco no objetivo kkkkk eu nunca encontrava a hora certa pra dar o primeiro passo, e ficou nisso durante o dia inteiro. Até que quando estávamos indo embora, dessa vez ele não estava dirigindo a motinha dele então pegamos o mesmo ônibus pra casa, o ponto dele era antes do meu e quando ele desceu eu não aguentei, e senti que deveria fazer alguma coisa. É aí que a produção entra em cena, eu levantei e pedi pro motorista parar o ônibus, falei que eu tinha que fazer uma coisa rapidinha e eu já voltava, aí eu desci do ônibus e corri atrás dele, ele achou que estava sendo assaltado, mas eu fui e falei pra ele que eu senti que perdi muitas oportunidades de fazer isso durante o dia mas que eu tinha que fazer isso, aí perguntei se eu podia beijar ele, ele disse que sim!!! Voltei pro ônibus e a cara do motorista foi muito boa, ele viu tudo pelo retrovisor kkkkk DETALHE, tava chovendo.
Depois conversamos por mensagem, e eu falei que não sei de onde eu tinha arranjado coragem pra fazer aquilo, mas que eu estava muito fez de ter feito.
Na segunda-feira, combinamos de encontrar depois da aula, acabamos indo pra casa dele e conheci a mãe dele kkkk fiquei meio sem reação, não sabia o que fazer, foi super bizarro, mas de novo, cada experiência é uma experiência né? A mãe dele saiu e ele tentou me beijar, mas eu travei tanto que não consegui, ele coitado ficou super confuso, e eu comecei a tagarelar sobre timidez, insegurança, umas coisas nada a ver, tentando me justificar... Ele só ficou mais confuso, resolvemos então dar uma volta e fomos comprar pão, fomos num parquinho e comemos lá... Conversarmos e tava tudo muito bom, mesmo eu tendo tornado tudo muito constrangedor. Cada um foi pra casa e ficou aquele clima estranho, mesmo ambos querendo a mesma coisa.
Mais tarde mandei mensagem pra ele falando sobre minha mania de auto-sabotagem, e que tudo tava sendo tão bom que alguma coisa em mim me dizia que tava errado, então eu estraguei tudo. Ele não entendeu direito, então só falei pra que a gente ignorasse tudo o que eu falei e continuar do jeito que tava antes kkkkk
Dia vai, dia vem e esse amigo dele deu uma festa, um dia antes de uma viagem que eu iria fazer, mas eu fui mesmo assim. Fui com uma galera da minha outra aula, e já tava me sentindo mais confortável, até que eu chego na festa... Uma coisa bem maluca kkkk tinha uma fogueira com sofás em volta, uma garagem com colchões e bebidas, uma caixa de som, e gente usando vape. Até aí tudo bem, encontrei ele e as coisas tavam indo na paz, tirando a parte em que tive que ensinar ele como eu beijava de língua, que foi um pouco constrangedor mas que no final deu tudo certo, a gente se encaixou e ficamos agarradinhos perto da fogueira, porque tava muito frio! Até que um doido resolve tirar o próprio sapato, colocar vodca pura dentro e beber... pois é, como reagir? Ok, algumas horas se passam e esse menino do sapato, surpreendentemente, começa a passar muito mal, então deitam ele em um dos colchões e eu falando pra darem água pra ele... Não sei o que rolou, voltei pra perto da fogueira, não ia dar uma de baba pra alguém que eu nem conheço. Até que um carro entra onde a gente tava, eram os pais do menino do sapato, tiveram que buscar ele porque ele só tava piorando...
Por causa da confusão dos pais, uma das vizinhas chegou lá pra ver o que tava acontecendo, então o menino que eu tava beijando, já um pouco alterado levanta e fala que a gente tem que sair dali pra que não me deportassem kkkk eu fui com ele, entramos num lugar muito escuro e eu comecei a ficar com medo, porque por mais que eu goste dele eu não queria morrer. Fomos parar numa estação de trem e ficamos rondando por lá por um tempo, sem saber o que tava acontecendo na festa, mais tarde a gente voltou pra lá e tinham guardado tudo, os sofás, a música, apagado a fogueira, e estavam falando que tinha baixado polícia lá... Não vi nada. Tava todo mundo indo embora, e achei melhor eu também ir, mas minha carona tinha vazado, fiquei sem saber o que fazer, então tive que ligar pra minha hostmom pra ela vir me buscar, achei que ia levar esporro, mas ela achou até bom eu ter feito isso kkkk
No dia seguinte eu fui pra minha viagem, e foi muito boa, conheci gente nova e fiz coisas que nem acreditava que faria, inclusive pular de avião e de bungee jump! - mas agora, a história é sobre meu romance clichê
Quando eu voltei marcamos de encontrar várias vezes, e tudo tava sendo lindo e cor de rosa... conheci a família dele, até a vó kkk e ele a minha hostfamily. Eu tava nas nuvens.
Porém, com toda essa complicação do covid, minha data de volta tava sempre mudando. Até que confirmaram meu voo pro dia 29 de agosto, ok, me planejei organizei o que eu iria fazer. Só que uma semana antes me ligam avisando que mudaram a data mais uma vez, só que dessa vez pra 4 dias mais cedo! Eu entrei em pânico, por mais que 4 dias parece pouco, mas é muita coisa... Tive que remanejar tudo, remarcar as despedidas e tudo mais. eu tava muito emocional, chorava por tudo.
Até que um dia nessa última semana, eu tinha acabado de jantar e estava brincando com as crianças da minha casa, ele me liga e pede pra que eu fosse lá fora, fiquei super confusa, mas eu fui. DETALHE, tava chovendo também... Eu perguntei o que ele tava fazendo ali e ele disse que tava fazendo uma corrida noturna e que eu não poderia ir embora sem que ele falasse isso, foi aí que ele disse que me ama... Eu fiquei em choque, não tava caindo a ficha de que isso tava acontecendo, eu perguntei se ele queria entrar, tomar uma xícara de chá, sei lá... Ele me disse pra pensar sobre isso e que tinha que ir embora, então ele saiu correndo. Eu voltei pra dentro e não conseguir pegar no sono. depois, mandei mensagem pra ele falando que eu não esperava por isso e perguntei se ele tinha certeza do que ele tinha falado, conversamos bastante mas eu ainda não conseguia engolir, mesmo com ele sendo incrivelmente perfeito em tudo que ele falou pra mim. Na manhã seguinte tive minha sessão de terapia semanal, ouvi umas poucas e boas de como eu negava o amor dos outros, de como eu achava que por eu não me amar ninguém seria capaz de fazer isso... E cada palavra valeu a pena, quando acabou disse pra ele que queria ver ele, e de noite fomos pra cidade, e com toda certeza foi uma das melhores escolhas da minha vida. Jantamos pizza e caminhamos por todo lugar, e quando tava chegando a hora dele ir embora não deu, e comecei a chorar, me abri pra ele e disse que também amava ele, e ficou assim, os dois boiolas chorando num ponto de ônibus, olhando um pra cara do outro. Mas por mais triste que eu tava, me senti muito bem de estar vivendo aquilo. Levantamos e continuamos a andar pela cidade, dando sempre uns intervalos pruns beijinhos...
Então ele teve que ir embora, e quando ele deu partida na motinha dele eu gritei pra todo mundo ouvir que eu amo ele! Comecei a chorar de novo, muito muito mesmo, não só por ele, mas por tudo que eu vivenciei naquele país, vida, morte, conexão, solidão, despedida, saudade, amizade, amor, tudo que faz a vida valer a pena e como muitas vezes já pensei que nada disso valia a pena. Esses 8 meses me ensinaram o que é estar vivo, e sou muito grata por ter aprendido isso!! nessa minha profunda reflexão, meu ônibus chegou, e era um ônibus de dois andares, eu que não vou boba nem nada fui pra frente da parte de cima, chorar ainda mais e fazer esse filme ainda mais clichê...
Até que enfim, chega meu dia de voltar pro Brasil, ele foi no aeroporto se despedir, e eu não passei um segundo sequer sem chorar, desde Wellington até BH, quase 3 dias de viagem e de muitas lágrimas...
A gente tem conversado todos os dias desde que cheguei, e sinto muita falta dele, mas ainda fico com receio de expressar tudo isso e ficar ainda mais triste com a situação, não sei como começar a conversa sobre o que vai acontecer entre a gente, se estamos em um relacionamento a distância ou continuarmos nos amando só que em forma de amizade, se ele toparia um relacionamento aberto, ou sobre o que ele planeja pra nós... Tenho medo de conversar com ele sobre tudo isso e estragar o que a gente tá tendo agora, porque por mais que exista a distância ainda sei que ele está lá pra mim do mesmo jeito que estou aqui pra ele...
E é isso, só queria abrir minha história a debate mesmo. Valeu aí...
submitted by querocafune to desabafos [link] [comments]


2020.08.28 01:20 barrueco_die Sensação de que ninguém gosta de mim, mas ngm me fala o motivo

As vezes, tenho a sensação de que fui cancelada pelas pessoas, parece que todo mundo é a pessoa preferida de alguém e eu não sou a melhor pessoa na vida de ngm. Nunca serei especial ou algo assim.
Tenho 23 anos, nunca namorei, toda vez que começo a falar com algum menino com o objetivo de ter um relacionamento, fico pensando que ele já está com mais uns 37 contatinhos e que sou só mais uma, até que de repente vejo que esse pensamento é uma realidade, que nunca fui importante o suficiente pra aquela pessoa.
Tenho uma prima que mora comigo, ela sempre fala que gosta de mim. Tenho vários amigos, mas posso contar nos dedos os que eu realmente acho que gostam de mim e, mesmo assim, de repente, percebo que a amiga era somente eu. Eu sinto que muitas pessoas me tratam com grosseria ou desdem. Por exemplo, eu fui falar pro meu professor que quando salvei o número dele, para fazer o grupo de supervisão da sala, apareceu a foto de uma menininha e perguntei se ele tinha enviado o número certo, ele me ignorou como se eu tivesse ofendido ele e eu fiquei (??????) será que não consigo me fazer entender?
Não sei o que faço de errado, imagino que sou uma boa amiga, sempre tento conversar, ver se as pessoas estão bem, tento unir as pessoas, sou bem democrática, tento combinar de fazer atividades juntos, TENTO ser útil, as vezes consigo e as vezes não, POREM COM CTZ, tenho algum defeito que é difícil para as pessoas lidarem, mas eu não sei qual é e ngm me fala qual é esse defeito, então não tenho como mudar.
As vezes, tenho a impressão que minha cara afasta as pessoas, já que muita gente diz que tenho cara de brava, metida ou antipática, mas as pessoas que me conhecem falam que, depois que me conheceram, perceberam que tiveram uma impressão errada sobre mim, mas enfim, é isso...
submitted by barrueco_die to u/barrueco_die [link] [comments]


2020.08.26 21:25 gihmari Por que homens não gostam de mulheres que puxam assunto?

Eu nunca namorei, tenho 23 anos e toda vez que tô conhecendo alguém percebo que o cara fica puxando assunto, falando um pouco mais do que eu e tomando mais iniciativa, e aí penso "nossa, vou puxar assunto tbm, se não vai parecer que não tô interessada" e ai é como dar um tiro no pé, é como se o cara perdesse totalmente o interesse. Tava conversando com um menino super legal, o único que eu realmente tinha interesse de conhecer melhor, já que ele tinha mais ou menos os mesmos objetivos de vida que eu. Todo dia (ou quase todo dia) nos falávamos e aí uma vez, ele me disse que iria pra MG no sábado e iria passar a semana lá, quando chegou sábado de noite perguntei se ele já tinha chegado e como que foi a viagem (já que ele iria dirigindo e ele não é tão habituado a dirigir), ele só respondeu o básico e no dia seguinte perguntei como estavam as coisas por lá e tals, respondeu só o básico de novo e aí resolvi não falar mais nada, isso foi há duas semanas, ele nunca mais falou comigo kkkkkkkkk. Além disso, ele vivia falando uns negócio de namorar e morar junto, eu só dava risada, não dava moral pq não quero morar junto com ngm, mas as vezes eu tbm falava sobre isso mas com um profundo tom de brincadeira e quando eu falava sobre isso ele escrevia um monte de coisa falando que seria difícil pq o apartamento dele era pequeno e pipipipopopó, aí eu só falava "não falei sério, só estou brincando". É muito estranho lidar com pessoas quando o objetivo é ter um relacionamento, acho que nunca vou ter ngm. Me acho feia, sem graça, substituível e introvertida, é melhor ficar sozinha mesmo.
submitted by gihmari to desabafos [link] [comments]


2020.08.25 04:33 Puzzleheaded_Pepper7 PRECISO FALAR COM TODOS OS BISSEXUAIS AQUI.

Então,eu sempre fui apaixonado por meninas(e talvez por meninos,não tenho certeza),e desde pequeno,mesmo que errado,eu via pornô em revistas,dvds e tals escondido. Nunca fiquei com ninguém por ser muito inseguro por causa do meu corpo e timidez,mas eu beijei,no máximo,duas meninas que são minhas primas. Meses depois de descobrir a masturbação,descobri o pornô gay,então passei pelo menos 2 anos vendo apenas isso. Eu passei aquela época sem pensar muito sobre minha sexualidade,mas imaginava como sairia do armário como gay(raramente um pornô bi),pois não via as mulheres com os mesmos olhos como via até os 11/12 anos,porém,durante essa época,ainda tinha crush’s meninas,mesmo que não sexualmente. Só que aos 15/16 pra cima,comecei a olhar para as meninas de um outro jeito também,e isso foi crescendo aos poucos,começou com fantasias sexuais com as minhas crush’s, pornô (de pornô hétero a solo feminino)contos e sonhos eróticos(que acontece raramente),me sentia completo e feliz depois de “vocês sabem oq huehue”. Nunca deixei de gostar de homens tbm,mas minha sexualidade acabou se tornando mais fluida(assistia pornô gay,hétero,masturbação feminina,pornô bissexual,nudes). As vezes eu não me entendia,aí descobri o bi-cycle,o que explicaria porque meu gosto varia muito. As vezes estava querendo mulheres intensamente e nem pensava em homens,as vezes queria somente homens,as vezes os dois. Mesmo assim,mesmo sabendo dos termos e tals,isso me deixava confuso e pegava questionando a validade da minha bissexualidade porque já li muitas histórias sobre “bissexuais” que se descobriram Gay/lésbica/hétero,também pq todo mundo sempre perguntou se eu era gay muitas vezes por causa do meu jeito(eu odeio quando personalidade vira questão de sexualidade) e também porque demorei pra entender a fluidez da sexualidade humana e falta de representatividade bissexual(pois na mídia ou se é hétero ou é homossexual,aí faz parecer que bissexualidade não existe ou não é algo muito improvável),mas ainda assim,essa insegurança sumia,as vezes tenho certeza de que sou 100% bissexual,mas as vezes fico extremamente inseguro,achando não. Hétero sei que não sou. Eu também não consigo me imaginar em relacionamento sério,pois se me relacionar com uma mulher,certamente sentirei vontade de ficar com homens alguma hora,mas se eu namorar um homem,o mesmo acontece. Isso ajuda a piorar minha insegurança.
Edit: eu fui me descobrindo bissexual em 2016/2017,depois me descobri Bi em 2018 e foi indo até agora. Essa insegurança bateu só agora,em meados de 2020.
Edit: postando aqui porque não encontrei comunidade bissexual brasileira.
VOCÊS PASSARAM POR ISSO?? ESTOU FICANDO LOUCO??!! ME AJUDEM!! COMO POSSO FAZER ESSA INSEGURANÇA SUMIR??
submitted by Puzzleheaded_Pepper7 to arco_iris [link] [comments]


2020.08.22 15:17 mulheraranha não botem tanta fé em paquera de internet!!!!! mesmo que esteja flertando horrores com a pessoa

queria contar que conheci um menino no tinder e eu sou uma pessoa que ama conversar, parece que isso cativa um pouco demais as pessoas, saber ouvir, saber confortar, só que tá, ficamos flertando antes de nos encontrarmos, eramos de cidades próximas mas não tanto assim, acabou que depois de uns 3 meses conversando com o menino e marcando de se encontrar mas n dando certo ele soltou que tinha uma FOTO MINHA NA CARTEIRA DELE, e que tinha FALADO DE MIM PRA MAE DELE, começou a soltar uns papos de como se a gente namorasse, sendo que a gente nem tinha ficado nem nada.
nunca falei em namoro, nunca falei em termos algo sério (ate pq ja tive alguns relacionamentos e sei que não dá certo cair de boca numa pessoa que a gente nem conhece, é necessário conhecer BEM uma pessoa antes de fazer planos com ela) e depois que soube disso eu deixei bem claro essas coisas, também disse que a gente não se conhecia, que a gente n sabia se iria rolar e tal, eu até gostava dele mas depois dessas coisas deixei de gostar.
depois de ter dado um auê, uns meses sem se falar e depois de eu ter falado que não queria nada, voltamos a conversar como amigos, deixei mt claro que eu não queria ficar com ele mais e tal, que eu tinha perdido vontade e ele aceitou. só que uns meses depois veio com papo de que não tinha desistido de mim que gostava e tal que ainda tinha esperança e ai eu vi que tinha que cortar de vez... só consegui afastar dele sendo muito grossa pq ele sempre vinha com o mesmo papo e eu fico tentando dar uma de mediadora, tentando resolver na paz, só que não dava certo, e eu não queria bloquear... foi egoísmo da minha parte? eu tentei sempre fazer tudo certo, na honestidade e tudo, mas as vezes fico me perguntando se eu não fui babaca..
o desabafo é esse e queria deixar meu conselho, não se emocione com flertadas online, claro que existem exceções mas certifique sempre que vc conhece uma pessoa MUITO BEM e que vcs estão no mesmo pique pra imprimir uma foto dela sem a permissão e mostrar p todo mundo falando q é sua namorada.
submitted by mulheraranha to desabafos [link] [comments]


Menino é considerado gênio e é reconhecido ... A Menina Que Matou Os Pais - O Menino Que Matou Meus Pais ... O Menino e a Pipa - Joana Heck - YouTube NOBRU SE EMOCIONA E AJUDA MENINO MAIS HUMILDE DO FREE FIRE !! EMOCIONANTE !! HISTORIA FELIZ Lourenço e Lourival - Menino Caçador - YouTube CHEGA DE RELACIONAMENTO A 3 ?! O Menino e o Mundo - YouTube FIM DO MEU RELACIONAMENTO , PORQUE TERMINAMOS? Padre Fábio de Melo - O menino e sua mãe ao colo (Poema ... COMO ENGRAVIDAR DE MENINA ou MENINO / COMPROVADO ...

Perfil e relacionamento social de menina e menino Vetor ...

  1. Menino é considerado gênio e é reconhecido ...
  2. A Menina Que Matou Os Pais - O Menino Que Matou Meus Pais ...
  3. O Menino e a Pipa - Joana Heck - YouTube
  4. NOBRU SE EMOCIONA E AJUDA MENINO MAIS HUMILDE DO FREE FIRE !! EMOCIONANTE !! HISTORIA FELIZ
  5. Lourenço e Lourival - Menino Caçador - YouTube
  6. CHEGA DE RELACIONAMENTO A 3 ?!
  7. O Menino e o Mundo - YouTube
  8. FIM DO MEU RELACIONAMENTO , PORQUE TERMINAMOS?
  9. Padre Fábio de Melo - O menino e sua mãe ao colo (Poema ...
  10. COMO ENGRAVIDAR DE MENINA ou MENINO / COMPROVADO ...

Aos 7 anos de idade, um menino em Brasília foi considerado um gênio. Além de dar aulas na Internet, o pequeno já tem um livro publicado. Reportagem de Caroli... FIM DO MEU RELACIONAMENTO , PORQUE TERMINAMOS? Video respondendo a pergunta que mais vocês tem me feito nas redes. ... O Menino do Rio 60,049 views. 27:28. A FESTA DE 1 MILHÃO DO JEAN LUCA ... Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. Um garoto mora com o pai e a mãe, em uma pequena casa no campo. Diante da falta de trabalho, o pai abandona o lar e parte para a cidade grande. Triste e desn... Comprovado cientificamente com 80% de chances de dar certo!! - SE INSCREVA NO CANAL! e faça parte da nossa familia. - DÁ LIKE se esse vídeo foi útil para voc... A Menina Que Matou Os Pais - O Menino Que Matou Meus Pais Trailer Oficial Confira o novo trailer de #AMeninaQueMatouOsPais #OMeninoQueMatouMeusPais Somos o... Deixem seus comentários e vamos criar conteúdo juntos! ;D #KidsFun. ... FIM DO MEU RELACIONAMENTO , PORQUE TERMINAMOS? - Duration: 26:03. ... O Menino do Rio 61,381 views. 27:28. Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. NOBRU SE EMOCIONA E AJUDA MENINO MAIS HUMILDE DO FREE FIRE !! EMOCIONANTE !! HISTORIA FELIZ #CLIPES #FREEFIRE #MELHORES..... Aviso: este vídeo foi criado com momentos incríveis e engraçados do ... Baixe o álbum 'Deus no Esconderijo do Verso - Ao Vivo [Deluxe]': http://smarturl.it/DNEDV.Deluxe.AoVivo Ouça também via streaming: http://smarturl.it/DNEDV.D...