Data seis meses

Uma questão que doí

2020.11.23 15:08 mathsantos751 Uma questão que doí

Oi, tudo bem com Vocês?meu nome é matheus e tenho 13 anos
 Bom eu tenho uma angústia no peito muito grande nesse momento, pois eu acabei de conhecer um menina eu e....... não era oque eu esperava, sempre que eu conhecia uma pessoa eu conhecia conversava e simplismente esquecia dela se a não visse mais na minha vida, Bom mas com esse foi diferente pois ela não saiu da minha cabeça e acabou sendo uma surpresa para mim pois nunca havia acontecido, mas para vocês entenderem eu vou ter que contar um pouco mais da minha vida. Eu tenho nesse momento 13 anos e 4 anos a trás eu vim para para SP (Eu moro na bahia,mas nesse momento estou em Sp)E fiquei 3 anos aqui então eu acabei acostumando com SP e eu fiquei muito mais muito chateado quando minha mãe me levou de volta para a bahia, chegado lá eu comecei morar no Sem terra (Tipo uma roça) onde minha mãe morava com o marido dela, meu padrasto, e a gente começou a ter muitas brigas mesmo então em menos de 3 meses eu e minha mãe Fomos para a cidade onde eu nasci que ficava perto do Sem terra mais ou meno uns 14 km de lá E começamos a morar na casa da minha vó (QUE ESTAVA EM SP) Comecei a estudar Numa escola chama Lions que fica bem perto da casa da minha vó, e comecei a estudar no período da tarde curursando o 6° ano e como eu me matriculei bem tarde eu tive que passar para uma escola que fica a 2 km de mim o MARIA D'JUDA lá eu fiz muitos amigos e a maioria era gente boa gente do bem ( mas que se misturava com gente do "mal" e se tornava um ) mas o colégio tinha pelo menos uns 3 traficante e uns 4 ladrões e eu era amigo do colégio interio sim até desse traficantes e ladroes 
então consequente eu tinha amigos que não são muito normais e a maioria já era condenado a morte e meu amigos nunca foram normais pois então maigos traficantes,ladrões e satanistas, sim satanista meu melhor amigo é satanista que eu acho normal cada um com sua crença. mas até aqui foi pra enxer linguíça agora começa mesmo a historia
 eu fiquei o período de junho de 2016 a dezembro de 2018 em sp (PODE FICAR CONFUSO MAS nem EU SEI DIREITO AS DATAS) e fui para a bahia e ocorreu tudo oque eu disse e mais lá eu tive uns 3 traumas Meu vizinho tentou me matar e correu atrás de mim com uma faca ele deu um surto, eu vi matarem uma pessoa na minha frente ( um ""Parente""")a e cirurgia de coração. até ai eu estava dboa até eu insistir e vim para Sp agora em 2020 tem uns 3 meses que eu estou aqui e eu comecei a ter uns problemas de ansiedade(que eu acho normal na minha idade hoje em dia é bem normal) comecei a tomar uns remedios e tudo bem. minha tia mora em um prédio e de vez em quando vou para lá para passar o tempo e uma dessas vezes que eu fui para lá eu conheci 2 menina mais específicamente gêmeas lara e anna, uma delas foi muito de boa comigo mas eu gostei muito da anna que não conversa muito comigo mas lara sim e eu gostei muito da anna ela tem 13 anos e lara tmb obivio mas aconteceu que anna não saia da minha cabeça (sei que todo mundo vai falar vc não tem idade pra isso, despreucupa dessas coisas, é so uma paixao de adolecente vai passar e provavel que vai passar mais queria uma opiniao sobre o caso eu fico aqui em sp onde eu arrumei amigos normais e tenho a maior parte da minha familia ou vou pra bahia e fico com minha mae e os meus amigo ""ruims"" que eu gosto muito 
mas o problema é vou pra bahia e fico la onde tenho muito amigos mas são más influencias ou fico aqui com meus amigos normais .
submitted by mathsantos751 to desabafos [link] [comments]


2020.11.22 21:40 AtlasB11 Não tenho mais amigos e aluguei uma namorada

Meu amigo de longa data me chutou em parte por problemas psicológicos dele e em parte defeitos meus. Não tenho nenhum outro amigo e desde pouco mais de seis meses atrás, comecei um acordo com uma garota que já conhecia. Essencialmente é um relacionamento sugar. Ela se esforça pra ser uma boa namorada e me agradar, eu ajudo ela com dinheiro. Apesar da situação, ela é uma garota maravilhosa em personalidade e valores e a melhor namorada que eu já tive, embora que a lista seja grande. Apesar disso, pelos problemas psicológicos e financeiros serem tão graves, ela é emocionalmente fechada e isso dificilmente vai mudar. Não tenho mais ninguém na minha vida, seja amigos ou outras garotas e comecei a ter medo de ter outras pessoas perto. Sei que posso confiar nessa garota, pois ela já provou ter morais incrivelmente sólidas, mas sinto uma desconfiança grande de todo mundo. Mesmo ela, por ser tão fechada, eventualmente deve ir embora, provavelmente mais cedo do que eu gostaria, pois a amo. Não sei se quero conselhos, não acho que dá pra consertar nada fazendo algo específico, mas eu literalmente não tenho ninguém pra desabafar disso
submitted by AtlasB11 to desabafos [link] [comments]


2020.11.20 03:18 1r0n1c Corretoras low-cost (DeGiro / IB / Trading212) vs Bancos Nacionais (Carregosa / Invest)

Boas a todos,
Tenho andado a tentar tornar-me minimamente literado no que toca ao mundo financeiro nos últimos tempos, a finalmente sinto-me confortável o suficiente para começar a fazer alguns movimentos neste mundo, nomeadamente em ETFs. No entanto, antes de começar, tenho de decidir com quem o fazer. Tenho algumas dúvidas que ainda me restam e gostava de ouvir a vossa opinião / esclarecimentos.
  1. Spread fee - Apesar de muita gente considerar (p ex. o Trading 212) como não tendo comissões, isso não é bem verdade uma vez que existe uma diferença entre o valor de compra e o valor de venda. (neste momento, o valor parece ser cerca de 0.04€ por unidade num ETF à volta dos 58€ - IE00B4L5Y983). Ou seja, efectivamente temos uns 0.07% . Não é muito, mas não é zero.
  2. Custos de conectividade - Na DeGiro temos os custos de conectividade sobre os quais eu fico com algumas dúvidas. Normalmente leio os famosos 2.50€ por mercado for do PT, mas no preçario em PDF (https://www.degiro.pt/data/pdf/pt/Precario_CUSTODY.pdf) refere lá "(max. de 0,25% do valor máximo anual do total da conta)". Ou seja, se eu lá tiver 10k, posso pagar 25€ para esta taxa? Ou estou a entender mal?
  3. IRS - Muito se fala dos 28% sobre os rendimentos obtidos num ETF, mas tanto quanto entendi até agora, nos casos em que as ações são detidas em contas jumbo/street name/omnibus o imposto a aplicar é de 35%. A minha fonte para essa info é o post de há uns meses (https://www.reddit.com/financaspessoaispt/comments/fp0gla/lista_de_brokers_em_portugal_com_comiss%C3%B5es/) Tanto quanto sei, isto seria aplicado ao caso de todas as corretoras low-cost. Ou estou enganado? Não sei se o perfil custody da DeGiro seria uma excepção a esta regra. Nos bancos nacionais seria os 28%.
  4. Factor do atropelado pelo autocarro - Assumindo que estamos a fazer um investimento de um valor substancial. Deixar-me-ia um pouco desconfortável a ideia que a minha família teria de lidar com empresas exclusivamente online para provar o meu óbito e conseguirem reaver os fundos. Isto com um banco nacional seria muito mais simples. Não duvido que seja possivel de recuperar tudo em todos os casos, mas certamente que seria mais complicado. Agora, se calhar é paranoia a mais e estaria a pagar muito mais comissões só para me precaver desta situação, mas é algo que não consigo ignorar.
  5. Fundo de Garantia de Depósitos / Proteções ao Investidor - Aqui as corretoras low-cost parecem ter alguma vantagem. de uma forma geral, parece que todas têm os 20k de proteção ao investidor (Trading 212 - Bulgária, IB - Luxemburgo, DeGiro - Holanda). Quanto aos bancos nacionais, tanto quanto sei, não há proteção nenhuma. Só mesmo para depósitos.
Posto isto, neste momento estou ligeiramente mais inclinado para me ficar por um banco nacional. Qual é a vossa opinião?
submitted by 1r0n1c to literaciafinanceira [link] [comments]


2020.11.18 17:23 ind3cis0 Indecisão na vida profissional.

Eu tenho 28 anos fazem quatro anos que eu trabalho no nicho de e-commerce em uma empresa pequena aqui de São Paulo (10 funcionários). Eu larguei a faculdade de direito quando descobri que isso poderia dar algum dinheiro lá em 2016, e fiz todo meu percurso dentro dessa empresa como auxiliar, assistente, analista junior, analista sênior e recentemente fui promovido para gerente. A empresa tem uma cultura de "delargar" e eu fui pegando tudo que caiu na minha frente e aprendendo tudo sobre tudo na área.
A questão é que a minha qualidade de vida é zero. Apesar e agora não tanto, eu trabalho que nem um animal, vários meses cheguei a fazer turnos de 14 horas no dia pra poder dar conta do trabalho, fora sábados, feriados e datas festivas que são praticamente inexistentes pra mim. É um bom trabalho, mas bem exaustivo mentalmente.
Agora que vem a parte curiosa: nesses últimos três meses, literalmente caíram no meu colo alguns clientes de consultoria de ecommerce e gestão de tráfego(mexer com anúncios Facebook, Google e afins) , e a verdade é que em menos de três meses sem divulgar meu trabalho ou fazer qualquer coisa do tipo, eu já estou ganhando mais que no meu emprego de gerente. Trabalhando 30 minutos por dia. E a doideira é que meus clientes todos estão tendo ótimos resultados!!!
Eu vi isso como um modelo de negócio e estou preparando terreno pra minha saída na empresa pra eu poder ganhar grana fazendo esse trabalho full time, e eu tenho certeza que vai ser muito foda e vou ganhar muito dinheiro e qualidade de vida.
A pergunta é : por que caralhos eu estou totalmente aterrorizado?
Mesmo eu sabendo muita coisa do meu ramo, tendo estudado que nem um demente, ter gasto uma fortuna com cursos e conferências, ter alavancado o faturamento da empresa que eu trabalho em mais de 200% nesses anos, a verdade é que eu me sinto UM MERDA.
As coisas que eu faço no meu trabalho me parecem as coisas mais simplórias do mundo, tão lógicas, tão fáceis, que quando eu penso em vender isso nas minhas consultorias e apresento para meus clientes, me dá até vergonha. Porém quando eu apresento isso pros meus clientes a cabeça deles explodem perguntando como nunca pensaram nisso e coisas do tipo. Mesmo sendo empresas que já faturam dinheiro pra caralho.
Eu não sei explicar bem o sentimento, minha namorada me falou que era síndrome do impostor, porém, quando eu penso que um cara que largou a faculdade de direito no sétimo vai querer vender pros outros uma maneira de como aumentar o faturamento da empresa deles, eu não sei, dá um sentimento de angústia como se na verdade eu não merecesse estar ali. Como se eu não devesse estar vendendo isso, que na verdade eu não tenho qualificação pra isso e que a qualquer momento alguém vai me descobrir e eu vou perder tudo. Eu estou lutando ativamente pra me livrar desse fantasma pra tentar crescer na vida, tá foda. As vezes chega a doer, pensando se eu estou fazendo a cosia certa.
Queria saber se vocês já passaram por alguma situação assim, e se alguém pode dar uma ideia nova um ponto de vista sobre essa situação tão doida que eu tô vivendo.
submitted by ind3cis0 to brasilivre [link] [comments]


2020.11.17 22:56 killuabr Embarcações Auxiliares - Limites de Navegação

Boas pessoal,
Não sei se há aqui muito pessoal ligado a náutica ou ao mar, mas já tentei quase tudo, procurar na legislação, perguntar (formadores da For-Mar inclusive e pessoal que anda embarcado em navios de pesca), mas ninguém me soube responder.
A minha grande dúvida aqui é, nas embarcações de recreio, temos a limitação de distância de navegação (afastamento da costa e porto de abrigo) estipuladas consoante as classes das embarcações (1, 2, 3, 4 e 5), certo.
Já nas embarcações Auxiliares Locais e Auxiliares Costeiras, os únicos limites de navegação que encontrei nas leis até o dado momento do post, foram o seguinte:
Decreto-Lei n.º 265/72, de 31 de Julho
"CAPÍTULO II Classificação das embarcações nacionais
ARTIGO 24.º Embarcações auxiliares Embarcações auxiliares são as que se empregam em serviços não abrangidos nos artigos anteriores, mesmo as desprovidas de meios de propulsão, e cuja designação lhes é dada conforme o serviço especial a que se destinam.
ARTIGO 25.º Classificação das embarcações de comércio quanto à área em que podem operar As embarcações de comércio, quanto à área em que podem operar, classificam-se em: a) De tráfego local; b) De navegação costeira nacional ou internacional; c) De cabotagem; d) De longo curso.
ARTIGO 26.º Embarcações de tráfego local 1. Embarcações de tráfego local são as que operam dentro dos portos e respectivos rios, rias, lagos, lagoas e esteiros e, em geral, dentro das águas interiores da área de jurisdição da capitania ou delegação marítima em que estão registadas. 2. Na metrópole é permitido às embarcações de tráfego local fazer navegação costeira nas seguintes zonas: a) Entre Porto e Leixões; b) Entre Peniche e Berlenga; c) Entre Lisboa e Cascais; d) Entre Lisboa e Setúbal; e) Entre Setúbal e Sines; f) Entre Sines e Vila Nova de Milfontes; g) Entre Lagos e Albufeira; h) Entre Albufeira e Tavira; i) Entre Tavira e Vila Real de Santo António; j) Entre as ilhas de S. Miguel e Santa Maria; l) Entre as ilhas do Faial, Pico, S. Jorge, Graciosa e Terceira; m) Entre as ilhas das Flores e do Corvo; n) Entre as ilhas da Madeira, Porto Santo, Desertas e Selvagens. 3. As embarcações de tráfego local registadas nos portos incluídos em cada uma das zonas mencionadas no número anterior, sempre que pretendam utilizar-se da permissão citada, só o poderão fazer desde que: a) A autoridade marítima respectiva reconheça, mediante vistoria, que estão em condições de realizar a viagem pretendida, tendo em conta o estado e qualidade da embarcação em relação com o estado do tempo e sua previsão para o período da viagem;
b) Estejam munidas de certificado de navegabilidade. 4. As vistorias a que se refere a alínea a) do número anterior não isentam a embarcação das vistorias de manutenção para se averiguar da sua conservação e condições de segurança. 5. O Ministro da Marinha pode, para embarcações de tráfego local registadas na metrópole, alterar, por portaria, as zonas especificadas no n.º 2 deste artigo. (O Decreto-Lei n.º 111/2008, 30JUN, estabeleceu que o certificado de segurança ali previsto, substitui, para todos os efeitos legais, o certificado de navegabilidade previsto no Regulamento Geral das Capitanias, devendo todas as embarcações de pesca abrangidas por aquele diploma possuir o mesmo certificado no prazo de 24 meses após a respetiva data de entrada em vigor)
ARTIGO 27.º Embarcações de navegação costeira nacional 1. Embarcações de navegação costeira nacional são as que só podem navegar ao longo das costas nacionais, de um modo geral, à vista de terra, limitando-se a escalar portos nacionais. 2. Na metrópole, as embarcações referidas no número anterior fazem navegação costeira nas seguintes zonas: a) Para as registadas nos portos do continente - entre estes portos; b) Para as registadas nos portos da Região Autónoma dos Açores - entre quaisquer portos das respectivas ilhas; c) Para as registadas nos portos do arquipélago da Madeira - entre as ilhas da Madeira, Porto Santo, Desertas e Selvagens. 3. Os limites referidos nos números anteriores podem ser excedidos nas seguintes condições: a) Arribada forçada devidamente justificada; b) Autorização, caso por caso, por despacho do Ministro da Marinha. (Alterado pela Portaria n.º 607/79, de 22NOV)
ARTIGO 43.º Classificação das embarcações de recreio, rebocadores e embarcações auxiliares quanto à área em que podem operar 1. As embarcações de recreio, os rebocadores e as embarcações auxiliares, quanto à área em que podem operar, classificam-se em: a) Locais ou de porto; b) Costeiros; c) Do alto. 2. O Ministro da Marinha pode estabelecer outras classes, por meio de portaria."
Portanto, estive a procura de uma portaria que desse mais detalhes quanto ao limite efetivo de distanciamento da costa de dos portos de abrigo relativamente as embarcações AL e AC, porém sem resultado.
Efetivamente, nas embarcações auxiliares locais podemos perceber a sua limitação em relação a navegação entre portos de abrigo, estando as mesmas limitadas a navegação entre capitanias, sendo também regida a sua deslocação pela autoridade marítima, a qual, consoante vistoria da embarcação, poderá ou não autorizar a deslocação.
Aqui vai a primeira pergunta, segundo a minha interpretação da lei... Qual a periodicidade dessa vistoria? Pois posso ter uma embarcação bastante robusta para transporte de passageiros, mas estarei então condicionado a uma vistoria cada vez que for sair? (Diariamente)
Segunda pergunta... Se me desloco por exemplo entre Tavira e VRSA, a que distância posso me afastar da costa numa embarcação local?
Nas embarcações auxiliares costeiras, sabendo que só posso navegar com vista de terra, estarei então condicionado as condições climatéricas? Pois num dia bom às 10nm de terra ainda consigo vê-la, mas num dia mau, não vejo nada a 1nm a frente. Estarei eu condicionado pela carta do mestre da embarcação? Ou terei eu de requisitar uma limitação de afastamento da costa a DGRM ou ministro do mar?
A nossa lei tem muitas lacunas, aos nossos servidores faltam informação e por consequência, nós ficamos na ignorância. Desde falta de esclarecimento por parte do que está escrito, até ambiguidade pelo mesmo, a ignorância faz-nos reféns de quem pagamos para regular tal aparato.
Desde já agradeço aos que tomaram tempo para ler, e ajudar, ou pelo menos tentar.
submitted by killuabr to portugal [link] [comments]


2020.11.13 15:30 shrin1807 Só lê por favor.

Para contextualizar eu apenas tenho 14 anos. No início desse ano eu fui para um colégio novo, porém não foi por minha escolha, mas sim pois meu padrasto e minha mãe achavam que o "método de ensino era melhor para mim". Nos 2 meses que eu tive de aula presencial (antes da quarentena) eu não fiz nenhum amigo.
O meu padrasto falava e ainda fala que "este é o colégio mais difícil da cidade", isso não era verdade, pois a única prova que fiz presencialmente parecia prova do fundamental 1. Porém o que realmente me irrita é o fato que os professores parecem ter "medo" de dar notas baixas aos alunos que não fazem trabalhos, pois ao invés de apenas dar notas baixas aos alunos irresponsáveis eles aumentam o prazo de entrega dos trabalhos, e quando falo pro meu padrasto que essas coisas acontecem ele fala "é só ignorar", mas como que eu irei ignorar o fato de que pessoas que fazem os trabalhos um mês depois da data limite ganham a mesma nota que pessoas que deixam de ver seus amigos para fazer trabalhos? Enfim, me sinto desvalorizado.
Falando sobre amigos. Já que não fiz amigos no colégio novo a única coisa que tenho são os antigos, que não costumo falar por call com frequência, e a cada 2 meses eu consigo ir na casa de um deles, porém, sempre eles postam suas conversas longas e diárias, e seus encontros semanais. Me sinto abandonado.
E nesse ano meu padrasto colocou no meu celular um app chamado "Family link", nesse app os pais podem limitar o tempo de celular dos filhos (quando chega no horário limite o celular fica em uma tela onde você só pode fazer chamada de emergência), podem ver o histórico do celular, e podem desabilitar aplicativos (fazendo com que os filhos não consigam abri-los). Eu não entendo por que eu preciso desse aplicativo pois sou um dos melhores alunos da minha sala, e quando pergunto ao meu padrasto o motivo de eu precisar usar esse aplicativo ele fala que se não tivesse esse app eu ficaria muito tempo no celular, falando basicamente que se não fosse ELE eu não seria um bom aluno. Basicamente , ele não confia em mim (minha mãe concorda com ele então ela não confia no próprio filho). Minha mãe me pressiona para que eu vire um juiz, não ligando para o que eu quero, e minha irmã postiça me xinga, fala mal de mim, me humilha, e apenas liga para o que ela quer, e mesmo assim o meu padrasto passa a mão na cabeça dela.
Eu não sei o que eu quero, minha mãe me força a querer ser juiz. Mesmo sabendo que eu provavelmente serei outro juiz que ganha muito mas não vê sentido na vida eu finjo que isso é o que eu quero, já que quando demonstro que isso não é o que eu quero ela tenta me convencer que aquele é o melhor caminho a seguir. Meu padrasto me força a ser cristão e HOMOFÓBICO, ele LITERALMENTE SENTE NOJO DE GAY e quer que eu seja assim, minha irmã postiça apenas me humilha e fala mal de mim para os outros, a única coisa que eu realmente me sinto feliz em fazer é jogar videogame, porém sempre minha mãe e padrasto falam que eu sou viciado e que aquilo atrapalha o meu futuro.
Estou tentando fugir disso mas não consigo, já tentei conversar com eles mas não funcionou, estou com medo de meu futuro ser apenas ser "um tijolo no muro".
Se conseguirem me der dicas eu agradeceria, obrigado pela atenção.
submitted by shrin1807 to desabafos [link] [comments]


2020.11.13 05:15 coldshadowbr OS MELHORES ALIMENTOS PARA ARMAZENAR DENTRO DO CARRO PARA EMERGÊNCIA

OS MELHORES ALIMENTOS PARA ARMAZENAR DENTRO DO CARRO PARA EMERGÊNCIA
Uma das coisas mais importantes a se considerar ao planejar o armazenamento de alimentos para veículos é a conveniência e o conteúdo nutricional / calórico. Antes de comprar qualquer coisa para armazenamento de longo prazo, verifique as datas de validade!
SEMENTES, FRUTAS SECAS E OLEAGINOSAS
Basicamente, qualquer fruta pode passar pelo processo de secagem: tâmara, damasco, banana, uva, manga, maçã, coco, ameixas, etc. Já as oleaginosas são noz, pistache, as variedades de castanhas, avelã, amendoim, amêndoas. As sementes podem ser de abobora, de girassol e outras.
CHOCOLATE
Snickers, charge, chocolate amargo e outros.
CARNE SECA
Salamitos da sadia é uma sugestão. Não é muito comum no Brasil, mas os petiscos de carne seca (jerky beef) também são boas opções.
BISCOITOS/SALGADINHOS SECOS
Biscoito de arroz, salgadinhos sem recheio, batata pringles, cheetos e qualquer outro tipo.
DOCES
Rapadurinha em barra, goiabada , nutella e pasta de amendoim tem longa duração.
CUPNOODLES
Macarrão instantâneo (com o copo de isopor) são boas opções para uma refeição quente, mas lembre-se de pensar em ter um meio de ter água fervente pra isso.
RAÇÕES DE EMERGÊNCIA
Rações de emergência (ex: Datrex) tem prazo de validade longo mas também custam mais caro.
ÁGUA
Não é porque essa lista é sobre comida que você não deva incluir a água no estoque do carro. Qualquer garrafa de água conta numa situação de emergência.
QUANTAS VEZES VOCÊ DEVE FAZER RODÍZIO DOS ALIMENTOS?
Cada item alimentar terá uma data de validade diferente, por isso é importante manter o controlE. Se um item tiver uma data de validade, é um indicador de que a comida vai durar mais do que essa data. É uma boa ideia alternar sua comida a cada seis meses para manter o frescor, no entanto, algumas coisas podem durar bem mais de dois anos, se armazenadas corretamente. O prazo de validade está muito relacionado à temperatura em que é mantido. Como as temperaturas mudam drasticamente do verão para o inverno, especialmente dentro dos veículos, certifique-se de verificar seus suprimentos periodicamente.
Compre comida que você gosta de comer e nunca será um problema alterná-la.
Não cometa o erro de comprar algo SOMENTE por causa de sua alta densidade calórica e longa vida útil. Provavelmente, se você não comer agora, não vai querer comê-lo no futuro.
Sobreviver não significa que você tem que se privar de coisas que você gosta ... o ponto principal é ter algo que nutra e seja agradável para você.
COMO VOCÊ DEVE GUARDAR ALIMENTOS NO SEU CARRO?
É muito importante que você armazene seus alimentos adequadamente. O armazenamento inadequado pode fazer com que sua comida estrague mais rapidamente, especialmente durante os verões quentes e se expostos ao sol.
Um cooler, por outro lado, pode ajudar a estender a vida útil dos alimentos porque os protege da luz solar e das flutuações de temperatura.
Não guarde alimentos no porta-luvas, pois ele atua como um forno passivo durante o verão e ficará mais quente do que a maioria dos outros lugares do carro. Se você não quiser usar um cooler, armazene comida e água sob os assentos.
https://t.me/sobrevivencialismo/2857
submitted by coldshadowbr to sobrevivencialismo [link] [comments]


2020.11.06 02:05 hugomcz Minha amiga

Eu não faço ideia de quando o quis pela primeira vez, acho que pode ter sido na época da escola, alguns anos atrás, ou pode ter sido naquele dia em que ele me mandou uma mensagem no whatsapp e confessou que tinha interesse em mim. Até um tempo atrás, eu pensava que amigos nunca poderiam ter algum tipo de relação, tão próxima, desejando um ao outro. Porém, acabei de descobrir como é bom desejar certas novidades. As primeiras mensagens trocadas entre mim e Hugo não eram nada demais, mas a partir das últimas mensagens que trocamos quando ele demonstrou que tinha um interesse além da amizade, essas sim são daquelas que vão fazer parte de uma recordação. Não tô falando nem no tempo, mas na memória. Conversa vai, conversa vem, e ele me faz a seguinte proposta, após meses sem nos falarmos.
– Você não topa conhecer minha casa nova?
– Ele perguntou de uma forma achando que eu não aceitaria.
Por termos uma amizade de longa data, ele já sabia que eu não tomaria algumas atitudes, como ir para a casa dele do nada. Certamente, não era algo comum. Porém, alguma coisa me atiçou, além da minha personalidade curiosa. E essa minha curiosidade já fez minha imaginação ir além.
– Acho que não é uma boa ideia eu ir na sua casa. – respondi, desconfiada.
– Tá bem! Se mudar de ideia, é só falar. – ele disse.
Naquele momento, talvez não fosse mesmo a hora para algo mais. Porém, não seria uma má ideia pra dar pelo menos um beijo, daqueles que deixariam as pernas tremendo e deixando a vontade de ser beijada por mais tempo. Depois de nos despedirmos, em poucos minutos chegou uma mensagem no meu whatsapp deixando bem claro o que ela queria:
– Não sei qual motivo, mas eu tô querendo você! Querendo muito!.
Eu li aquilo com um sorriso, afinal de contas, o desejo era recíproco. Os dias foram passando e mal nos falamos. Até que, no final da tarde de sábado, ele me mandou outra mensagem:
– Quero passar um tempo com você, posso te buscar?
– Tá certo. Pode ser às 21h. – eu respondi, vencida pela curiosidade.
Pontualmente às 21h ele chega na minha casa. Ele me cumprimentou com um beijo bem gostoso, fiquei até surpresa. Enquanto estávamos indo para a casa dele, fiquei um pouco desconfiada, pois eu nunca tinha ido nesse novo endereço. Provavelmente esse era o motivo de um certo desconforto. Chegando em sua casa, ele me mostrou cada canto, especialmente seu quarto. Foi quando veio um novo beijo, acompanhado de um abraço forte. E de repente fui consumida por uma vontade de querer mais e mais. E não é que veio. Foram beijos cada vez mais molhados e com fortes tons de tesão. Eu já sentia que a temperatura do quarto ia ficando cada vez mais quente. Ele me agarrou, senti seu corpo me desejando. Ele tirou um controle remoto de alguma gaveta e, do nada, veio uma música de fundo, daquelas que são perfeitas para uma noite inteira de sexo. Naquela altura, era música para foder.
Conforme as coisas iam esquentando, sua boca ia descendo pelo meu pescoço, suas mãos apertavam minha bunda, que ele confessou que estava morrendo de vontade em pegar. Sua saliva na minha boca dava um tempero de muito desejo. Nos olhávamos e mal conseguíamos acreditar que aquilo estava acontecendo. Ele foi tirando minha blusa com aquelas mãos grandes que pareciam ter o poder de segurar todo o meu corpo com pegadas firmes, mas que eram sutis ao mesmo tempo. Foi impossível esconder o quanto eu já estava excitada quando ele colocou as mãos dentro do meu short. Eu estava completamente encharcada. Ele deixou seus dedos molhados e os levou para sua boca, sentindo meu gosto, o que me fez sentir ainda mais tesão.
– Seu gosto é uma delícia. – falou ao pé do meu ouvido.
Ele tirou meu short, me deixando de calcinha, já colocando ela de ladinho, fazendo com que minha buceta ficasse quase toda à mostra, disponível pra ele. Com seus os dedos, foi aos poucos a massageando. Puta que o pariu, aquilo me fez suspirar. Enquanto ele estimulava meu grelo, ia colocando dois dedos dentro de mim. Suas mãos já estavam tão molhadas que eu nem precisei de mais nenhuma lubrificação de tanto tesão que estava sentindo com ele:
- Seus gemidos parecem música para os meus ouvidos. - disse ele.
Senti seu pau cada vez mais duro na minha mão. Sua língua foi descendo pelo meu pescoço e, quando mais descia, mais eu me arrepiava. Chegando nos meus seios, ele parou ali por um tempo. Ia sugando e mordendo meus mamilos. Ele chupava tão gostoso. Depois de um tempo, desceu para minha barriga, o que fez a minha respiração acelerar. De forma involuntária (ou não), eu literalmente abri as pernas para ele, afinal de contas eu mal podia esperar que ele colocasse aquela língua na minha buceta. Foi descendo mais um pouco, com um toque e tortura. Começou pela minha virilha, me fazendo sentir sua respiração na minha buceta:
- Vai, caralho. Me chupa, vai! - não aguentei.
Finalmente, senti sua língua passar suavemente nela. Primeiramente, foram as lambidas, daquelas mais sutis possíveis. Em seguida, ele parecia que estava comendo aquilo que ele demorou anos para experimentar. Senti a ponta da língua dele dentro de mim, segurei a respiração para sentir aquela sensação incrível. Ele colocou bem fundo, fazendo movimentos circulares com ela lá dentro. Eu tremia. Ele tirava, lambia, chupava... Vi que ele engolia o mel que saía de mim. Que delícia era sentir a língua dele dentro da minha buceta:
– Não imaginava que você era tão gostosa.
É, eu também não sabia que ele chupava tão gostoso daquele jeito. Sai da posição em que eu estava fiquei por cima dele, ficando de frente com o pau dele. Não deu pra segurar e lambi. Ele parou de me chupar e pareceu que estava esperando por uma nova lambida. E foi exatamente o que eu fiz. Segurei aquele pau nas minhas mãos e chupei de uma vez, sem dar espaço para carícias. Ele respirou fundo.
– Puta que pariu!! – ele disse.
Não aguentei e confesso que dei um sorriso de canto de boca. Continuei fazendo o que ele e eu gostávamos de fazer, chupar. Um maravilhoso 69, cada um do seu lado. A cada chupada no seu pau, ele ficava mais duro e eu o sentia pulsar na minha boca. Enquanto isso, aquela língua deslizava pela minha buceta. Após um bom tempo ali com cara entre as minhas pernas, o que fez com que sua barba ficasse toda molhada com o meu mel, ele veio e me beijou. Arrancou a minha calcinha e foi colocando o pau bem devagar, me torturando. Não conseguir conter a vontade de gritar de tanto tesão. Só consegui pedir para que ele me fodesse de todas formas:
– Me fode!!
Como um bom menino, ele obedeceu. Dobrou minhas pernas, apoiou em seus ombros, segurou no meu quadril e, enquanto eu estava deitada na cama, meteu bem fundo. Senti seu pau bem fundo na minha buceta. Ele ia socando com força, eu sentia tanto prazer ao ouvir nossos corpos suados batendo um contra o outro. Aquelas metidas por um longo tempo, enquanto ele gemia e o suor pingava sobre mim. Ele segurava minha perna com uma mão e meu quadril com a outra, tirando e colocando em movimentos repetidos. Que delícia! Com uma destreza que eu nunca vi, fui colocada de quatro, com o rosto pressionado contra o colchão. Ele fodia muito gostoso, de uma maneira que eu jamais imaginei ser.
– Quero te foder de todas as formas. – ele disse.
– Me fode. Fode com força vai. – consenti.
Ele me ergueu e encaixei minhas pernas na sua cintura, com o pau dele ainda dentro. Ele me levou até uma mesa, me colocou no chão, me fez ficar em pé apoiada sobre ela, abriu bem minhas pernas e levantou minha bunda. Dai, foi enfiando ainda mais buceta adentro. Cada estocada cada respiração, cada gemido, cada gritos pareciam estar em sintonia.
E quanto mais eu gritava, quanto mais eu gemia, mais ele metia, mais rápido, mais intenso. Ele me apertava, metia tanto, enfiava tão fundo que e eu continuava a gritar. Aquilo foi tão gostoso que gozei, enquanto gemia de prazer. Ele não parou e manteve a mesma sequência, me fodendo. Até que não demorou muito para e eu pedi:
- Goza na minha boca.
Ele tirou seu pau dentro de mim, me colocou de joelho na sua frente e soltou seu gemido mais forte, enquanto seu pau ainda pulsante jorrava porra na minha boca. Ele, que estava insaciável, estava gozando e me fazendo delirar com os seus gemidos. Ele me colocou em cima da mesa e nos abraçamos. Ele de pé, eu sentada em cima da mesa. Nos beijamos, nos abraçamos e sorrimos um para o outro como se estivéssemos nos perguntando o porquê não fizemos isso antes.
submitted by hugomcz to u/hugomcz [link] [comments]


2020.11.03 17:03 Testnoone A vacina de Oxford provavelmente não será o "milagre de Natal" que você esperava

Estou bastante cético de que Oxford consiga aprovar sua vacina até o Natal, como diz que será. Eles haviam projetado inicialmente uma data de lançamento para setembro, mas como todos nós descobrimos, isso não deu certo. Então, naturalmente, estou um pouco desconfiado das datas que eles anunciam. Além disso, como eles poderiam começar a falar sobre distribuição se ainda nem sabem os resultados do ensaio de Fase 3? Que irresponsável.
Além disso, não parece que isso vai ser nenhum tipo de "milagre de Natal", ou algo assim. Vai demorar muito entre a autorização do uso emergencial de uma vacina e sua disponibilização ao público em geral. Robert Redfield, diretor do CDC, prevê que o último não ocorrerá até o segundo semestre de 2021. Há muito envolvimento nos processos de distribuição, armazenamento e injeção de vacina do que você poderia ter previsto também. O processo de vacinação de pessoas suficientes para que a vacina tenha qualquer efeito visível nas estatísticas levará vários meses; não é apenas um "negócio feito e feito", onde tudo fica melhor em janeiro.
Além disso, só porque uma vacina foi lançada não significa que devemos parar de tomar precauções. Isso é especialmente verdadeiro quando se considera que nem todo mundo está disposto a tomar a vacina desde o início, mais uma vez, a vacinação vai demorar um pouco. É importante não esquecermos que a vacina deve ser um complemento, não um substituto para outras medidas de mitigação, como lavar as mãos, uso de máscara, distanciamento social, fechamento de escolas, cancelamento de eventos e bloqueio. Ainda durante o segundo semestre de 2021, prazo mais realista para o lançamento de uma vacina ao público em geral, teremos que seguir implementando essas medidas para prevenir surtos.
Sei que isso pode não ser o que você gostaria de ouvir, mas é o consenso científico amplamente aceito. Muitos especialistas, como o Dr. Fauci, acreditam que vai demorar algum tempo entre a autorização de uso de emergência de uma vacina (ou seja, o que Oxford está dizendo), o lançamento de uma vacina para o público e o eventual, mas distante retorno ao normal". Não deveríamos nem pensar em "voltar ao brunch" assim que recebermos a vacina; em vez disso, devemos mudar um pouco nossa mentalidade e nos concentrar em como você pode manter seu comportamento e se ajustar a essa nova realidade do mundo.
submitted by Testnoone to coronabr [link] [comments]


2020.11.01 15:28 GiorGioW44 I migliori siti che abbia mai usato

  1. PROLIFIC
Cos'è? Prolific è una piattaforma in cui ricercatori possono pubblicare sondaggi per ricerche scientifiche.
Cosa si fa? 9 volte su 10 sondaggi, a volte ci sono altre azioni da fare più impegnative ma che pagano molto di più.
Quanto pagano? Circa 1£ a sondaggio, a volte di più a volte meno dipendentemente dalla durata e tipo di azioni che si devono fare.
Come pagano? È necessario Paypal. Il minimo per poter trasferire è 5£ (che poi PayPal converte in € immediatamente). Sono molto veloci a pagare, non ho mai dovuto aspettare più di 2 giorni lavorativi.
Minimo di età: 18, ma è facile mentirgli se sei minorenne, basta che sei costante con le bugie e dovresti essere a posto. Non cambiare la tua data di nascita dopo che compi 18 anni, ti bloccano l'account e devi contattare il servizio clienti (gentilissimi e bravissimi).
Due parole conclusive: Il mio preferito, ma sicuramente non farete tanti soldi. Io faccio dai 5 ai 10£ al mese aprendo il sito 2-3 volte al giorno. La parola chiave è pazienza, i sondaggi arrivano, basta dargli tempo. Quando vi registrate, ricordatevi di mettere "I want to take part in studies".
EDIT: Grazie u/radhare che ha segnalato l'esistenza di Prolific Assistant, estensione Chrome che ti notifica quando è disponibile un nuovo sondaggio. link
  1. SWAGBUCKS
Cos'è? Swagbucks è un sito GPT, cioè get payed to.
Cosa si fa? Puoi rispondere a sondaggi (principalmente indagini di mercato), scaricare app e giochi e altro.
Quanto e come pagano? Ricevi punti che puoi usare per ritirare gift card Amazon e PayPal. Se vuoi quest'ultima fai attenzione a registrarti con la stessa email dell'account PayPal.
Minimo di età: 13 anni
Due parole conclusive: Come per Prolific, ci vuole molta pazienza. Quando clicchi su un sondaggio, è normale che ti carichi 5 siti prima di metterti sul sito del sondaggio, questo è normalissimo e serve solamente per sapere che sei proprio tu in quel determinato sito, e così può darti i punti che meriti. Personalmente ho solo ritirato gift card Amazon e anche loro ci hanno messo due giorni a farmeli avere.
Vuoi avere un bonus di 300 SB? Contattatemi in privato per il mio link referral. Se vi registrate con quel link e riuscite a guadagnare 300 SB entro 30 giorni, Swagbucks ne regala altri 300 sia a me che a te.
  1. TOLUNA INFLUENCERS
Cos'è e cosa si fa? Toluna è un'app in cui puoi rispondere a sondaggi, e al contrario di Swagbucks, puoi solo fare questo.
Quanto e come pagano? Pagano una determinata quantità di punti in base alla lunghezza del sondaggio, che poi puoi usare per ritirare varie gift card.
Minimo di età: 16
Due parole conclusive: Non il mio preferito, ma la cosa che mi piace di più è che fai tutto sull'app, è molto più comodo di Swagbucks in questo senso. Personalmente non ho ancora ritirato i premi, ma ho sentito molte recensioni positive, ma comunque cambierò questa sezione in caso dovessi avere problemi.
Appena ho voglia aggiungo altri siti, in ogni caso se avete domande/suggerimenti fatemi sapere.
submitted by GiorGioW44 to beermoney_italia [link] [comments]


2020.11.01 01:35 silveringking Bongo (Toda a verdade) #abomba

DISCLAIMER: O meu é Carlos, sou um especialista em Open Source Intelligence, e estou aqui no Reddit para provar face a um processo de LSM injusto, que não sou paranóico nem psicótico, toda esta informação foi obtida por meios públicos, sendo eles testemunhos, Internet ou interacções pessoais. Este é um post d'a bomba, podem identificar estes posts com a hashtag #abomba
IMPORTANTE: Comprometo-me a parar com a bomba se tiver direito ao meu julgamento justo. Tem que haver mudanças na LSM. Não é "Os médicos são muito poderosos e mandam polícia.", como já ouviu de um PSP.
Isto é parte de #abomba , eu não tenho ainda os vídeos completamente censurados, vou fazer por partes esta é a parte menos interessante do meu caso. O meu caso não é só um caso são vários, mas fundidos num.
PRELÚDIO
Ok isto tem a ver com o meu caso, kind of, mas é uma coisa à parte, passo a explicar, se lerem o meu perfil já sabem disto mas eu sofro de hipersensibilidade a medicação e de desestruturação psicótica. Eu tive uma crise de desestruturação psicótica em 2019 face a umas ameaças, que só passou em 2020 depois de eu ter dormido umas boas noites de sono, aliado a isto uma médica teve a brilhante ideia de me trocar a medicação, o problema é que mexer me na medicação é como jogar a roleta russa com uma arma com cartuchos em todas os slots menos 1. E eu imediatamente surtei e comecei a fazer pesquisa do meu caso no Bongo, não me perguntem o porquê, eu estava totalmente alterado. Já foi comprovada a hipersenbilidade, não dá como negar, foi comprovado que eu tinha no inicio do ano "tremores nas mãos, problemas respiratórios e gastro-intestinais", não foi notado mas eu tive "estupor químico", quer dizer que a troca de medicação causou me estupor. Declararam as minhas afirmações fantasiosas um pouco por isto, mas ainda bem que isso aconteceu, porque eu agora vou fazer uma revelação bombástica. O BONGO É UM SERVIÇO DE CAPTAÇÃO DE INFORMAÇÃO NAS REDES SOCIAIS EM PLENA UNIÃO EUROPEIA. Desculpem o caps e o negrito, mas vou prová-lo agora.
Ps: Eu gastei literalmente centenas de euros para comprovar isto, se alguém quiser dar me uma contribuiçãozita pela informação, eu aceito. Não estou a obrigar ninguém, mas se gostarem, bem, a NOS não se paga sozinha. Sacar informação a um serviço destes não é fácil.
Nota: NUNCA utilizem o vosso telemóvel neste serviço, eu utilizei um sobresselente com um número por fora do meu.
INTRODUÇÃO
Eu fui apresentado ao serviço Bongo em 2017 pelo Wuant. Neste vídeo aqui. E imediatamente fiquei curioso.
Neste vídeo aqui, um user do youtube desmascara o Bongo como serviço de captação de info. Vou explicar o resumo do vídeo, parece que este rapaz tem uma irmã, e ele postou uma imagem da irmã no facebook, e parece que o Bongo teve acesso à imagem e supôs logo que era a namorada. Com o vídeo deste rapaz eu consegui perceber que ele captava informação nas redes sociais.
Mas perguntem-me. Oh Carlos, como é que tu desconfiaste disto? Bem, em 2017 eu mandei algumas mensagens ao Bongo, esta foi a primeira mensagem que recebi do Bongo, não tinha havido contacto com este serviço antes. Isto aconteceu em inicios de 2017, Só escrevi Carlos Barros, Fafe, e ele imediatamente postou isto:
https://imgur.com/a/QAFy3mL
O gajo por detrás escreveu mal, mas ele comparou um meu cérebro a um disco rígido, onde o "disco rígido" normal tem 4tb e o meu tem 6.5tb, e ainda diz que eu sou o "mais inteligente de todos". Isto foi a primeira mensagem que eu recebi do Bongo na vida, e fiz da minha missão desmascarar este serviço. Quem me conhece sabe que eu tenho uma certa altivez sobre a minha inteligência, ao ponto de me declarar polimata. Eu não me considero melhor que ninguém, mas se me perguntarem se me acho mais inteligente que a maioria eu digo que sim, pois toda a gente me abafava o ego com a minha inteligência, fruto de anos a ser chamado de "génio". Não estou a brincar, eu estou sempre a ser chamado ou de "muito inteligente" ou de "génio". Eu não costumo mencionar muito a minha inteligência, ou pelo menos não costumava até essa altura, mas hoje em dia eu estou numa onda de "fodasse" e digo logo na cara, nem quero saber. O que aconteceu foi que alguém falou comigo ou de mim e disse algo nas linhas do "Aquele Carlos Barros de Fafe é muito inteligente", o Bongo captou isso e imediatamente reportou me. Isto em 2017.
Depois disto eu esqueci o serviço e continuei com a minha vida.
2020
Neste ano, eu face à minha hipersensibilidade comecei a fazer pesquisa neste serviço, devo lembrar que eu estava surtado e não posso ser responsabilizado pelos meus atos. Se virem o meu perfil para trás verão que eu fiz alguns posts sobre este serviço e até achava que uma mulher me estivesse a perseguir. Era a hipersensibilidade a falar mas havia alguma lógica por detrás, nomeadamente o que tinha aprendido em 2017 que o serviço captava informação.
A Procuradora viu isto e disse que eu estava louco e imediatamente arquivou me o caso. Eu não respondi altura, mas fiquei muitíssimo ofendido. Eu sabia que o serviço captava informação, o serviço não é omnisciente, porque no primeiro print eu perguntei a cor dos olhos do meu avô e ele deu me uma resposta genérica, sabem porquê? Porque ele não sabe. Leiam aqui os Termos de Privacidade do Bongo. O Serviço compromete-se a dar informações verdadeiras a não ser que seja alimentado com informações falsas.
" Quando usa o nosso Serviço, vai-nos fornecer, pelo menos, com o seu número de telemóvel (e neste sentido a informação de que operadora e dispositivo móvel que está a usar) e, ocasionalmente, com outros Dados Pessoais como o seu nome e subúrbio. Além disso, também pode fornecer-nos, sem limitação, a sua idade, a sua data de nascimento, gostos, desgostos, preferências, sexo, orientação sexual, religião, origem étnica e/ou o(s) nome(s) do seu amigo/ amigo; em relação aos seus amigos, também pode fornecer-nos mais informações sobre eles (como as que acabamos de descrever) ou qualquer outra informação que voluntariamente compartilhe connosco.[...]"
Além disso o serviço diz aqui como trabalha.
"COMO É QUE O BONGO FUNCIONA?
O BONGO funciona graças a um número de investigadores humanos inteligentes e um aplicativo de software muito sofisticada com um enorme banco de dados."
Tomem isto em atenção pois ele eu vou provar que nem sempre ele fala a verdade, apenas capta informação e interpreta-a.
Quando a Procuradora me declarou as minhas queixas fantasiosas a primeira coisa que eu fiz foi lhe provar a parte mais estúpida da minha investigação, que era o Bongo, que por mero acaso só aconteceu por causa do estupor. Eu dizia estar a ser perseguido por uma mulher face ao Bongo. Talvez houvesse uma mulher atrás de mim por algum motivo, eu fiz um post em maio sobre uma Rita que talvez me estivesse a perseguir e que se chamava Rita. E vou vos provar que este serviço consegue detectar mulheres "interessadas" num homem, pode não ser é como este serviço imagina. E possivelmente até pode haver uma Rita, não posso garantir
SOBRE A PROCURADORA
Agora vou revelar um dado muito importante sobre a Procuradora o nome dela é Ana X (estou a censurar o segundo nome). (Moderação: Para fins de prova eu sou obrigado a revelar o primeiro nome, ela assina com o segundo e não é conhecida pelo primeiro.).
Agora deiam uma olhada nisto.
Yah eu disse "Ministério Público" e disse logo Ana X (censurei o nome, não posso revelar).
Ela costuma assinar com o segundo nome mas não adianta de nada porque o nome completo do Procurador está sempre no topo das cartas que eles mandam. Eu como bom investigador também provei de outras formas que ela estava errada, aliás até descobri informação pessoal sobre ela, motivo pelo qual o MP em Fafe está em prantos e tem medo de mim. (Mais sobre isso noutro post.)
Seja como for eu nunca referi o nome da Procuradora ao Bongo, como raios o Bongo sabe dels? Fácil, a Procuradora ou alguém relacionado anda a falar sobre mim. Uns dias depois até comecei a receber mensagens a dizer que ela tinha mandado mensagens ao Bongo do próprio serviço LOL. O serviço é mesmo muito descarado.
Durante vários meses o Bongo só referia Ana ou X ou Ana X. Até esta semana culminou nisto quando me mandou isto.
Subir na vida? Que subir na vida, eu quero é que me deixem em paz. Mas decidi dar bola mais uma vez.
Outra vez o raio da Procuradora. Eis como acabou desta vez.
Para quem não percebeu eu mandei uma carta em Julho à Procuradora a dizer que o Bongo era um serviço de captação de informação. A Procuradora disse alguma coisa, o Bongo captou e quando eu o enfrentei disse o nome dela.
Mas desta vez foi diferente, eu não costumo chatear o MP com o Bongo, mas desta vez tive de mandar uma carta com estes prints e disse lhes algo nas linhas do. "E então? Quando é que fecham isto? Ps: Eu sei que isto é uma farsa mas no caso de ser minimamente verdade eu não quero nada, estou satisfeito com a minha mediocridade." Esta última parte a negrito, foi mesmo dita.
Mas desta vez teve um twist. Começou com este print.
Após ter mandado aquela carta, logo no dia a seguir disse que a Procuradora ir dar ghost.
Com "dar ghost" ele quer falar da expressão "ghosting". O que o Bongo queria dizer é que a Procuradora iria acabar a sua relação pessoal comigo. Ou seja, de tão assoberbada que estava, ia desaparecer, talvez emigrar para o Panamá, mudar o nome para Carolina Jiminez de Mendonza e dizer que é importadora de banana colombiana para o Canadá. Exagero, mas explica bem o significado de "ghosting" nas entrelinhas. Só há três problemas com isto do ghosting:
  1. Não tenho relação com ela, eu mal a conheço.
  2. Ela não mantém contacto comigo, talvez por receio. (E quando o faz é pelo mínimo.)
  3. Sou assexual.
AS PROVAS FINAIS
Como eu já estava farto, dei uma seca tão grande ao Bongo que o Bongo até me mandou indiretamente calar, e me disse para eu não gastar muito dinheiro. Ele acha que tem uma relação intima comigo, por isso, como eu já sou um GRANDE amigo do bot, decidi fazer as perguntas difíceis, afinal os amigos não escondem segredos aos outros amigos, não é?
Oh Bongo diz lá és um serviço de captação informação, não és? Admite!
Oh Bongo, porque é que tu não és encerrado? Os teus serviços são legais de alguma forma, não são?
Oh Bongo o que tens a dizer sobre a database que declaras no teu site? (SMS anterior mas descensurado) Mentiroso.
Para os mais céticos diz nos lá se isto são mensagens automáticas ou pessoas por trás.
Caso encerrado, o Bongo é um serviço de captação de informação possivelmente havia mesmo uma mulher interessada em mim. Quem sabe. A informação dele parece bem captada mas mal interpretada. De alguma forma existe um loophole nas leis Europeias que permitem este serviço operar.
Ultima pergunta Bongo, o que dizes sobre as minhas capacidades de pesquisa?
Como tu dizes, nunca se deve esconder nada, é pior a emenda que o soneto.
#abomba
submitted by silveringking to portugueses [link] [comments]


2020.10.31 20:59 TaruTGabie Ontem eu terminei com meu namorado por causa da "melhor amiga" dele

Antes que falem qualquer coisa, não foi por ciúme. Eu nunca gostei dela, da forma como ele falava que ela era, como ele falava dela, blablabla, mas não por questão de ciúme, era mais por insegurança. Eu ficava "pow, ele conhece ela desde o maternal", "eles são amigos desde sempre", "ele conta tudo pra ela", "ele e ela" e outras coisas assim. Íamos fazer 10 meses de namoro amanhã e ontem fomos numa festa de aniversário de uma outra amiga dele. Ele tem muitas amizades com garotas, por isso sei que meu principal problema é com ela, não com o fato de ser uma mulher, mas com ela. Eu juro que tentei, falei com todo mundo, brinquei, sorri de verdade e me diverti. Até ela chegar chegar com outro jogo, ignorando totalmente que já estava todo mundo jogando outra coisa. Ninguém deu muita bola pra ela, mas ela ficou me encarando. Eu senti toda aquela coisa de "sororidade feminina" indo pro ralo. Ela tentava sempre ficar perto dele, pegar nele, abraçar, chamava ele de meu amor naquele jeito inocente que me irritava. E eu tentei apenas ficar na minha. O pior não era isso, era meu namorado. Imaginem uma pessoa lerda, que nunca percebe nada, que parece que se faz de ignorante. Esse é ele. E eu conheço bem a peça, então dias antes da festa eu tava dizendo que estava insegura com tudo isso, de conhecer finalmente os amigos dele, que eu queria que desse tudo certo e tudo mais. Mas na hora... Ele percebeu que tinha algo errado. Me perguntou umas duas vezes se estava tudo bem, mas sequer fez algum gesto pra me mostrar segurança. Quando chegamos em casa, eu contei tudo pra ele e ele me disse: isso tudo é novo pra mim, eu estava nervoso. Eram os amigos dele. Ele não é uma pessoa timida e são pessoas que ele conhecem a vida toda. Eu sim sou uma pessoa extremamente tímida e fiz tanto esforço pra ser genuína e tratar todo mundo como se fossem meus amigos de longa data. E ele que estava nervoso... Eu amo muito ele, mas o fato de ele não fazer nada para evitar as provocações da melhor amiga dele me feriu muito. Eu não vou pedir pra ele se afastar dela nem de ninguém, fui a ultima a chegar na vida dele e não sinto que tenho esse direito. Mas também tenho minhas marcas, meu outros problemas, tenho meus traumas com outros relacionamentos e ele sabe disso. Pra quem quiser ler minhas outras postagens, tem muita coisa acontecendo comigo ao mesmo tempo e sentir que não posso confiar ele tá acabando comigo...
Edit: Muita gente me falou sobre a boa da sororidade. Eu sei que é só um termo pra disfarçar as coisas, fiz só uma referência pq pelo que me pareceu dela foi só esse clichê de bancar a melhor amiga ciumenta, coisa que não deveria acontecer. Aos que tiraram a conclusão "é só ciúme", pode falar o que quiser, ciume é algo completamente normal, mas eu ja sou bem crescidinha pra lidar com isso. Só gostaria que ele tivesse conversado com ela antes, pois todos (outras pessoas também se envolveram nisso) chegamos a conclusão que poderia ter sido evitado se ele tivesse feito apenas isso. Obrigada a todos que expressaram suas opiniões, não vou dizer que as coisas já de resolveram até ele ir lá conversar com ela, mas pelo menos agora eu não tô igual uma idiota na cama chorando e pra mim isso já é ótimo... Eu só queria que ele tivesse tomado alguma atitude.
submitted by TaruTGabie to desabafos [link] [comments]


2020.10.29 14:35 Ran447 Eu tive as piores duas semanas da minha vida

TL;DR: insônia pesada, não consigo comer direito por problemas de estômago e intestino, namorada distante, brigas com meus pais, minha namorada talvez não venha me ver no dia do meu aniversário pq acha (sem motivo) que está com covid; depressão e ansiedade.
Eu não sei o que exatamente caracteriza depressão, acredito que seria algo mais duradouro, mas não sei outro nome para definir a minha situação nas últimas duas semanas se não depressão.
Eu realmente não aguento mais, de 15 dias pra cá minha situação piorou demais: eu tenho faz tempo problema de insônia e com alimentação. A insônia eu consegui vencer por algum tempo, por uns 4 meses eu consegui regular meu sono e dormir bem. Sobre a alimentação, eu tenho um problema que faz meu intestino ser fraco a diversos tipos de alimento, mas eu estava balanceando bem e não tive problemas com isso já fazia algum tempo também.
Estou em um relacionamento há 2 anos e alguns meses, até então estava tudo bem estável, tivemos sim nossos problemas, mas nos últimos meses estava tudo bem. O mesmo posso dizer do relacionamento com os meus pais, que sempre foi um pouco turbulento (em destaque com a minha mãe), e que se tornou ótimo de uns dois anos pra cá. Faço faculdade e estava dando conta de tudo, sempre fui o melhor da minha sala e o mais competente no meu trabalho (faço estágio)
Tudo isso até duas semanas atrás
Desde então tudo foi pra puta que pariu. Eu não consigo dormir mais, tudo que eu como me faz passar mal; e agora não é só do intestino como do estômago também (e isso surgiu absolutamente do nada); meu relacionamento não está indo bem, está tudo bem instável e minha namorada não colabora com isso (e isso foi o que me fez vir aqui escrever isso, como vou falar daqui a pouco); o relacionamento com os meus pais está uma merda, meu pai está trabalhando bem mais que o normal esse mês e minha mãe me cobra tantas coisas que eu realmente não consigo fazer. Ela me cobra de que eu tire boas notas, que eu seja gentil com eles, assim como com os meus irmãos, que eu ajude ela nos trabalhos de casa e que eu não reclame. Eu realmente tento, eu juro que eu tento, mas eu não consigo mais. Eu não consigo conciliar a faculdade, que me toma um tempo e uma energia desgraçados (eu amo o que eu faço, de verdade, mas ainda sim é extremamente cansativo), com o meu trabalho, com as coisas em casa, com dar atenção pra todo mundo, ainda somado com o fato de que eu não durmo quase nada, não consigo comer direito, e não tendo 10 minutos de tempo para fazer o que eu gosto.
E o pior é que depois de amanhã é meu aniversário. Eu sei que é só uma data e etc. mas todo mundo cria expectativa e fica feliz para o seu aniversário. E o que me fez vir escrever aqui depois de ficar um bom tempo chorando foi que a minha namorada está supostamente com sintoma de COVID. Eu digo supostamente não pq eu acho que ela está mentindo, mas pq ela realmente não está muito bem, o problema é: 1) considerando o histórico dela, tenho 99% de certeza que não é; e 2) ela tá a semana inteira não muito legal e não fez nada pra tentar ficar melhor, não foi no médico nem literalmente nada. Mas e daí? E daí que ela usou isso de pressuposto para dizer que talvez não venha ficar comigo no meu aniversário.
E, assim, não levem ela a mal, eu não estou em um relacionamento tóxico nem nada. Ela é incrível, carinhosa e atenciosa, mas ela é instável. 80% dos dias ela é como eu descrevi, mas tem esses 20% que são insuportáveis. E nesses últimos dias, principalmente nessa semana, ela está assim sem motivo algum. E isso do meu aniversário acabou comigo, foi realmente o que me "quebrou as pernas", como dizem.
E ela sabe que eu estou assim. Eu guardei isso pra mim um bom tempo, não pq eu me segurei pra não contar, é que realmente eu fiquei quieto por costume, eu sou assim. Mas agora ela sabe, e ainda sim não me deu aquele "ombro amigo" que eu precisava, e eu odeio cobrar.
Eu realmente não aguento mais. Eu (ainda) não penso em suicídio de forma alguma, mas eu realmente não aguento mais e não sei se consigo sair dessa. Sim, eu sei que eu preciso ir em um médico para ver isso do meu sono, assim como o problema da alimentação, porém tem vários fatores financeiros no meio, e também marcando uma consulta agora, ainda vou ter que esperar algumas semanas, e eu não aguento um dia mais nesse estado, com todas essas coisas juntas. Eu não estou dando conta mais de nada, e não tenho a mesma vontade de estudar, não consigo mais ser tão produtivo no trabalho, estou com um sentimento de vazio e uma ansiedade constantes.
submitted by Ran447 to desabafos [link] [comments]


2020.10.29 10:18 nofimnaime Palavras Somente.

Eu não aguento mais conversar comigo mesmo, e como não tenho mais pessoas para isso, essa é a melhor solução. Minha vida só desanda, e desde 2017 eu não consigo segurar as pontas, tive perdas que até hoje me doem, e escolhas nas quais eu me arrependo toda a noite antes de dormir. Consegui afastar esses pesos algumas vezes durante esse tempo, mas ele volta com mais carga, cargas atuais, e isso sempre vem a calhar na semana do meu aniversário. Mas esse peso não é a dor que quase me fez ser atropelado no meu aniversário ou a entrar em pânico na frente de um mercado. Uns meses atrás conheci uma pessoa, e eu naquele momento só queria sair com alguém, aproveitar uma nova amizade e ter aquele lance casual, era só isso, eu estava no meu canto escuro do quarto, já acostumado com esse peso no meu peito, e não queria mais dor de cabeça. E infelizmente eu conheci ela, eu não dava nada pra aquela desgraçada, as mensagens trocadas porém, me fez sentir algo por ela, aquele tipo de sensação "Ok, quero ser seu amigo", e desse jeito eu descobri que ela também não estava bem, tinha acabado de sair de um relacionamento complicado de 5 anos (3 anos de namoro, mas já sofria por 5 anos), e eu botei aquilo na minha cabeça, só queria ter uma pessoa pra conversar, conviver e aproveitar tudo que dava, e depois de uma longa espera de dois dias de conversa, resolvemos se encontrar, morávamos perto do outro, na qual no meio do caminho tinha um parque, perfeito meio termo para ambos, e quando eu vi ela, tudo que eu tinha montado sobre ela mudou. Aquele mesmo sentimento que você olha e admira aquela pessoa no trem, acha tudo incrível e pensa "e se...", o diferencial mesmo foi já conhecer ela, e a cada detalhe, conversa e risadas daquele dia, eu tive a infelicidade de nutrir um sentimento por ela... Não demorou muito para as coisas rolar entre a gente, tínhamos um entrosamento perfeito, e estávamos lá, indo pra minha casa no nosso primeiro encontro, e o que eu achei disso? Eu realmente tinha me apaixonado pelo brilho do olhar dela, o sorriso dela me trazia pás e a voz dela me acalmava, era tudo que eu queria até o momento, chegando lá ela me explicou que o ex relacionamento dela ainda pesava naquele momento, lógico que eu me desapontei um pouco, mas era apenas uma apaixonisse de momento, dava para reverter, e fiz o que tinha que fazer, falei que não iria servir de ponte para ninguém superar ninguém, acabou que ela dormiu na minha casa... Foi uma das melhores noites da minha vida? CLARO PORRA, E AINDA ELA FOI A PROTAGONISTA DE UMA DAS CENAS MAIS MEMORÁVEIS DA MINHA VIDA. No outro dia, conversamos ainda mais, e na dúvida que eu estava, esperei pelo movimento dela, pra mim tudo é um jogo, cada detalhe e ação conta, e o turno dela foi pedir um Uber pra minha casa, pra passar outra noite comigo, e ela estava incrivelmente linda... maquiada com uma delicadeza... vestido que abraçava a arte corporal dela... e a boca que porta o melhor dos sorrisos...
Foi nesse momento que eu cometi o maior erro de todos, depois de uma noite incrível (outra), eu falei que queria ela pro resto da minha vida, ela ainda estava afetada pela outra, mas o coração dela já sentia alguma coisa por mim, além do relacionamento passado dela, tinha a minha ex...
E então eu entro no meu primeiro inferno.
Sim, é isso mesmo que você está pensando, 4 dias de conversa e eu já estava pedindo ela em namoro, eu não conhecia ela direito, e muito menos ela me conhecia, só que aqueles momentos foram ótimos, e foram por bastante tempos, mesmo com autos e baixos, só que cada vez que ela deitava no meu peito, e a gente conversava fica mais nítido que os dois se amava, e saiu dela, o primeiro "te amo", na qual terei a dor de nunca esquecer, e foi assim que depois de 6 dias de conhecer ela, resolvemos entrar em um relacionamento, depois dela ter completado um mês de sair do dela, e eu de ter tentado incontáveis vezes de retorna com minha ex. Aliás, minha ex... todos nós temos problemas, e o problema dela sempre foi se depender demais de mim, morávamos juntos, e depois de perceber que a gente não daria certo, terminei e voltei pra casa, porém ela era destruída psicologicamente, uma vontade de suicídio constante, e eu tinha medo de isso se torna uma realidade, mesmo terminando com ela, a moça nunca deixou de ter minha importância, antes de sermos namorados, eramos amigos, e isso não acabou, sempre vou me importar com ela, como a grande amiga que ela é. E nossa protagonista não entendia isso, até tentou compreender a gente guardar por um tempo, mas ela queria nos anunciar para o mundo... E no começo eu não entendia o "pra que?" só tentava explica que isso poderia acabar com a vida de uma pessoa, e depois de uma semana nisso, se encontrando todos os dias com ela, resolvi conversar com minha ex. Expliquei pra ela o que estava acontecendo, e que eu tinha encontrado outra pessoa, que não queria perder o contato dela, sendo ela uma das pessoas mais importantes da minha vida, acabou que minha ex entendeu, e ficou ressentida, ela sentia muita coisa, e queria voltar... mas ela seguiu o caminho dela e me deu apoio, ela simplesmente me queria feliz, era só eu correr pro abraço da minha então amada e vocês teriam lido o começo de uma linda história de amor...
E então eu senti pela primeira vez a chama silenciosa do primeiro inferno.
A pessoa cujo eu já chamava de "Vida", não achou isso o bastante, mesmo já declarando nosso namoro, ela queria mais, pediu pra eu cortar contato com minha ex, vulgo melhor amiga, dizia que não daria certo e me pressionou a prometer isso pra ela, e nesse meio termo, eu tive que ver ela tentando reconstruir uma amizade com a ex dela e falhando miseravelmente no mínimo, mas BELEZA, segui deixando a minha ex de lado e fui construir o que eu queria com a pessoa que eu desejava, e nas primeiras semanas, foi maravilhoso, eramos a melhor combinação do mundo, dava pra sentir os outros casais invejando, a gente era mais entrosado que Romário e Bebeto, mais bonito que o sol se pondo em um céu laranjado, muito mais divertido que o todo o elenco dos Barbixas fundido com o Hermes e Renato, se você não entendeu que éramos incríveis, coloca todas as referências ao seu gosto que você vai entender. Só que eu descia mais para o inferno e não sabia.
Os outros níveis do inferno.
Todo mundo briga, não é nenhum erro discordar com alguém, e os lados se alterarem, mas o meu pavio estava curtíssimo... Eu não me aguentava, imagina então os erros das outras pessoas? E eu falava com ela o que me incomodava, e não era coisa básica do tipo "aí não gosto do seu sotaque" tava mais pra "você poderia falar menos putaria no meio da rua entre as pessoas?". E isso foi piorando, e eu não sou nenhum santo, muito pelo contrário, sei que errei de ter falado com ela daquele jeito, e então foi aí que o MEU jogo começou a trocar de estilo, eu percebi que tinha que mudar meu jeito, meu comportamento e minha forma de tratar algumas coisas. Sou explosivo, se tem que brigar, eu brigo, mas cara, eu não queria perder ela, e nessas foi me tocando que poderia ser melhor eu me trancar na fúria e dialogar na calma, e sim, eu me moldei a ela. Não, não errei só nisso, fiz coisas na qual eu não me orgulho e nem sei como aconteceu, porém, eu estava lá, ouvi o dela, e mudei, é um mérito meu, eu quero que você que está lendo tenha sua própria resposta para isso, pois a minha resposta é, não, isso não é um mérito, se você percebe que está errado, você muda, ok! Ok? E eu infelizmente não vou te dar um Plot Twist e falar que estamos vivendo lindamente, pois a gente desceu mais os degraus... No nível de começar a culpar o jeito no qual a gente conversava no whats para poder brigar, ela falava que eu era outra pessoa no whats, que respondia seco e era monossilábico, eu nunca vi isso, para começo de conversar, e ninguém nunca reclamou isso de mim, o que eu achei mais estranho, porém ela falou que outras pessoas que ela mostrava minha conversava concordava com ela, e tentei mudar isso, mandava mas áudio no intuito de ser mais confortável pra ela, e então chegou nosso primeiro mês de namoro...
Eeeeeh laiá, se quiserem numerar os infernos, fiquem à vontade, pois eu não tenho saco.
Eu sempre odiei isso, de mêsversario, maluco, ninguém quer saber que seu bebê feio está fazendo 8 meses, ou então seu relacionamento que ninguém liga está no terceiro mês, sabe quem se importa pro seu relacionamento, você e sua companheira, e... era importante para nós dois... pra mim pelo menos...
Chegou o cujo dia, e eu tinha planejado uma coisa simples, porém de coração. Vinho, uma pizza, janela aberta com iluminação da lua, era um momento especial na qual queria deixar ainda mais especial. Não falei nada, só deixei as coisas acontecer, e eu não sei por qual motivo, mas ela não estava me ajudando para isso (descobri depois o porquê) e meio que ficava "aí vc quer me ver ou não", meio que se não fosse óbvio que SIM, não só pela vontade de ver ela todo o dia, como pela data, e eu falava que queria, porém ela achou que faltou "vontade" nas minhas palavras, e resolveu ir em uma festa no dia que marcava um mês no nosso relacionamento, eu não acreditei, fiquei encabulado, cara, era nossa noite, noite na qual você optou por passar com pessoas que eu nem sabia quem era, e sem mais nem menos, e vamos discutir de novo... Mas dessa vez foi diferente. Fui na casa dela, já tínhamos conversado sobre o que aconteceu pelo telefone, ela falando que eu não fui direto e parecia sem vontade de ver ela, e eu explicando que não, e que ela cagou pra mim e foi pra uma festa como se fosse nada de mais... Acabou que ela me falou que estava muito cansada pra um relacionamento sério, e que achava melhor a gente dar um tempo, até ela se sentir confortável para estar em outro relacionamento... Tudo que eu queria, era não perder ela, concordei como um desesperado, porém falei que não iria aceitar algumas coisas, entramos em um consenso, e agora sim estamos felizes até agora, claro que não...
Depois desse episódio, resolvi me dedicar ainda mais, fazia tudo que dava pra ela, andava pra qualquer canto com ela, ia buscar, levava ela, talvez vocês nem acredita, mas eu mudei a direção do vento só pra ver o vento tirar o lindo cabelo dela da frente do mais belo rosto, e isso não foi o bastante. Ela buscava mais coisas para a gente discutir, com coisas do tipo "não se mexe no celular na companhia de alguém" é até verdade, mas dá pra você abrir uma excessões quando você passa o dia inteiro com a pessoa, mas eu aderi, e continuei me mudando por ela, era meu foco a melhora dela, e ter nossas alianças de volta "sim, eu comprei alianças, e ela tirou quando pediu o tempo". Mas foi aí que as coisas começaram a mudar pra mim, não vou esquecer que a gente passou mais um tempo de boas, mesmo depois dela ter pedido o tempo dela, a gente brigou muito, e nisso eu estava pensando "será que é bom pra nós dois?" só que quando a gente passava a tarde juntos, eu perdia esse pensamento, pois eu amava ela de verdade, cogitei terminar sim com ela, mas a gente conversava e se resolvia, porém foi nessa que eu percebi que só uma pessoa mudava, eu...
E então, chegamos no último inferno.
Essa epopéia estava no fim, e eu nem percebi, mas vamos logo para o último capítulo. Eu já conhecia a família dela, pelo menos a parte que ela sente alguma coisa, e chegou a vez dela conhecer a minha, meu irmão que tava em Brasília veio com a minha prima e era o momento perfeito, minha mãe ia preparar um almoço especial, chamou até minha tia e meu tio, tava tudo perfeito, só não esperava por uma coisa importante, ela não ir... Então vamos lá, bora começar uma semana antes, ela estava mal, se sentindo triste, fui na casa dela e troquei meu melhor amigo (que estava fazendo aniversário) pra ficar com ela, ele simplesmente me implorou para ir, e eu só falei "me ocorreu um imprevisto", era ela o imprevisto, e dei a força que ela precisava, beleza, no outro dia ela saiu com a amiga dela (coisa que me incomodava, já que a amiga dela incentivava ela ficar com outras pessoas, mas dessa vez, eu achei que ela precisava sair da casa dela). Só que ela ainda estava meio pra baixo, e no final de semana, especificamente sábado, resolvemos sair, ela com a galera dela, e eu com meu amigo que eu tinha furado, no domingo era o almoço, beleza, a gente conversou no whats e parou em um momento da noite, eu não me lembro do restante da noite, fiquei muito bêbado (e não, não fiz nenhuma merda de bêbado, só não me recordo de como eu voltei pra casa e que horas), acordei cedo, que é estranho, e antes mesmo de mandar mensagem pra ela, 6h ela me manda um áudio, falando que tava voltando pra casa da amiga dela naquele horário e que não daria pra ir pra minha casa conhecer minha família, eu fui destruído aí, mandei um "tudo bem", esperei até às 7h, fui no mercado comprar as coisas pro almoço, e foi isso, a cada pessoa perguntando, "Hey, cadê a sua Vida", eu simplesmente colocava um sorriso falso no meu rosto e falava "tá passando mal hoje, vai ficar em casa", no meio do almoço ela me ligou, e eu falei que fiquei mal com isso, e que não queria ver ela. E lembra que eu falei que via as coisas como um jogo, foi esse momento que eu pensei em desistir de tudo, o mais forte desse sentimento. Ela veio em casa, e me ouviu dizer que não queria mais aquilo, eu tinha cancelado trabalho pra ir ver a família dela, quando ela ficou na rua pra não ver a minha, mas eu fui fraco, aceitei as desculpas dela... A mesma pessoa que fala que desculpa não é uma palavra, e sim uma ação, e foi nisso que eu me peguei. E no outro dia, ela tinha uma entrevista de emprego online, na qual o entrevistador não foi com a cara dela (e ele foi babaca, ela foi incrível na entrevista), s acabou nela não passando, ficou devastada, e eu ainda meio chateado com ela, larguei de lado esse sentimento, e fui ajudar ela, comprei bebida, a melhor pizza que eu podia pegar (dominos é claro) pra ver ela levando o vinho que peguei pra beber com a amiga dela...
Ok...
Queria muito ver ela, e na sexta foi o dia, IRRAAAAAAAA, vou ver ela, e ela vai passar o dia comigo, vamos ter a melhor noite de todas e nada disso vai acontecer... Tirando a parte de ver ela, eu fui, e passei incrível 3h lá, a amiga dela falou que tava na bad, e pediu pra ela ir lá, e fodac eu. Mas até aí tudo bem, a garota lá precisava de uma companhia, acompanhei ela até um lugar pro Uber ficar tranquilo, e trocamos mensagem até de noite, quando ela resolveu sair... E sumiu... De madrugada (umas 5h) ela falou que a noite dela foi incrível, que conheceu um cara na qual conversou bastante, e que se divertiu muito, e isso foi as últimas coisas que ela me falou no final de semana resto de sábado, domingo e começo de segunda. Então começou a semana, fui entregar currículo já pensando "isso não está acontecendo" "deve ter uma resposta melhor", a única coisa que ela deveria fazer, era me valorizar depois da pisada de bola do almoço, e não contente, ela me pisa na com os dois pés depois, eu precisava entregar aqueles currículos, eles perderiam a data de vencimento, já que no outro dia eu teria 23 anos, e foi o pior dia do meu ano, eu tava visivelmente abalado, cheguei a vomitar no meio da rua, e mandei mensagem pra ela, pra saber se como estava, e ganhei um incrível "oi, c tá bem?". Cara eu já não tava legal, estava no meio da rua mal, e ainda ganho uma dessa, como se fosse um qualquer na vida dela, mandei um áudio pra ela, falei que não tava, que ela tinha sumido final de semana e queria conversar com ela, e sim, já ia com intensão do pior, colocar todas as coisas dela na minha bolsa, e com a pior das hipóteses já terminava ali, só que fui surpreendido... ela responde a porra do áudio com um "ah, não sei oq vc entendeu, nosso lance é casual, eu tive um final de semana cheio, virei duas noites, pipipipopopo" as lágrimas do meu rosto já estava deixando de existir com a falta de senso dela, eu simplicidade liguei e a única coisa que eu consegui falar foi "Eu desisto." Falei que ia encontrar ela e levar as coisas que estavam na minha casa, e pedi pra ela levar as minhas coisas (inclusive as alianças que ficou com ela), quando ela me chega, toda sorridente, fazendo sinalzinho com a mão, e eu não querendo acreditar, não sabendo se ela não entendeu a grandeza dos acontecimentos, ou porquê eu era só um qualquer pra ela, ela sentou na minha frente e disse "aí, eu não vou mais correr atrás de você... E blá blá blá" era uma realidade horrível, eu não estava acreditando que vivia aquilo, eu pedi minhas coisas, dei a dela, e disse tchau, e ela teve a pachorra de me perguntar se eu não ia abraçar ela, será que em algum momento ela percebeu minha expressão facial? Ela olhou pro vermelho dos meus olhos? Ou então notou o tom da minha voz? Eu cheguei em casa, destruído, e desativei tudo que poderia, graças a Deus eu ainda tenho pessoas que se importa comigo, e me ligaram, falei que ia me isolar um pouco e que qualquer coisa poderia me ligar. Foi a pior noite da minha vida, não dormi nada, e não aguentava nada, quando chegou as 7h da manhã, resolvi sair, chorando que soluçava, e fui para o parque, sentei no banco, e fiquei lá, quando a primeira pessoa me liga, me dando os parabéns (sim, era meu aniversário), eu não sabia oq falar e disse que tava ocupado, na segunda eu não consegui enganar, e percebeu minha voz de choro, falei que logo ligava de novo, e na terceira, eu desabei, era minha ex, a única pessoa que eu não esperava, ela sempre sabe quando eu não estou bem, e ela me deu um pouco de energia, me incentivou a ir pra casa, ver minha mãe, e sair com algum amigo, levantei animado, as palavras dela fazia sentido, até lembrar que a única pessoa que eu realmente queria a ligação não fez questão, e aconteceu uma das piores coisas da minha vida, eu simplesmente olhei para um carro na rua, e fui em direção a ele, a sorte que eu tive do cara ter feriado hoje eu vejo que é incrível, a sorte que eu tive de só ter subido em cima do capô dele e ver ele de tão perto atrás do parabrisa só mexendo a boca não entendendo nada que ele falava, sai de cima do carro e sentei na calçada, depois de uma longa conversa entre um grupo de pessoas, um cachorro e comigo mesmo, resolvi ir pra casa, lavei meu rosto e abri a geladeira, minha mãe tinha feito uma torta pra mim e comprado pizza pra fazer de noite, a minha relação com minha mãe é de mais ou menos pra ruim, porém naquele mesmo dia, foi ela que me viu chorar depois de me desejar sorte, sendo que quem eu chamava de "Vida" me deu o pior parabéns possível pelo Instagram.
Até hoje, dois dias depois do meu aniversário, ela não apareceu pra falar qualquer coisa, e eu realmente não quero ver a cara dela, pois eu tô destruído, até agora eu tô recebendo ligação e mensagem de pessoas que realmente se importa comigo, pedindo pra me ver, e eu não conseguindo, porque essa é a pior versão de mim, e eles merecem muito mais que isso, eu tô pensando em tanta coisa ruim agora, e minha mente tá conturbada tentando simular isso como se nunca tivesse acontecido, e eu realmente não consigo acreditar como esses poucos meses, destruíram tanto minha vida.
Você que leu isso até agora, agradeço muito por reservar esses minutos da sua vida pra esse texto, eu começar ele umas 23h da noite, e tô terminando agora 6h17, depois de parar algumas vezes, e me desculpa pelo tamanho. Eu só achei que precisava compartilhar isso com alguém.
Obrigado por ter chegado até aqui.
submitted by nofimnaime to desabafos [link] [comments]


2020.10.24 04:16 sohpratrolla Dilema moral Trabalhista, me ofereceram cooperativa, e eu fugi

Boa noite pessoal, eu sai de uma empresa recentemente, e estou curioso para saber o q vcs fariam no meu lugar.
A empresa tentou me passar para trás dando um "golpe" na CLT, mas eu usei essa chance para sair, e ao invés de pedir demissão eu fui demitido.

Vcs devolveriam a multa sobre o FGTS?


A historia para quem tiver paciência para ler:

Lado da empresa:
Eu sou um programador de uma software house, me ofereceram sair da CLT para ir para uma Cooperativa de professores (sim eu sei que é ilegal), eu ficaria 6 meses trabalhando com seguro desemprego, e depois eu seria "contratado" como cooperativa, com um aumento de 30% no bruto, sendo que a taxa da cooperativa é 5%.
Se eu não errei na conta, isso nem é um aumento que faz sentido, é tipo 3k a mais por ano, mas não tem o 13º, perde 10 dias de férias, e todas as proteções da CLT.
Então eles iriam me demitir, mas eu teria que devolver o valor do aviso prévio indenizado + a multa por me demitir antes da data base.
Meu lado:
Eu queria sair, provavelmente iria acabar pedindo demissão, mas já que queriam me passar para trás, eu aceitei tudo, quando eu peguei a minha carteira de trabalho com a baixa e só falei que estava saindo para outra oportunidade.

Pontos do pq eu estou muito P#t# com a empresa:
- Tive que ficar os últimos sábado, domingo e segunda(dias 10,11 e 12 (feriado) de outubro) monitorando um processo de integração e respondendo clientes no celular pessoal (é um exemplo, mas isso é algo comum).
- Durante a Homologação do PAF, que geralmente vai de segunda a sexta, fomos para a cidade de São Paulo, e tínhamos que levar as malar para cima e para baixo, uns 10 min de caminhada, todo dia, ao acordar e na hora do almoço para não correr o risco de pagar uma diária a mais
- nos primeiros anos não recebia pelas horas extras, e não foram poucas, teve um sábado especifico que foram 12 horas
- Mesmo sendo um programador pleno recebo menos que um júnior em São Paulo (como ainda moro com meus pais e foi o meu primeiro emprego na área, fez sentido por um tempo)
- Nas ultimas duas semanas eu estava trabalhando das 08:00 as 22:00
- Comigo foram bem esporádicos, mas a família dona da empresa, rotineiramente eu vejo sendo estúpidos e ríspidos com os meus colegas(entenda todos os outros funcionários, não só a programação). Como não sou comunicativo, soube apenas recentemente, mas eles faziam assedio moral no pessoal do suporte.

Pontos que eu ainda me importo com a empresa (leia os outros colegas funcionários)
- Tem muita gente lá que eu gosto e me importo, e me preocupa oq vai acontecer se a empresa continuar afundando
- Por mais bizarro foi a minha primeira oportunidade de trabalho na área, e pude te-lá com pouco risco, eu não tive que alugar um imóvel, me mudar, pude depender dos meus pais, etc..
- Foi sim um grande aprendizado, desde como lidar com os colegar, visualizar os problemas de projetos, etc...
submitted by sohpratrolla to brasil [link] [comments]


2020.10.22 06:01 LilBabyBro18 Sem emocional pra conseguir inventar um nome bom pra esse post, mas comente caso se identifique

Boa noite povo lindo, eu tô meio que sem saber como começar a escrever esse post porque no momento tem muitos sentimentos ruins na minha mente... então pra não ficar muito confuso vou resumir ok, vamo lá:
Começou no final de 2018 quando eu entrando no Bate-papo do UOL (quem nunca?) e entre inúmeras conversas com diferentes pessoas, comecei a conversar com um menino lá que era muito gente boa, conversa vai e conversa vem e no final trocamos o endereço do Skype para podermos conversar mais e nos conhecer melhor. Começamos a conversar bastante pelo Skype, literalmente, todos os dias, toda hora e por bastante tempo, eu sempre fui daquelas pessoas que "julgava" muito e condenava casais que ficavam de melosidade um com o outro e tal (pessoalmente, por mensagem, etc), mas quanto eu menos percebia mais estava eu lá fazendo isso, eu e o Vinicius (nome que ele me deu e que estava no Skype dele) a gente se tornou amigo muito rápido, de verdade mesmo, intimidade e cumplicidade 100% um com o outro, mas tanto ele quanto eu não percebíamos que meio que tava indo pra algo a mais sabe, e nos primeiros dias de 2019 ele me pediu em namoro, por mensagem mesmo e eu tava bastante apaixonado aceitei (sim, webnamoro). Até que num determinado dia enquanto a gente conversava da melhor forma como sempre, ele diz que vai pegar um café e simplesmente nunca mais voltou, nunca mais me respondeu. Eu fiquei meses mandando mensagem e ligando e tentando entrar em contato mas nada, até que eu desisti e segui minha vida, iniciei a faculdade, alguns projetos pessoais e etc.
Até que que essas semanas, ja no final de 2020 e fazendo quase 2 anos que eu não pensava mais sobre o Vinicius, eu escutei uma música que a gente escutava junto, voltei a pensar nele e a me perguntar como ele tá, entrei de novo no meu Skype (que eu já não usava a uns anos) e encontrei ali todas as conversas de anos atrás. Como eu era bobo e imaturo puta que o pariu... e enquanto re-lia as conversas fui reparando em informações dele que eu não tinha reparado antes (nome completo, data de nascimento, nome do colégio onde ele estudava) e tendo algumas informações bem relevantes (mais as fotos dele) eu tomei a decisão de ir atrás dele, passei algumas semanas procurando o perfil dele em tudo quanto é rede social, facebook, instagram, twitter e nada, simplesmente NADA dele, achei suspeito porque... que jovem hoje em dia não tem rede social? Ainda mais ele super extrovertido e cheio de amigos, mas continuei a procura e nada, até que decidi procurar pelos dados que eu tinha dele e adivinhem? Não batia com nenhum outro Vinicius da cidade onde ele morava. Até que eu fui pro meu ultimo recurso que era pesquisar pelo google images e finalmente eu achei alguma coisa.
Achei outra pessoa, um tal de Pedro Negrini, indo mais a fundo descobri que esse cara era um "modelo" teen, colirio da capricho no ano de 2011, depois disso eu tive a confirmação que o "Vinicius" não dizia ser quem ele era, e quer saber? Foda-se também.
Eu... não sei o que sentir em relação a isso, eu tô magoado por saber que a primeira pessoa por quem eu me senti especial, troquei segredos e de verdade, me apaixonei a ponto de me jogar de cabeça é uma pessoa fake, uma mistura de raiva, frustração, uma angústia/aperto no peito, sei lá. Só sei que entrei no perfil inativo dele uma ultima vez e mandei uma porra duma carta de despedida pro filho da puta e apagar tudo
Podem rir ou me falar o obvio, que foi mancada minha me envolver com alguém que você não tem confiança nem nada... mas caralho, foi a primeira pessoa por quem eu senti algo, que eu me entreguei de fato e tava disposto a largar tudo pra poder um dia conhecer ele, vai se fuder! Por que as pessoas insistem em brincar com o sentimento alheio meu Deus?

Eu não sei se vai fazer sentido eu postar isso aqui, só queria desabafar mesmo e botar pra fora essa angústia dentro do meu peito, talvez eu me sinta melhor amanhã, sinto que meu coração tá quebrado! Obrigado por quem leu até aqui e por quem comentar alguma coisa, boa noite.
submitted by LilBabyBro18 to desabafos [link] [comments]


2020.10.22 02:38 economista_vagabundo Estou um tiquinho melhor

Faz tempo que não sei o que é estar feliz. Mas com certeza estou melhor que alguns meses atrás.
Desde que me formei no começo desse ano estou desempregado. Iniciei estudos em Python para tentar aprender a lidar com dados, mas eu não estava obtendo retorno e parecia que não conseguia aprender. cheguei até desistir.
Mas ultimamente por orientação do Reddit comecei um curso de Machine Learning no Coursera, senti uma dificuldade enorme mas persisti um pouquinho e aprendi alguns conceitos estatísticos.
Ainda não me sentia bem, mas já era um começo. Bem, com um pouco de base conceitual de ML, voltei para o Python pra aprender um pouco dele e aplicar a e ênfase de Machine Learning.
Vou confessar, escrever o código e conseguir digitar aquilo que realmente vc quer visualizar é uma maravilha. Ver os DataFrames do Pandas mostrar aquilo q vc procura no banco de dados, é lindo demais.
Pode ser pouco, na verdade é quase nada, pois ainda não mexi com os algoritmos de ML. Mas me me faz um pouquinho melhor. Não vou mentir.
Esse ano ainda consigo trampo na área, quem sabe...
submitted by economista_vagabundo to desabafos [link] [comments]


2020.10.22 00:56 puro_odio Cansei de tentar. Pensando em jogar a toalha.

Não vou nem falar sobre o que me levou para essa situação, porque é uma história feia, confusa, triste, em partes idiota e que não tem importância no que vou dizer. O post também ia ficar gigantesco e ninguém ia querer ler. Tem gente que sofreu muito mais, não teve nem metade das oportunidades que eu tive e não se deixou degradar igual eu, eu que sou um bostinha mesmo.
Eu sou completamente viciado em escapar da minha realidade. Já postei aqui antes chorando por causa de meu vício em cocaína, tinha ficado 3 meses limpo e tive uma recaída, quando o efeito passou bateu aquela melancolia profunda e aquela sensação de perdição típica da ressaca de estimulantes e eu vim aqui reclamar da vida. Mas na realidade nem sou viciado em cocaína especificamente, sou viciado em qualquer merda que dê barato, cocaína nem é muito meu estilo, prefiro mais os downers e entre os estimulantes acho a cocaína um dos mais merdas, dura muito pouco. Se aparecesse outra coisa melhor e com a mesma facilidade de acesso eu trocava na hora. Quando estou sem droga começo a procurar qualquer merda que dê barato para usar, e é qualquer merda mesmo. Se tiver cola em casa eu vou lá e cheiro cola, e não estou usando isso como expressão, é literal o que eu digo. Vou lá no fogão encho uma sacola de gás e fico baforando aquilo. Tomo doses delirantes de remédio pra enjoo. Tenho praticamente nenhuma preocupação se vai me fazer mal ou o caralho que seja, só quero me dopar para momentaneamente me livrar do meu sofrimento. Se comer bosta desse brisa eu estaria aqui com a cara enfiada no vaso.
Eu estou me livrando da cocaína, era usuário diário, fiquei meses sem usar, tive uma recaída dia 1/10, tive outra ontem dia 20/10 (sempre anoto a data das minhas recaídas). Mesmo tendo essas recaídas estou caminhando em direção a recuperação. Mas eu me pego pensando as vezes, pra quê? Do que adianta eu fazer essa porra toda, passar por essa merda, se quando eu me livrar a realidade vai continuar batendo com a rola mole na minha cara? Minha mente vai continuar me torturando? Eu sei racionalmente as razões, então não precisa vir com papo de porque eu preciso largar as drogas porque eu já me fodi e sei na pele porque. Eu só não tenho esperança que eu possa ter uma vida feliz (eu tinha escrito normal e apaguei, porque pra maioria das pessoas a vida "normal" delas é uma bosta também). Porque não gastar todo o resto de dinheiro que eu tenho com pó e alprazolam, usar tudo e depois me jogar debaixo de um caminhão? Pra que eu estou fazendo essa porra, carregando esse fardo, se quando eu estiver "livre" da cocaína eu vou ir correndo pra outra droga? Já que estou nesse puteiro flamejante, então que se foda, me vê uma puta, bastante pó, umas cervejas e que essa porra desabe em cima de mim. A vida é um lixo, o universo é indiferente, cruel, horrível e sem sentido, o que me resta é ficar correndo atrás daquelas moléculas de prazer e que se foda o resto. Sinto falta da inocência da infância, que um carrinho de plástico me mantinha entretido indefinidamente e tudo ainda parecia ser mágico.
submitted by puro_odio to desabafos [link] [comments]


2020.10.17 20:43 Diogofg99 Situação financeira - 21 anos

Boas, tenho 21 anos e vivo com os meus pais.
Estou no 1º ano do mestrado em Data Science e espero, quando começar a trabalhar em 2021, receber algo que ronde os 1000€ líquidos/mês. Além disso, tenho um partime em que, no mínimo, receberei 500€ mensais, que podem atingir 1000€ ou até 1500€ dependendo de imensos fatores que não vale a pena descrever. Mas fiquemos pelo cenário pessimista dos 500€.
Vivo com os meus pais e assim tenciono continuar até aos 25 anos - 2024. Ou seja, cerca de 4 anos com rendimento liquido mensal de 1500€.
Agora começa a conversa séria: (Os valores são por alto e tendo por base um cenário pessimista).
- Aponto para uma poupança de 1000€/mês, gastando então 500€. A poupança será muito provavelmente maior que 1000€, mas estão inerentes viagens e férias que seriam poupanças extra, bem como um ETF onde planeio investir mensalmente cerca de 150€. Por isso, fiquemos pelos 1000€ de poupança mensal.
- Valores redondos, estaremos a falar de 45 meses (que variam consoante trabalhe e faça a tese de mestrado, ou apenas a tese e sem trabalhar). Ou seja, uma poupança de 45 000€.
- Estou numa relação estável há quase 3 anos com uma rapariga que conheço há 10 anos. Salvo algum percalço, assim será os próximos largos anos. Nota: A minha namorada tem igualmente boas perspetivas de carreira.
- Quando sair de casa dos meus pais, tenciono comprar uma casa mediana - T2 até 150 000€ -, viver com a minha namorada e, uns anos mais tarde e com filhos em perspetiva, mudarmo-nos para uma casa maior - T3 com um valor naturalmente mais alto. O grande objetivo será conseguir comprar a segunda casa sem ter de vender a primeira, e assim começar depois a arrenda-la com uma renda que cubra o seu custo e dê para a acabar de pagar (the usual stuff).
- O dinheiro que vou poupando irei investir em obrigações ou certificados. Mas como estamos a falar de pouca rentabilidade, não vou incluir nas estimativas, para também balançar com alguma despesa que não esteja a contar.
As minhas questões existenciais são:
- Eu sei que não estou a contabilizar despesas como comprar um carro ( que nunca será acima de 10 000€ para já), acidentes ou pandemias. Que mais despesas poderei não estar a prever?
- Será realista esta ideia de manter e alugar a primeira casa quando comprar a segunda?
- Devo tentar comprar a casa sozinho e não enquanto casal?
- Que outras alternativas de investimento posso procurar sem ser uma casa?
- Devo reduzir a estimativa do montante poupado mensalmente para uma perspetiva mais realista?
Obrigado pela atenção!

TL;DR: O que fazer com uma poupança de 45 000€ ao sair de casa dos pais
submitted by Diogofg99 to literaciafinanceira [link] [comments]


2020.10.16 19:49 I_Dont_Exist_Here Estou com tesão e me sinto mal com isso.

Recentemente (4 meses) comecei a namorar uma garota cristã do local onde estudo, e bem, o problema está na parte dela ser cristã e eu ser o completo oposto disso.
Estivemos estudando no mesmo lugar por uns 2 anos e por conta disso acabamos nos conhecendo por nossos amigos em comum então eu sempre soube que ela era esse estereótipo de crente chata mas eu nunca me importei muito com isso até porquê ela era uma pessoa um tanto quanto interessante e incrível e logo acabei me apaixonando por ela e à pedindo em namoro já na quarentena.
O problema é que somos jovens com muito tesão, ela por ter sido crente a vida toda conseguiu aprender a reprimir esses desejos tanto que ainda conseguiu se manter virgem mas como eu vivi minha vida toda sendo um herege eu não tenho o mesmo controle, e como ela é crente e não podemos nem ao menos mandar ou fazer algo um pouco mais safado, eu acabo por ter que reprimir esses desejos e isso é uma merda pois como estamos nessa fase onde estamos entupidos de hormônios eu cheguei num ponto onde não consigo nem mais dormir com a sensação de necessidade de suprir esse desejo e isso é bem novo pra mim até porquê eu tinha acabado de sair de uma relação onde tínhamos mais sexo do que papo.
Eu cheguei a conversar com ela sobre isso e ela se sentiu mal o suficiente pra ter dado um aval pra que eu pudesse fazer isso com outras garotas já que com ela eu não poderia, eu neguei dizendo que acho injusto e que não gosto da ideia de transar com outra garota que não seja ela, só que esses dias eu comecei a repensar essa ideia pois a sensação já é uma merda, eu tô chegando ao ponto onde estou perdendo o completo tesão por ela já que não tem motivo e nem nada que possa alimentar isso.
Enfim, eu estou me sentindo um lixo por tudo isso, o fato de eu sempre saber que ela é crente e achar que isso não iria me interferir, o fato de eu sentir tanto desejo de sexo ao ponto de desejar fazer com outra pessoa, o fato de eu perder meu "fogo" por ela e o fato de eu não saber caralho nenhum do que fazer... eu me sinto perdido pois eu amo muito ela, mais do que jamais imaginei amar alguém e logo a ideia de terminar com ela mesmo que pareça a ideal pra mim ainda é muito difícil, e isso sem contar que eu estou me sentindo mal por não fazer sexo ao mesmo tempo que me sinto mal por sentir que preciso disso e que por precisar disso me torna uma pessoa "ruim"(?). Eu já não sei mais o que fazer por que nós já até planejamos data de casamento (podem julgar), eu não quero terminar com ela mas adoraria poder aliviar meus desejos de uma forma que seja boa para nós dois.
submitted by I_Dont_Exist_Here to desabafos [link] [comments]


2020.10.14 02:49 Krahmukoslovisk Porque não sou feliz?? *aviso de texto enorme*

Sempre que começo a estabilizar ou estagnar sempre me surge um sentimento cruel, de que eu estou preso a algo ruim, que ficarei pra trás. Tenho um desejo incontrolado de sair e começar tudo do zero. Porém quando estou em um lugar novo sinto falta do conforto e do carinho, me fazendo querer desistir. Hoje estou fazendo mestrado, trabalhando em uma ótima clinica e mesmo assim sinto um vazio no peito, uma dor e uma angustia, seriam esses os sintomas tardios do termino? Da realização de um “fim”. Pois é, em 2017 voltando do meu intercambio dos estados unidos eu tive um relacionamento rápido coisa de 3 meses, terminei e pra mim foi tudo bem, não havia história e não havia amor verdadeiro. Alguns meses depois me veio a ruiva mais linda que eu já vi (apesar de não ser ruiva natural caia muito bem nela, e nem se podia notar), eu me apaixonei na hora, mas pensei “não sou cara pra namorar, não consigo me conectar’. Eu não podia estar mais enganado. Os primeiros meses foram difíceis, ela havia terminado um relacionamento que não tinha superado, não queria se envolver, muito menos eu, afinal estava na faculdade e queria curtir tudo na mais absoluta esbornia. Porém o cheiro, o carinho e aquele sorriso me quebrou de uma forma tão intensa que eu não quis acreditar, foram períodos de muita felicidade até o momento que tudo virou de cabeça pra baixo, terminamos pois estávamos muito estranhos e eu não entendi muito bem mas não tive objeção, só que algo não estava certo pra mim eu não conseguia esquecer ela.
Fui atrás e descobri da boca dela uma traição, e que ela estava sendo coagida, foi agredida e teve que sair de onde morava por causa do sujeito. Foi o momento 1 da minha mudança, pois sempre fui um cara que abominou traição e quando a pessoa trai uma vez vai trair de novo, só que eu não consegui, não consegui olha pra ela e dizer que não queria olhar pra ela nunca mais, porque eu queria ela do meu lado, então, foi quando eu deixei ela morar comigo, dividir a casa com quem me traiu e quebrou minha confiança, chorava toda noite, porém não conseguia mandar ela embora não estava certo pra mim, e que apesar do que ela fez pra mim, o que fizeram com ela foi pior, voltaram as amigas dela contra ela, as próprias meninas de republica não ajudaram ela nem mesmo na parte da agressão. Eu resolvi dar mais uma chance pra ela e ó Deus daria mais umas 20, porque depois disso não tive o que reclamar, sempre atenciosa, se preocupava comigo, fez questão de conquistar minha confiança pouco a pouco até eu pensar em casar com ela, porém veio o ponto da virada numero 2.
Final da minha faculdade estava passando por problemas com os professores, a ponto de quase ter que ir no ministério publico para resolver um conflito, meu TCC estava um caco e eu estava a um pingo de ser reprovado no meu ultimo semestre, e isso é claro refletiu no relacionamento, brigávamos sempre pois estava apático a tudo, só conseguia comer e jogar, ela (com toda razão) se sentia abandonada, e eu não sabia se queria continuar namorando pois tudo na minha vida estava triste. Terminamos novamente, me consultei com um psiquiatra que me passou medicações e tirei um tempo para ficar em casa, tive crises de pânico, mas quando as medicações começaram a fazer efeito eu consegui fazer tudo, e ela, mesmo depois de ter terminado continuou ao meu lado, me ajudando e segurando minha onda diversas vezes, e no final eu percebi que estava em um momento horrível e pedi para voltar, voltamos. Então se inicia 2019 (teve um salto grande eu sei) quando sai da cidade onde fazíamos faculdade e fui para vila velha e ela ficou lá, novamente as coisas começaram a ficar estranhas, ela é a definição de paixão pra mim, intensa, sem medo, faz o que o coração manda e passar por cima de tudo para fazer o que acha certo, e eu não, sou acomodado e fico sempre a mercê do que os outros fazem ou deixam eu fazer, sou passivo nas atitudes. A distancia era grande, eu tinha uma rotina pesada e não tinha tempo de conversar por mensagem, estava muito dedicado ao meu estagio e ela precisava de mim, precisava conversar e precisava do namorado dela ali do lado dela, então brigávamos constantemente, então novamente outro termino. Só que dessa vez fui tão cego que não vi o que ela estava passando, os problemas que tive de final de faculdade ela também teve, e eu egoísta que sou, não soube ver isso, e quando me toquei do que havia feito, tentei de alguma forma ajudar, mas ela não me atendia, e quando a gente se falava ela só sabia chorar, e eu tapado que sou não sabia o que fazer e como agir.
Então começa o ponto de virada 3, terminei o meu estagio, voltei pra casa e arrumei um emprego em um consultório veterinário perto de casa(interior do ES divisa com o RJ), e ela voltou pra cidade dela Pedro canário (norte do ES, divisa com a Bahia) estávamos terminados porem anos antes compramos um congresso de veterinária juntos e ela disse que mesmo que terminássemos ela ia disponibilizar a casa (o pai dela mora em Curitiba) dela para eu ficar. Foi chegando a data de ir e eu não sabia se aquilo estava valendo ou não, então quando menos esperava, depois de semanas sem se falar ela pergunta quando que vou, eu que nem tinha preparado nada, entrei em choque e comecei a ver data de voo, e na minha cabeça pensava “vou conquistar essa mulher de novo”, e como já dizia Rubel “se for preciso eu pego um barco e eu remo por 6 como peixe pra te ver”, ela ama Rubel. E fui, eu nunca tinha sido recebido tão friamente, era simplesmente era apática a tudo que era relacionado a mim, eu pensei “não vai dar” e já fui baixando a expectativa mas não desisti, e então em um belo dia a noite em casa, a gente ficou entre choros de saudade e tristeza, amor e ódio. Mais uma vez resolvemos tentar, sempre claro corrigir os erros do passado, para não se repetir. Ela fez comigo um teste de perseverança pois estava devastada com o que fiz com ela (deixar ela sozinha no fim da faculdade segurando uma barra desgraçada) Eu arrumei um estagio para ela numa indústria de laticínios na minha cidade e ela foi pra lá. Eu percebia que ela era muito grossa e sempre discutia por coisas bestas, eu sabia que era pra me testar, segui firme. Próximo do estagio acabar, meus pais (que aliás achavam que estávamos separados, na verdade só fingiam) perguntavam quando ela ia embora, e eu não sabia como tocar nesse assunto porque eu também não queria que ela fosse, queria ficar com ela, mas então em janeiro de 2020 ela foi embora, para Curitiba na casa do pai dela. E pra minha sorte o que houve em 2020? Pandemia, comércios fechados, aeroportos fechados, caos no mundo, e a única forma da gente estar junto e por whatsapp, e quem é o insensível que não consegue ser atencioso a distância? Eu mesmo e assim levamos por alguns meses, planejando nos ver em pleno a pandemia, mas eu não tinha dinheiro, recebia muito mal (menos que um salário mínimo) e pra ir ver ela teria que pegar dinheiro com meus pais, que com certeza não me emprestariam, então era sempre uma decepção porque ela sempre vinha com promoções de voos e formas da gente se ver, e eu sempre realista quanto a nossa situação, foi então que em junho desse ano ela me ligou terminando tudo.
Aceitei, foi uma conversa ate que longa, ficou muito claro nossos motivos, mas o principal foi a distância (eu não consigo ser eu mesmo por mensagem, não sei o que acontece, no dia eu só vou fazendo as coisas e depois que me toco de ver celular mas as vezes já e tarde). No mesmo mês fiz minha inscrição no mestrado em Vila Velha aonde havia estagiado meses antes, acabei passando, não recebo bolsa, e estou tendo que trabalhar para pagar o mestrado e as contas (quase 2500 reais no mês) até ter uma bolsa, se houver ela. Mês de setembro fiz plantão todos os finais de semana e terças-feiras, de segunda a sexta estava na rotina do Hospital para aprender a fazer coisas novas em anestesia e a noite aula. Foi um mês desgraçado, mas foi um mês que não senti falta dela, ai nesse ultimo feriado, alguns amigos me chamaram para ir para a praia em Guarapari (cidade próxima) pra gente da uma curtida, então eu fui, e realmente me diverti muito, e no domingo eu acabei ficando com a amiga da namorada de um amigo meu (complicado mas acho que deu pra entender) e nesse momento, meus amigos, só me vinha uma coisa na cabeça, a Ruiva. Eu só dei uns beijos nela e nada demais aconteceu mas no outro dia eu fui embora, porque não estava me sentindo bem com a situação, cheguei em casa triste, com uma dor no peito enorme, e acabei mandando mensagem para ela, conversamos de boa, falamos como estavam as coisas e então vem o momento da virada 4, a Ruiva, conversando com umas pessoas arrumou um emprego numa cidade pequena aqui no espirito santo, e essa cidade meus amigos, é 70 km de onde eu moro, e agora eu não consigo trabalhar, comer, estudar e nem fazer nada, só penso em ir lá e chegar dizendo que vim remando por 6 meses e só pude chegar agora. Porém meu medo é eu ser a pessoa que nunca está feliz, que quando está bom quer mudar e quando muda sente falta do conforto. Inegavelmente eu a amo, e ela me ama também (foi dito isso na conversa) mas tanto ela quanto eu sabemos que amor nunca segurou e nunca vai segurar relacionamento, fico me perguntando, com a possibilidade de ir vê-la a cada 15 dias e trabalhando pra me sustentar, podendo fazer planos de vida, se daria certo. Antes vivíamos em momentos diferentes, mas agora estamos vivendo no mesmo momento, trabalhando e sendo adultos que moram fora de casa. Meu coração e meu corpo doem de medo de ignorar o que todas as fibras dizem que é ir ver ela esse final de semana, mas ao mesmo tempo morro de medo de estar sendo o maior egoísta desse mundo e me deixar levar por esse sentimento e acabar descobrindo que não consigo mudar e que não da mesmo para estarmos juntos. Nunca fui muito religioso, mas já rezei para Deus para ter sucesso, para ter dinheiro pra pagar minhas contas, agora peço que ignore tudo e me uma luz para onde seguir.
submitted by Krahmukoslovisk to desabafos [link] [comments]


2020.10.05 14:35 wonderful_teacher Como a Squadra aplicou a sua tese sell-side em IRBR desde 2018

Como a Squadra aplicou a sua tese sell-side em IRBR desde 2018
Oi Pessoal, eu estou estudando os dados de alguns Fundos de Investimento, e resolvi pegar o caso da Squadra e sua tese vendida para IRBR, que vem desde 2018, segundo suas próprias cartas. A ideia é depois criar um painel dinâmico para poder avaliar a estratégia dos Fundos de Investimento, igual eu estou fazendo para alguns indicadores financeiros (que eu estou publicando aqui).
Um dos desafios que eu já percebi é que as informações que os fundos enviam pra CVM possuem um período de sigilo, então só dá pra estudar as posições com um atraso em geral de três meses. Mas considerando que algumas teses demoram até um ano pra se concretizar, esta valendo como exercício de estudo.
Outro desafio é a inconsistência de dados. Tem fundo que não informa dado não obrigatório, ou informado desconfigurado (talvez de propósito?). Por exemplo, o Fundo SQUADRA MASTER LONG-BIASED FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇŐES divulgou que possui 251.900 opções IRBRL392. Em janeiro/20, o valor essa posição era de R$ 2.133.317,71. Mas em março/20, o valor total da posição registrado é de R$0,30. Eu acho que mesmo virando pó, o valor mínimo seria R$0,01 por opção.
Posição em IRBRL392 (Valor da Posição final e Quantidade)
Por fim, os dados da CVM se limitam à quantidade e valor de mercado da posição final em opções. Não é possível ver o custo ou venda dentro de cada mês. Este é uma primeiro esboço, se alguém tiver sugestões põe nos comentários.

Posição em Ações Ordinárias


https://preview.redd.it/l08i5cavk9r51.png?width=972&format=png&auto=webp&s=5b18e6f9f0f626b83d4a515c7cab41700aa86237
O Fundo começou o período estudado com 12.813 ações em maio/18, e fez trade durante o período de valorização do ativo. No entanto, desde 2019, começou um grande movimento para adquirir ações, para se ter uma ideia, no fim do periodo da analise, maio/20, ela detinha mas de 5,5 milhoes de ações, talvez para uma estratégia com opções, visto que ela tem lançado muitas CALLs, mas em menor proporção.

Obrigações por ações e outros TVM recebidos em empréstimo

https://preview.redd.it/9q1zaiu7m9r51.png?width=972&format=png&auto=webp&s=1b6e7cd4b4cb42e6242211801e1f45251abb200e
Eu acho que aqui se contabiliza os alugueis de ações (não sei, alguém pode me confirmar isso). ela começou com 55.000 em maio/18. Essas grandes quedas na linha cinza marcam a diminuição da posição no ativo. Se ela operaou vendida todo esse período, ela foi perdendo dinheiro até 2020, porque IRBR3 só subiu.
A virada foi em fevereiro/2020, quando ela publicou aquele relatório sell-side da empresa. Em fev/20, ela tinha 32 mil ações alugadas, que saltou para 7,6 milhões em março/2020. Novamente, essa posição tem que fazer sentido olhando como ela comprou/vendeu as opções, pra mim não faz sentido ela operar vendida em IRBR3 depois de fevereiro/2020, porque a ação já tinha derretido.
Não fica claro pra mim, olhando os valores informados, se o fundo alugou as ações para deixar de garantia, ou se operou vendido. Se fosse assim, o valor de mercado deveria ser negativo, mas não é.

Posição em opções

No gráfico abaixo eu destaquei apenas as opções de IRBR3 divulgadas pelo Fundo. Aqui eu não sei até que ponto aqueles erros nos dados impactam no valor da posição, mas alguns meses podem estar subestimados, visto que os erros acontecem sempre pra baixo (aparantemente).
Posições lançadas/titulares em opções de compra/venda de IRBR3
Desde abril/19, o Fundo vem aumentando sua posição lançada em opções de compra. Faz sentido se você considerar que ela tem adquirido a ação e feito uma estratégia de venda coberta. Mas se a tese era de queda no preço, essa estratégia não seria a mais indicada para comprar delta/gama.
Observando as opções de venda, ela realmente aumentou sua posição vendida consideralmente em setembro/19, quando fez a sua maior posição lançada de puts também (barra azul). No detalhe, ela vendeu PUTs com strike maiores do que as PUTs que ela comprou, para a mesa data de vencimento, o que seria uma estratégia PUT DEBIT SPREAD, ou seja, ela ganha a diferença dos strikes, limitando o seu risco. Mas só em setembro/19 que ela fez isso, depois da pra ver que a posição titular dela é muito maior que a lançada.
A linha cinza escuro no segundo gráfico de barras dá pra ver o ganho não-linear que ela teve em fevereiro/20, ela mostra o valor de mercado da posição dela em PUTs.
Eu acho que somando tudo, ela fez o controle de risco usando o próprio ativo (comprando ou alugando), lançando CALLs para gerar uma renda e apostando nas PUTs, mas que no final, ela ganhou no spread. Novamente, eu não entendi bem o que ela fez com as ações alugadas, pelo tamanho da operação, o resultado do delta dela pode ter sido maior do que qualquer estratégia com opções.

Cotação histórica de IRBR3 para referência

https://preview.redd.it/ummpag2cs9r51.png?width=1113&format=png&auto=webp&s=a02a87f0ba39e5ad8e9bd8958684b8d3ac733908
Painel dinâmico: https://public.tableau.com/views/squadra_16019013156490/Painel1?:language=pt&:display_count=y&publish=yes&:toolbar=n&:origin=viz_share_link

EDIT: Pura ignorância mesmo, escrevi sell-side ao invés de short.
submitted by wonderful_teacher to investimentos [link] [comments]